Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21622
Título: Erros em sistemas de leitura de tensiômetro em condições de temperatura controlada
Título em inglês: Errors in tensiometer reading systems in conditions of controlled temperature
Autor(es): Azevedo, Josimar de
Orientador(es): Mota, Jaedson Claudio Anunciato
Palavras-chave: Potencial mátrico
Água no solo
Irrigação
Data do documento: 2015
Citação: AZEVEDO, J. (2015)
Resumo: O solo e a água são recursos essenciais para o desenvolvimento da agricultura. Portanto, conhecer a dinâmica da água no solo é importante para o bom manejo do recurso água como fator de produção. Neste aspecto, considerando as hipóteses de que 1) outros sistemas de leitura do tensiômetro, desenvolvidos especificamente para a medição do potencial mátrico da água no solo, substituem o manômetro de mercúrio sem perda da qualidade da informação; 2) no tensiômetro em que se utiliza o tensímetro digital com transdutor de pressão, dada a perturbação que causa no sistema quando da inserção da agulha, se requer um decurso de tempo para que seja restabelecido o equilíbrio entre as tensões da água no interior do tensiômetro e no solo; e 3) os sistemas de leitura para a medição do potencial mátrico da água no solo, ainda que em condições controladas, produzem erros em relação ao sistema de referência afetando os cálculos que são dependentes desta variável. Neste caso, se objetivou com esta pesquisa aferir dois sistemas alternativos ao manômetro de mercúrio para a quantificação do potencial mátrico da água no solo, definir o tempo para que se restabeleça o equilíbrio descrito anteriormente e quantificar os erros envolvidos. O ensaio foi realizado em vasos com diâmetro médio de 0,38 m e profundidade de 0,65 m, com o fundo perfurado para permitir a drenagem, reproduzindo com adaptações às condições de contorno do método do perfil instantâneo. Os sistemas de leitura nos tensiômetros foram avaliados em laboratório (21 ± 1 ºC), sendo instalados três tensiômetros por vaso, em um total de 18 aparelhos, com seis repetições, nas profundidades de 0,20 m, 0,35 m e 0,50 m. Quando das leituras, para evitar modificações no equilíbrio estabelecido entre a câmara de ar, a água do tensiômetro e a água no solo, procedeu-se inicialmente a leitura no manômetro de mercúrio, vacuômetro de Bourdon, nessa ordem, para, em seguida, proceder a leitura com o tensímetro digital contendo o transdutor de pressão (neste último se fez a inserção da agulha e a leitura foi feita em 30, 60, 90, 120, 150 e 180 segundos após). O experimento teve duração de 127 dias, totalizando 3052 horas. Concluiu-se que: 1) após a inserção da agulha do tensímetro na câmara de ar do tensiômetro, a leitura deve ser realizada em 30 segundos; 2) o tensímetro pode substituir o sistema padrão na medida do potencial matricial da água no solo na faixa de umidade desde a saturação até a capacidade de campo, e o Bourdon partindo da condição na ou próxima à capacidade de campo até a situação mais seca; e 3) os erros decorrentes da utilização de sistemas alternativos ao manômetro de mercúrio para a obtenção do potencial mátrico da água no solo também se refletiram na mensuração da umidade do solo, tendo os sistemas alternativos subestimado os valores a partir da capacidade de campo
Abstract: Soil and water are essential resources for the development of agriculture. Thus, the knowledge on soil water dynamics is important for a good management of the resource water as a production factor. In this aspect, the following hypotheses were considered: 1) other tensiometer reading systems, specifically developed to measure soil water matric potential, substitute the mercury manometer with no loss of information quality; 2) when a digital tensimeter with pressure transducer is used in the tensiometer, given the disturbance caused by the insertion of the needle, a time interval is required for the reestablishment of the equilibrium between the tensions of the water inside the tensiometer and in the soil; and 3) even under controlled conditions, the reading systems for the measurement of soil water matric potential produce errors compared with the reference system, which affect the calculations that depend on this variable. This study aimed to evaluate two systems alternative to the mercury manometer for the quantification of the soil water matric potential, define the time necessary to reestablish the previously described equilibrium and quantify the errors involved. The experiment was performed using pots with mean diameter of 0.38 m and depth of 0.65 m, perforated at the bottom to allow drainage, reproducing the boundary conditions of the instantaneous profile method, with adaptations. The tensiometer reading systems were evaluated in the laboratory (21 ± 1 ºC); three tensiometers were installed in each pot at the depths of 0.20 m, 0.35 m and 0.50 m, totaling 18 devices, with 6 replicates. In order to avoid changes in the equilibrium between the air chamber, tensiometer water and soil water, the reading sequence was: mercury manometer, Bourdon gauge and digital tensimeter with pressure transducer (this one with readings at 30, 60, 90, 120, 150 and 180 seconds after needle insertion).At the end of the experiment, after 3052 h, it was concluded that: 1) after needle insertion of the tensimeter in the air chamber of the tensiometer, the reading must be performed in 30 seconds; 2) the tensimeter can substitute the standard system in the measurement of soil water matric potential in the moisture range from saturation until field capacity, and the Bourdon from a condition at or close to field capacity until a drier situation; and 3) the errors resulting from the use of systems alternative to the mercury manometer to obtain soil water matric potential also reflected in the measurement of soil moisture, and the alternative systems underestimated the values from the field capacity on
Descrição: AZEVEDO, Josimar de. Erros em sistemas de leitura de tensiômetro em condições de temperatura controlada. 2015. 44 f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21622
Aparece nas coleções:PPGASNP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_jazevedo.pdf903,57 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.