Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21644
Título: Espiritualidade e cuidados terapêuticos: a ressignificação do processo de cura de militares no Ceará
Autor(es): Sales, Larissa Jucá de Moraes
Sá, Leonardo Damasceno de
Palavras-chave: Policiais militares
Espiritualidade
Adoecimento e cura
Data do documento: 2012
Editor: 28ª Reunião Brasileira de Antropologia
Citação: Sales, L. J. M.; Sá, L. D. (2012)
Resumo: O presente artigo discute a dimensão religiosa dos agenciamentos de poder e de desejo investida pelas práticas "psicoterápicas" do Centro Biopsicossocial da Polícia Militar do Ceará que se organizam em torno de noções como “espiritualidade”, “cuidados terapêuticos” e imbuídas de objetivos sociais de “cura”. Partimos de um duplo acesso etnográfico: de um lado, a imersão no campo em torno dos eventos que compõem as reuniões do Grupo de Resgate da Auto Estima, envolvendo policias afastados, voluntária ou compulsoriamente, para tratamento de saúde, e que estão sendo preparados para o retorno às atividades laborais e familiares que correspondem às expectativas institucionais de serem consideradas normais. Estas reuniões provocam práticas de si que têm como referência textos e apresentações de slides de cunho classificado de “motivacional” e que adotam como fio condutor uma ação reflexiva classificada como “espiritual”. A dimensão espiritual enquanto reivindicação da agência institucional que é organiza o “resgate” é abordada como forma de buscar uma “cura interior” que se encontraria fragilizada. Segundo os profissionais responsáveis pelo processo de “cura”, aspectos deontológicos dariam sentido à vida daqueles que estão “doentes”, as leituras de textos terapêuticos e religiosos são assim mesclados às falas dos palestrantes e os relatos de vida dos pacientes, cânticos são entoados por todo o grupo para demonstrar a adesão ao ritual de interação, por fim uma oração é realizada coletivamente. Estimula-se que a sensação de renovação seja descrita na situação pelos participantes ao término do trabalho terapêutico. Baseando-nos também em entrevistas etnográficas com policiais cujas trajetórias envolvem a relação entre adesão religiosa para um novo ethos profissional, nosso objetivo é compreender como se estabelecem os agenciamentos de poder e de desejo entre cuidados terapêuticos e demandas de religiosidade no processo de cura dos militares, provocados pela evocação da “espiritualidade” da “cura”. Os “testemunhos” de sofrimento e dor observados em conversas informais com policiais militares “doentes” são substituídos por palavras de fé, produzindo novas leituras a respeito de seus pertencimentos religiosos.
Descrição: SALES, Larissa Jucá de Moraes; SÁ, Leonardo Damasceno de. Espiritualidade e cuidados terapêuticos: a ressignificação do processo de cura de militares no Ceará. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, 28., 2012, São Paulo. Anais...São Paulo: ABA, 2012, p. 1-22.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21644
ISBN: 978-85-87942-07-4
Aparece nas coleções:DCSO - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_eve_ljmsales.pdf316,8 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.