Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21637
Título: Avaliação de aspectos anatômicos e funcionais do canal anal e da musculatura pubovisceral de mulheres com incontinência fecal
Título em inglês: Evaluation of anatomical and functional aspects of the anal canal and the pubovisceral musculature of women with fecal incontinence
Autor(es): Fernandes, Graziela Olívia da Silva
Orientador(es): Regadas, Sthela Maria Murad
Palavras-chave: Incontinência Fecal
Ultrassonografia
Parto Normal
Data do documento: 16-Dez-2016
Citação: FERNANDES, G. O. S. ; REGADAS, S. M. M. (2016)
Resumo: A incontinência fecal (IF) tem grande impacto na qualidade de vida e afeta até 24% da população feminina, sendo o parto vaginal um dos principais fatores de risco. As pacientes com esta condição necessitam de avaliação especializada para seu adequado manejo. O objetivo deste estudo foi avaliar aspectos anatômicos e funcionais do canal anal e músculo pubovisceral(MPV) utilizando a ultrassonografia tridimensional (US3D) anorretal combinada com a endovaginal e com a manometria anorretal para a avaliação das lesões dos esfíncteres anais e MPV em mulheres incontinentes com parto vaginal prévio. Além disto, correlacionar a intensidade dos sintomas de incontinência fecal com os achados ultrassonográficos e estabelecer um novo escore ultrassonográfico para pacientes com IF. A avaliação clínica foi realizada com o escore de incontinência da Cleveland Clinic Florida(CCF), a avaliação funcional com manometria anorretal e a avaliação anatômica com US3D. Foi realizado um estudo transversal em que foram incluídas 63 pacientes com média da idade de 61 anos. A maioria das pacientes (56%) tinham MPV íntegro e lesão esfincteriana. Das 28 (44%) pacientes que possuíam lesão no MPV, 9(32,1%) não possuíam lesão esfincteriana. A área do hiato dos levantadores aumentou significantemente na manobra de Valsalva nas pacientes com lesão no MPV. A mediana do escore de incontinência e do escore ultrassonográfico foram significantemente maiores no grupo de pacientes com lesão no MPV. A média da pressão de contração das pacientes com lesão no MPV foi significantemente mais baixa do que as das pacientes com MPV íntegro. Foi encontrada correlação significante entre os escores de incontinência da CCF e os escores ultrassonográficos. Houve também correlação significante entre os escores de IF e o comprimento dos esfíncteres assim como em relação a área do hiato. Conclui-se que há uma alta prevalência de lesões esfincterianas e no MPV em mulheres incontinentes com parto vaginal prévio. Além disso, a gravidade dos sintomas de IF é significativamente relacionada com os defeitos destas musculaturas. Um novo escore ultrassonográfico pode melhorar o manejo dessas pacientes.
Abstract: Fecal incontinence has a major impact on quality of life and affects up to 24% of women and vaginal delivery is one of the main risk factors. Patients with this condition require a specialized evaluation for proper patient management. The aim of this study was evaluate the anatomical and functional aspects of the anal canal and pelvic floor using anorectal three-dimensional ultrasonography combined with transvaginal and anorectal manometry in the evaluation of anal sphincters and pubovisceral muscle (MPV) disruptions in incontinent women with vaginal delivery. As well to correlate the severity of symptoms of fecal incontinence with the findings of ultrasound and manometry and establish a new sonographic scoring system for patients with fecal incontinence with muscle injury. Clinical evaluation was performed with the Cleveland Clinic Florida incontinence score (CCF), functional evaluation with anorectal manometry and anatomical assessment with three-dimensional ultrasound. In this study 63 patients were included with a mean age of 61 years. Most patients (35/56%) had intact MPV and sphincter injury. Of the 28 patients who had injury in MPV, 9 (32.1%) had no sphincter injury. The area of the levator hiatus increased significantly in the Valsalva maneuver in patients with lesions in the MPV. The median incontinence score and ultrasonographic score were significantly higher in patients with lesions in the MPV. The average of contraction pressure in the patients with injury MPV was significantly lower than those with intact MPV. A significant correlation between CCF incontinence scores and sonographic scores was found. There was also a significant correlation between incontinence scores and the length of the sphincter as well as in relation to the hiatus area. It was concluded that there is a high prevalence of sphincter and MPV lesions in incontinent women with previous vaginal delivery. In addition, the severity of the fecal incontinence symptoms is significantly related to the defects of these musculature. A new ultrasound score can improve the management of these patients.
Descrição: FERNANDES, G. O. S. Avaliação de aspectos anatômicos e funcionais do canal anal e da musculatura pubovisceral de mulheres com incontinência fecal. 2016. 79 f. Tese (Doutorado em Cirurgia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21637
Aparece nas coleções:DCIR - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_gosfernandes.pdf1,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.