Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21568
Título: Valor prognóstico de marcadores de diferenciação neuroendócrina e de células-tronco em pacientes submetidos a prostatectomia radical por câncer de próstata localizado
Título em inglês: The prognostic value of neuroendocrine differentiation and stem cells markers for localized prostate cancer
Autor(es): Hirth, Carlos Gustavo
Orientador(es): Dornelas , Conceição Aparecida
Palavras-chave: Neoplasias da Próstata
Carcinoma Neuroendócrino
Cromogranina A
Células-Tronco
Genes myc
Antígenos CD44
Data do documento: 17-Nov-2016
Citação: HIRTH, C. G. ; DORNELAS, C. A. (2016)
Resumo: Este estudo objetivou avaliar novos marcadores imuno-histoquímicos relacionados à indução da diferenciação neuroendócrina e células-tronco com fatores de prognóstico e recorrência bioquímica, em pacientes submetidos à prostatectomia radical. Para tanto, pacientes operados no Hospital Walter Cantídio, Universidade Federal do Ceará, no período de 2008 a 2013, foram submetidos a acompanhamento clínico-ambulatorial, entre os anos de 2008 a 2016. Avaliou-se a proporção daqueles que apresentaram recorrência bioquímica, bem como as características clínico-patológicas e a marcação em reações de imuno-histoquímica para cromogranina (diferenciação neuroendócrina), Aurora quinase A (AURKA), N-MYC, C-MYC e CD44s, em material parafinado. De 74 pacientes submetidos à cirurgia, obteve-se acompanhamento de 69, com tempo de seguimento de 41 (2-89) meses; diferenciação neuroendócrina na neoplasia se associou com infiltração de vesículas seminais (p=0,032) e estadiamento (p=0,030). C-MYC associou-se com escore de Gleason (p=0,001) e infiltração de vesículas seminais (p=0,014). AURKA expressou-se em raros casos. N-MYC foi negativo em todos os pacientes. CD44s se associou com menores níveis de PSA pré-operatório e menores escores de Gleason. Observou-se recorrência bioquímica em 27,0% dos pacientes. Recorrência se associou, em pelo menos uma das formas de análise, com níveis séricos de PSA pré-operatório, escore de Gleason, invasão de vesículas seminais e estadiamento. Não houve associação significativa entre recorrência e diferenciação neuroendócrina, C-MYC e CD44s. Dessa forma, nesse estudo, a detecção imuno-histoquímica da diferenciação neuroendócrina; a expressão de C-MYC e a perda da expressão de CD44s relacionaram-se com carcinomas mais agressivos (PSA, Gleason, infiltração de vesícula seminal e/ou estadiamento), porém sem associação com a recorrência bioquímica; bem como confirma a importância de fatores prognósticos considerados como clássicos em série regional de pacientes com câncer de próstata.
Abstract: This study aimed to evaluate the new immunohistochemical markers related to neuroendocrine differentiation induction and stem cells with prognostic factors and biochemical recurrence in patients submitted to radical prostatectomy. Therefore, patients operated at the Hospital Walter Cantídio, Federal University of Ceará, in the period of 2008-2013, underwent clinical and outpatient follow-up, between the years 2008-2016. Biochemical recurrence was evaluated and was correlated with pathological characteristics and immunohistochemical reactions. Chromogranin (neuroendocrine differentiation), Aurora Kinase A (AURKA), N-MYC, C-MYC and CD44s were performad in paraffined material. From 74 patients underwent surgery was obtained the followup of 69, in a median period of 41 (2-89) months. Neoplastic neuroendocrine differentiation was associated with seminal vesicles infiltration (p = 0.032) and stage (p = 0.030). C-MYC was associated with Gleason score (p = 0.001) and seminal vesicles infiltration (p = 0.014). AURKA was expressed in rare cases. N-MYC protein was negative in all patients. CD44s was associated with lower preoperative PSA levels and lower Gleason scores. Biochemical recurrence was observed in 27.0% of patients. Recurrence was associated with serum preoperative PSA, Gleason score, seminal vesicle invasion and staging at least in one form of analysis. There was no significant association between recurrence and neuroendocrine differentiation, C-MYC and CD44s expression. Therefore, immunohistochemical detection of neuroendocrine differentiation, expression of C-MYC and loss of CD44s were related to more aggressive carcinomas (PSA, Gleason, seminal vesical invasion and/or stage), but no association with biochemical recurrence. Classic prognostic factors were affirmed like biochemical recurrence predictores.
Descrição: HIRTH, C.G. Valor prognóstico de marcadores de diferenciação neuroendócrina e de células-tronco em pacientes submetidos a prostatectomia radical por câncer de próstata localizado. 2016. 134 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21568
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_cghirth.pdf3,16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.