Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21776
Título: Ensino militar naval: Escola de Aprendizes Marinheiros do Ceará (1864-1889)
Título em inglês: Military Naval Education: Apprentices School of Sailors Ceará (1864-1889)
Autor(es): Mesquita, Simone Vieira de
Orientador(es): Oliveira, Almir Leal de
Palavras-chave: Educação militar - Ceará
Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará – História
Educação naval – Ceará
Teaching Military Naval
School Learners Sailors of Ceará
Data do documento: 2016
Citação: Mesquita, S. V.; Oliveira, A. L. (2016)
Resumo: Esta pesquisa visa conhecer a História do Ensino Militar Naval no Ceará, com ênfase na criação da Escola de Aprendizes Marinheiros do Ceará, entre 1864 a 1889 e sua contribuição para a sociedade cearense. Nosso campo de análise a inseriu dentro do campo das Instituições Escolares, especificamente, a partir discussão da história do ensino militar, articulando-a com os campos da história da social, da infância, dos métodos de ensino, dentre outros. Para conduzir essa pesquisa, utilizamos como referencial bibliográfico autores como Fernando Azevedo, Plácido Aderaldo Castelo, Primitivo Moacyr, Prado Maia, dentre vários, para sedimentar as reflexões sobre esse tema. Como metodologia, utilizamos estudos documentais junto à própria Escola de Aprendizes Marinheiro do Ceará e diversas instituições como: Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel, Arquivo Público do Estado do Ceará, Biblioteca Nacional, Arquivo Nacional, assim como, pesquisamos nos estabelecimentos navais como: Biblioteca, Arquivo e Museu da Marinha. Como procedimentos, fizemos o cruzamento das leis da educação brasileira, dos documentos institucionais, de revistas militares navais, assim como de reportagens junto aos jornais do período. De acordo com essa pesquisa descobrimos que as Companhias de Aprendizes Marinheiros surgiram no Brasil a partir de 1840 como projeto de formação profissional, tendo como público alvo menores, órfãos e desvalidos, sob a guarda das autoridades locais - Presidentes das Províncias, Juízes de Órfãos e Delegados de Polícia. Entre os anos de 1840 e 1885, foram instaladas companhias de aprendizes marinheiros em diversas províncias brasileiras. As companhias de aprendizes marinheiros, portanto, se constituíram em estabelecimentos profissional e educacional, um quartel-escola. Concluímos que a Companhia de Aprendizes Marinheiro do Ceará, na medida em que foi se estruturando para formação profissional, moral e religiosa, e intelectual dos aprendizes, promoveu a formação para o trabalho atendo principalmente os anseios do Estado, da Instituição e da sociedade que buscavam a formação do novo homem-cidadão. De fato a pesquisa nos mostrou que a EAMCE atuou como instrumento do Estado no sentido de controle da camada popular, dando a essa ação cores próprias dentro de um processo de militarização que se efetivou durante o Segundo Reinado.
Descrição: MESQUITA, Simone Vieira de. Ensino militar naval: Escola de Aprendizes Marinheiros do Ceará (1864-1889). 2016. 301f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21776
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_svmesquita.pdf4,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.