Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21782
Título: Afetividade e acessibilidade: um estudo com alunos surdos em ambiente universitário
Título em inglês: Affectivity and Accessibility: a study with deaf students in academic environment
Autor(es): Augusto, Diego Menezes
Orientador(es): Bomfim, Zulmira Áurea Cruz
Palavras-chave: Educação inclusiva – Ceará
Integração social
Estudantes Universitários com deficiência – Ceará
Affectivity
Accessibility
Data do documento: 2016
Citação: Augusto, D. M.; Bomfim, Z. A. C. (2016)
Resumo: A presente pesquisa versa sobre a afetividade no estudo das condições de acessibilidade de alunos surdos em ambiente acadêmico. Esta investigação se situa no paradigma emergente da Ciência, o que significa dizer que sua pretensão é de produzir um saber comprometido com o claro intuito de potencializar transformações sociais. As perguntas que deram partida a este estudo foram: O que torna a universidade um ambiente acessível para o aluno surdo? As políticas de inclusão são suficientes para tornar a universidade acessível? O lugar é uma dimensão importante na dialética exclusão-inclusão das pessoas surdas? Qual a relação existente entre a Afetividade e a Acessibilidade? Para responder esses questionamentos, temos como objetivo geral investigar a relação Afetividade (por meio da Estima de Lugar; BOMFIM) e Acessibilidade. O método utilizado nesta jornada foi o Instrumento Gerador dos Mapas Afetivos (IGMA) e a Observação Participante. Os dados apreendidos da realidade foram analisados por meio da Análise Temática de Conteúdo de Laurence Bardin em conjunto com as contribuições teóricas de Espinosa, Vygotsky e Sawaia. O IGMA foi aplicado em alunos surdos do campus do Benfica da Universidade Federal do Ceará em um período de oito (8) meses de convívio do pesquisador com a comunidade surda acadêmica. Ao término, concluímos que para a promoção do bem-estar psicossocial dos discentes surdos a demanda de reconhecimento de sua cultura e identidade é tão necessária quanto a materialização das políticas assertivas; que o indicador afetivo contraste possibilita que as paixões tristes e alegrias passivas na universidade se transformem em afeto-ação dando mais clareza aos surdos nas escolhas de bons encontros, o que baseado em Sawaia, chamo de ética da acessibilidade.
Abstract: This research deals with the affectivity in the study of accessibility conditions the deaf students face in academic environment. This research goes towards the emerging paradigm of science, which means that its intention is to produce a knowledge clearly committed to the objective of enhancing social transformation. The questions that started up this study were: What makes the university an accessible environment to the deaf student? Are the inclusion policies sufficient to make the university an accessible place? Is the place an important dimension in the exclusion-inclusion dialectic of deaf people? What is the relationship between Affectivity an Accessibility? To answer these questions, our general objective is to investigate the relation Affection (considering BOMFIM’s Place Esteem) and Accessibility. The method used in this journey was the Affective Maps Generator Instrument (IGMA) and the Participant Observation. The data seized from reality were analyzed using the Thematic Content Analysis of Laurence Bardin in conjunction with the theoretical contributions of Espinosa, Vygotsky and Sawaia. The IGMA was applied on deaf students of Benfica campus from Ceará’s Federal University in a period of eight (8) months in which the researcher kept close contact with the deaf community. At the end, we concluded that, in order to promote psychosocial well-being of deaf students, the recognition demand of their culture and identity is as necessary as the materialization of assertive policies and that the affective indicator contrast enables sad passions and passive joys in university to turn into affection action giving more clarity to the deaf in the choices of good encounters, which is what, based on Sawaia, I call the ethics of accessibility.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21782
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_dmaugusto.pdf.pdf653,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.