Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21548
Título: Digestibilidade aparente dos nutrientes e características físico-químicas das fezes de equídeos alimentados com feno de tifton
Título em inglês: Apparent digestibility of nutrientes and physico-chemical characteristics of feces of equids fed Tifton 85 hay
Autor(es): Brito, Jéssica de Carvalho
Orientador(es): Nascimento, Germano Augusto Jerônimo do
Coorientador(es): Brandi, Roberta Ariboni
Palavras-chave: Acetato
Capacidade tamponante
Equus asinus
Equus caballus
Volumoso
Data do documento: 2016
Citação: BRITO, J. C. (2016)
Resumo: Os equinos e asininos são espécies diferentes de equídeos que possuem particularidades fisiológicas que precisam ser entendidas para melhor realização do manejo alimentar e aproveitamento dos nutrientes dos alimentos. Sendo assim, objetivou-se comparar e avaliar o consumo voluntário de alimento e as implicações sobre as características físico-químicas das fezes, produção de ácidos graxos de cadeia curta e digestibilidade aparente de uma dieta composta por feno de Tifton 85 nas espécies equina e asinina. Foram utilizados 20 animais adultos, sendo dez equinos da raça quarto de milha e dez jumentas da raça Pêga, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, com 2 tratamentos de 10 repetições, sendo o animal a unidade experimental. Considerou-se como tratamentos as duas espécies analisadas. Os animais foram alimentados com feno de Tifton 85 (85,72 %MS; 12,88 %PB; 73,74 %FDN; 32,59 %FDA e 2,25 Mcal EB/kg) à vontade, e avaliada a capacidade de consumo voluntário. Após seis dias de adaptação às condições experimentais, foram realizados quatro dias de coleta total de fezes. Durante o período de coleta, às 6h foram recolhidas as fezes para medição do pH e capacidade tamponante (CT), bem como a avaliação de cor e consistência das fezes. Durante o período de coleta, as fezes foram homogeneizadas para retirada de uma amostra composta para a realização das análises de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente ácido (FDA), fibra em detergente neutro (FDN) e energia bruta (EB). Foram calculados os coeficientes de digestibilidade para MS, PB, FDN, FDA e EB. Amostras de sangue foram coletadas no último dia do ensaio de digestibilidade, às 0, 3 e 6h após a alimentação para análises de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) que também foram analisados nas fezes. Asininos apresentaram consumo de 1,12 Kg MS/PV menor ao dos equinos (1,60 Kg MS/PV). Observou-se maiores coeficientes de digestibilidade (P<0,05) na espécie asinina para MS (61,60%), PB (67,18%), FDN (54,17) e FDA (50,00). Não houve diferença estatística para os valores de pH, cor e consistência das fezes entre as espécies estudadas recebendo dieta composta somente com volumoso. A CT dos asininos mostrou-se mais eficiência para CT6 (9,12 mmol/L) e CT5 (22,62 mmol/L) que os equinos (6,07 e 14,38mmol/L, respectivamente). Observou-se que os asininos produzem mais ácido acético (33,81 mmol/L) com uma dieta exclusiva de forragem, mas apresentam menores níveis desse AGCC no sangue (1,00 mmol/L) em comparação aos equinos (1,27 mmol/L), o que demonstra menor absorção na região ceco- cólica de acetato. A espécie Asinina possui capacidade de consumo de feno de Tifton85 menor que a equina, mas demonstra maiores coeficientes de digestibilidade dos nutrientes e maior capacidade tamponante dos ácidos graxos de cadeia curta formados na fermentação.
Abstract: The horses and donkeys are different species of horses that have physiological characteristics that need to be understood for better accomplishment of food management and food nutrients utilization Thus, the objective was to compare and evaluate the voluntary food intake and the implications on the physico-chemical characteristics of the stool, production of short chain fatty acids and apparent digestibility of a diet consisting of hay Tifton 85 in equine and asinine species. Twenty animals were used, ten quarter mile race horses and ten Pêga breed asses, distributed in a completely randomized design with two treatments of ten repetitions, being the animal the experimental unit. It is considered as treatments the two species analyzed. The animals were fed with Tifton 85 hay (85.72% DM, 12.88% CP, 73.74% NDF, 32.59% ADF and 2.25 Mcal GE/kg) at will, and it was evaluated the ability of voluntary intake. After six days of adaptation to experimental conditions, it was carried out four days of total stool collection. During the collection period, at 6h feces were collected for measurement of pH and buffering capacity (BC) as well as the color evaluation and stool consistency. During the collection period, the feces were homogenized for removal of a sample for the analyzes of dry matter (DM), crude protein (CP), acid detergent fiber (ADF), neutral detergent fiber (NDF) and gross energy (GE). Digestibility coefficients were calculated for DM, CP, NDF, ADF and GE. Blood samples were collected on the last day of the digestibility trial, at 0, 3 and 6 h after feeding for analysis of short-chain fatty acids (SCFA), which were also analyzed in the stool. Donkeys showed consumption of 1.12 kg DM/BW statistically smaller (P <0.05) than equine (1.60 DM/BW). It was observed higher digestibility coefficients (P <0.05) to asses for DM (61.60%), CP (67,18%) NDF (54,17) and the ADF (50,00). There was no statistical difference for pH, color and consistency of stools among the species studied receiving diet composed only with bulky. The BC of donkeys was more efficient for BC6 (9.12 mmol/L) and BC5 (22.62 mmol/L) than horses (6.07 and 14.38 mmol/L, respectively). It was observed that donkeys produce more acetic acid (33.81 mmol/L) with a unique fodder diet, but they exhibit lower levels of this SCFA in the blood (1.00 mmol/L) compared to the horses (1.27 mmol/L), which shows less absorption of acetate in the cecum-colic region. The asses have consumption capacity of hay Tifton85 less than equine, but shows higher digestibility of nutrients and increased buffering capacity of short-chain fatty acids formed during fermentation.
Descrição: BRITO, Jéssica de Carvalho. Digestibilidade aparente dos nutrientes e características físico-químicas das fezes de equídeos alimentados com feno de tifton. 2016. 39 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21548
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_jcbrito.pdf717,77 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.