Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21566
Título: Influência da carga parasitária e do sítio de inoculação na imunopatogênese da leishmaniose cutânea causada por Leishmania braziliensis em hamster
Título em inglês: Investigate the influence of parasite burden and the inoculation site in the immunopathogenesis of cutaneous leishmaniasis caused by Leishmania braziliensis in hamster
Autor(es): Fonseca, Francisco Rafael Marciano
Orientador(es): Teixeira , Maria Jania
Palavras-chave: Leishmania braziliensis
Leishmaniose Cutânea
Cricetulus
Orelha
Citocinas
Data do documento: 22-Fev-2016
Citação: FONSECA, F. R. M. ; TEIXEIRA, M. J. (2016)
Resumo: Leishmania braziliensis é o principal agente causador de leishmaniose cutânea no Brasil, e apesar de sua importância para a Saúde Pública, há carência de um modelo experimental que possa ser usado para testar novas terapias e vacinas. O objetivo deste estudo foi investigar a influência da carga parasitária e do sítio de inoculação na imunopatogênese da leishmaniose cutânea causada por Leishmania braziliensis em hamster no modelo de infecção na derme da orelha. Grupos de animais (n=48) foram infectados por via intradérmica, na orelha (n=24) ou na pata (n=24), com 105 promastigotas de L. braziliensis. Em seguida, outros grupos de animais (n=32) foram infectados por via intradérmica na orelha, com 105 (n=16) ou 106 (n=16) promastigotas. As lesões foram medidas a cada 5 dias por 60 dias. Os animais foram eutanasiados com 30, 45 e 60d.p.i, e coletados a orelha e pata infectada, linfonodos (retromaxilar ou poplíteo), fígado e baço, para a avaliação da carga parasitária, expressão de mediadores inflamatórios e análise das alterações histopatológicas. As lesões surgiram com 20d.p.i., tanto na pata como na orelha. As lesões na orelha ulceraram e foram maiores (p<0,0001) ao contrário das lesões da pata, que se apresentaram como pequenos nódulos, sem úlceras. Na orelha foi observada significante carga parasitária após 30, 40 e 60d.p.i., tanto na lesão como no linfonodo, sendo a carga parasitária sempre maior na lesão. Independente da via de inoculação, o fígado e baço não estavam aumentados, não apresentavam nódulos e nem parasitos. No linfonodo retromaxilar, observou-se uma maior expressão das citocinas inflamatórias IFN-ɣ, TNF-α e IL-6 e da enzima arginase, com 30 e 60d.p.i., e isso foi corroborado com as alterações histológicas observadas na orelha, processo inflamatório mais intenso e cronicidade da doença. Ao contrário, no linfonodo poplíteo (pata), apresentou um misto de citocinas inflamatórias e anti-inflamatórias, sugerindo uma regulação bem precoce da resposta imunológica e inflamatória. Observou-se também que quanto maior o inóculo, mais intensa a resposta inflamatória e maiores as lesões, entretanto, sem disseminação do parasito para fígado e baço, sugerindo menor comprometimento sistêmico e maior tempo de sobrevida para o animal. Em suma, os dados indicam que o inóculo de 105 parasitos no modelo de infecção na orelha poderia facilitar a visualização de um possível efeito protetor de novos fármacos ou candidatos vacinais.
Abstract: Leishmania braziliensis is the main causative agent of cutaneous leishmaniasis in Brazil and despite its importance for public health, there is a lack of an experimental model that can be used for testing new therapies and vaccines. The aim of this study was to investigate the influence of parasite burden and the inoculation site in the immunopathogenesis of cutaneous leishmaniasis caused by Leishmania braziliensis in hamsters using ear dermis infection model. Groups of animals (n = 48) were infected intradermally in the ear (n = 24) or paw (n = 24) with 105 promastigotes of L. braziliensis. Afterwards, other groups of animals (n=32) were infected intradermally in the ear with 105 (n=16) or 106 (n=16) promastigotes. The lesions were measured every 5 days for 60 days. The animals were euthanized at 30, 45 and 60 d.p.i., and had their infected ears and paws, as well as lymph nodes (retromaxilar or popliteal), livers and spleens collected for evaluation of parasite burden and expression of inflammatory mediators, and analysis of histopathological changes. The lesions arose at 20 d.p.i. both paw and ear. The ear lesions ulcerated and were bigger (p< 0.0001) in contrast to paw lesions that presented themselves as small nodules without ulcers. It was observed significant parasitic burden in the ear after 30, 40 and 60 d.p.i. at the lesion and in the lymph node, with parasite burden being always bigger at the lesion. Regardless of the route of inoculation, neither liver and spleen were enlarged nor had lumps or parasites. In the retromaxillary lymph node, it was observed a greater expression of inflammatory cytokines IFN- ɣ, TNF- α and IL -6 and the enzyme arginase, 30 and 60 d.p.i., and it was corroborated by histological changes observed in the ear, intenser inflammatory process and chronicity of the disease. On the contrary, the popliteal lymph node (paw) presented a combination of pro and anti-inflammatory cytokines indicating a precocious regulation of immune and inflammatory response. It was also observed that the bigger the inoculum, the more intense the inflammatory response and bigger the lesions, however, without parasite dissemination to the liver and spleen, indicating lesser systemic commitment and increased survival time of the animal. In short, the data indicates that the inoculum of 105 parasites through the ear dermis infection model could make easier the visualization of a possible protective effect of new drugs or vaccine candidates.
Descrição: FONSECA, F. R. M. Influência da carga parasitária e do sítio de inoculação na imunopatogênese da leishmaniose cutânea causada por Leishmania braziliensis em hamster. 2016. 90 f. Dissertação (mestrado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21566
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_frmfonseca.pdf2,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.