Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21596
Título: Potencial invasor de Cryptogestia madagascariensis: efeito de fatores bióticos e abióticos durante a colonização.
Título em inglês: Invasive potential of Cryptostegia madagascariensis bojer ex decne .: effect of factors biotics and abyotics during colonization
Autor(es): Brito, Selma Freire de
Orientador(es): Medeiros Filho, Sebastião
Coorientador(es): Matos, Dalva Maria da Silva
Palavras-chave: Invasão
Germinação
Crescimento inicial
Estresse hídrico
Disponibilidade de luz
Competição
Modelagem de distribuição
Data do documento: 2016
Citação: BRITO, S. F. (2016)
Resumo: O sucesso do processo de invasão está relacionado à capacidade das espécies de ultrapassar diferentes filtros bióticos e abióticos. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de fatores bióticos e abióticos no potencial invasor de Cryptostegia madagascariensis e na sua potencial distribuição no Brasil. Apresentamos os resultados em quatro capítulos em forma de manuscritos. No primeiro capítulo (Manuscrito I), avaliamos os efeitos de fatores abióticos na germinação e no crescimento inicial de C. madagascariensis. Os resultados mostraram que temperaturas altas e o estresse hídrico e salino inibem a sua germinação, contudo não depende da luz. As mudas se desenvolvem bem níveis intermediários de déficit hídrico e mesmo em estresse severo sobrevivem. No segundo capítulo (Manuscrito II), estudamos o crescimento inicial de C. madagascariensis ao longo do tempo em diferentes sombreamentos. Observamos que as mudas toleram ambientes sombreados, crescendo como arbusto no sol e investindo em altura na sombra. O aumento da luz pode favorecer a invasivisidade desta espécie. No terceiro capítulo (Manuscrito III), investigamos o estabelecimento de C. madagascariensis em áreas perturbadas e a competição intra e interespecífica com as espécies nativas Poincianella bracteosa e Piptadenia stipulacea em dois ambientes (sol e sombra). Mudas de C. madagascariensis não se estabeleceram sob dossel. Apenas a competição intraespecífica afetou C. madagascariensis, enquanto as espécies nativas tiveram seu desenvolvimento afetado negativamente pela competição com esta invasora. No quarto capítulo (Manuscrito IV), analisamos a distribuição potencial de C. madagascariensis no Brasil em condições climáticas atuais e futuras e a sobreposição de áreas favoráveis à invasão com a potencial distribuição de Copernicia prunifera. Observamos que aproximadamente metade das áreas com alta probabilidade de ocorrência de C. prunifera se sobrepõe com as de C. madagascariensis. Atualmente o Nordeste apresenta as áreas mais favoráveis para o estabelecimento desta invasora, sendo que mudanças climáticas favorecem sua expansão no Brasil. Portanto, a invasivisidade de C. madagascariensis está associada a altas taxas de germinação, ao rápido crescimento, alterações morfológicas em diferentes ofertas de recursos e alta capacidade competitiva. C. madagascariensis pode invadir uma grande extensão do Nordeste e mudanças climáticas devem aumentar seu potencial invasor no Brasil.
Abstract: The success of the invasion process is related to the species' ability to overcome different biotic and abiotic filters. The objective of this study was to evaluate the influence of biotic and abiotic factors on the invasive potential of Cryptostegia madagascariensis and its potential distribution in Brazil. We present the results in four chapters in manuscript form. In the first chapter (Manuscript I), we evaluated the effects of abiotic factors on germination and initial growth of C. madagascariensis. The results showed that high temperatures and saline and water stress inhibit its germination, but it does not depend on light. The seedlings develop well intermediate levels of water deficit and even in severe stress survive. In the second chapter (Manuscript II), we studied the initial growth of C. madagascariensis over time in different shadings. We observed that the seedlings tolerate shady environments, growing like shrub in the sun and investing in height in the shade. Increased light may favor the invasiveness of this species. In the third chapter (Manuscript III), we investigated the establishment of C. madagascariensis in disturbed areas and intra and interspecific competition with the native species Poincianella bracteosa and Piptadenia stipulacea in two environments (sun and shade). C. madagascariensis seedlings did not settle under canopy. Only intraspecific competition affected C. madagascariensis, while native species had their development negatively affected by competition with this invasive species. In the fourth chapter (Manuscript IV), we analyzed the potential distribution of C. madagascariensis in Brazil in current and future climatic conditions and the overlap of areas favorable to invasion with the potential distribution of Copernicia prunifera. We observed that approximately half of the areas with high probability of occurrence of C. prunifera overlap with those of C. madagascariensis. Currently the Northeast presents the most favorable areas for the establishment of this invader, and climate change favors its expansion in Brazil. Therefore, the invasiveness of C. madagascariensis is associated with high germination rates, rapid growth, morphological changes in different resource offerings and high competitive capacity. C. madagascariensis can invade a large extent of the Northeast and climate change must increase its invading potential in Brazil.
Descrição: BRITO, Selma Freire de. Potencial invasor de Cryptogestia madagascariensis: efeito de fatores bióticos e abióticos durante a colonização. 2016. 118 f. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21596
Aparece nas coleções:DBIO - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_sfbrito.pdf18,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.