Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21616
Título: Avaliação de práticas de manejo nos atributos químicos e na perda de solo em região semiárida
Título em inglês: Practical assessment management in chemical and attributes soil loss in region semiarid
Autor(es): Oliveira, André Luiz Torres de
Orientador(es): Costa, Mirian Cristina Gomes
Coorientador(es): Souza, Henrique Antunes de
Palavras-chave: Erosão no semiárido
Conservação do solo
Substâncias húmicas.
Data do documento: 2015
Citação: OLIVEIRA, A. L. T. (2015)
Resumo: As características edafoclimáticas do semiárido, asssociadas a práticas não conservacionistas de uso e manejo, tornam o ambiente Susceptível à erosão. As práticas conservacionistas de manejo representam alternativas aos sistemas convencionais em regiões semiáridas, podendo reduzir as perdas por erosão e melhorar atributos físicos, químicos e biológicos do solo. Supõe-se que o enleiramento de garranchos em nível e os sistemas agroflorestais Resultam em melhores condições químicas do solo e em menor produção de sedimentos após eventos chuvosos quando comparados com áreas em pousio. Já o plantio morro abaixo deve resultar em piores condições químicas do solo e em maior produção de sedimentos após eventos chuvosos em comparação à prática do pousio. Assim, objetivou-se avaliar os efeitos de práticas de manejo nos atributos químicos do solo, bem como no escoamento superficial e na produção de sedimentos em região semiárida. O estudo foi realizado em uma comunidade tradicional Quilombola localizada em Tamboril (CE). As práticas de manejo estudadas foram MF1 - plantio de milho e feijão com enleiramento de garrancho em nível; PMB2 - plantio de palma forrageira morro abaixo; PMF3 - plantio de palma forrageira em consórcio com milho e feijão com enleiramneto de garrancho em nível e SAF4 - sistema agroflorestal. Cada prática de manejo foi comparada com uma área adjacente de regeneração natural (pousio). Informações sobre a produção de sedimentos foram obtidas em parcelas de 1m², sob condições de chuvas naturais. Foram instaladas três parcelas em cada área de estudo, totalizando 24 parcelas nas quais foram realizadas coletas no período de fevereiro a junho de 2015 que corresponde à estação chuvosa na região. As coletas para determinar o volume escoado superficialmente e os sedimentos transportados foram realizadas a cada evento de chuva erosiva, no acumulado de 24 horas. Amostras compostas de solo foram coletadas em pontos aleatórios de cada área, nas profundidades de 0-0,05 e 0,05- 0,10 m com 5 repetições cada, totalizando 80 amostras. Foram determinados valores de pH, teores de macronutrientes (Ca, Mg, P, K), micronutrientes (Fe, Zn, Cu e Mn) e de sódio (Na), além da percentagem de saturação de alumínio (m%), soma de bases (SB), capacidade de troca de cátions (CTC), percentagem de saturação de bases (V%) e fracionamento da matéria orgânica (ácidos fúlvicos, húmicos e humina), quantificando o carbono (C) e nitrogênio (N) de cada fração. Por meio dos resultados dessa pesquisa foi constatado que as áreas de manejo MF1 e PMB2 apresentaram maiores perdas de solo (2.420,24 e 8.647,09 g, respectivamente) e água (203,14 e 224,33 L, respectivamente) em relação às áreas PMF3 e SAF4 (832,56 e 355,17 g de perda de solo; 153,33 e 199,40 L de perda de água). Em relação às áreas de manejo e seus respectivos pousios, foi observado que MF1 apresentou perda de solo 63,27% maior em relação a R1, já na área PMB2 essa diferença foi de 73,01% em relação a R2. As menores variações foram encontradas nas áreas PMF3 e SAF4 com 9,54% e 8,73% a mais de perda de solo em relação às suas respectivas áreas de pousio R3 e R4. O sistema de consórcio PMF3 (palma forrageira, milho e feijão com enleiramento de garrancho em nível) e SAF4 (sistema agroflorestal) foram tão eficientes quanto o pousio (R3 e R4) para controle das perdas de solo e água. Não houve efeitos do enleiramento de garrancho em nível na melhoria dos atributos químicos do solo nas áreas MF1 e PMF3; entretanto, para o sistema agroflorestal constataram-se melhorias na fertilidade do solo em termos dos teores de carbono orgânico (CO) e fósforo (P).
Abstract: Soil and climatic characteristics of the semi-arid region, associated with nonconservationist practices of use and management, make the environment susceptible to erosion. The conservation management practices represent alternatives to conventional systems in semi-arid regions, which may reduce losses by erosion and improve physical, chemical and biological aspects of the soil. It is assumed that the windrowing of twigs in level and agroforestry result in better soil chemical conditions and in lower production of sediments after rainfall events when compared with fallow areas. The downhill cultivation may result in worse soil chemical conditions and in higher production of sediments after rainfall events when compared with fallow areas. Therefore, the objective of this work was to evaluate the effects of management practices on soil chemical properties, as well as on surface runoff and on the production of sediments in the semi-arid region. The study was performed in a traditional Quilombola community (Brazilian hinterland settlement founded by people of African origin) in the city of Tamboril (CE). The management practices studied were MF1 – maize and beans cultivation with windrowing of twigs in level; PMB2 – downhill cultivation of cactus pear; PMF3 – cultivation of cactus pear intercropped with maize and beans with windrowing of twigs in level, and SAF4 – agroforestry system. Each management practice was compared to an adjacent area of natural regeneration (fallow area). Information on the production of sediments was obtained in portions of 1m² under regular rainfall conditions. Three portions were installed in each study area, in a total of 24 portions, in which collections were held from February to June 2015, which corresponds to the rainy season of the region. The collections needed to determine the surface runoff volume and the carried sediments were performed after each erosive rainy event, in the period of 24 hours. Soil samples were collected at random spots of each area in depths of 0-0.05 and 0.05-0.10 m with 5 repetitions each, in a total of 80 samples. Values of pH, macronutrients (Ca, Mg, P, K) levels, micronutrients (Fe, Zn, Cu e Mn) and sodium (Na) levels were determined, besides percent aluminum saturation (m%), sum of the bases, cation exchange capacity (CEC), percent base saturation (V%) and fractionation of organic matter (fulvic and humic acids and humin) with quantification of carbon (C) and nitrogen (N) of each fraction. Based on the results of this research, it was found that the management areas MF1 and PMB2 had higher soil loss (2,420.24 and 8,647.09 g, respectively) and water loss (203.14 and 224.33 L, respectively) than the areas PMF3 and SAF4 (832.56 and 355.17 g of soil loss; 153.33 e 199.40 L of water loss). Regarding the management areas and their respective fallow areas, it was observed that MF1 presented a soil loss of 63.27% higher than R1, and for the PMB2 area, this difference was of 73.01% compared to R2. The smallest variations were found in areas PMF3 and SAF4 with 9.54% and 8.73% more of soil loss when compared to their respective fallow areas, R3 and R4. The intercropped system PMF3 (cactus pear, maize and beans with windrowing of twigs in level) and SAF4 (agroforestry system) were as efficient as the fallow areas (R3 and R4) when it comes to controlling soil and water losses. There was no effect of the windrowing of twigs in level on the improvement of soil chemical properties in areas MF1 and PMF3; however, for the agroforestry system, improvements on soil in terms of organic carbon (OC) and phosphorus (P) levels were found.
Descrição: OLIVEIRA, André Luiz Torres de. Avaliação de práticas de manejo nos atributos químicos e na perda de solo em região semiárida. 2015. 85 f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21616
Aparece nas coleções:PPGASNP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_altoliveira.pdf1,21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.