Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21783
Título: Por uma ética antiespecista: o lugar dos animais não humanos na filosofia moral de Tom Regan
Título em inglês: For an anti speciesiest ethics: the place of non-human animals in the moral philosophy of Tom Regan
Autor(es): Saraiva, Rutiele Pereira da Silva
Orientador(es): Brilhante, Átila Amaral
Palavras-chave: Animais - Proteção - Aspectos morais e éticos
Regan, Tom, 1938 – Crítica e interpretação
Animais - Proteção - Legislação
Speciesism
Animal abolitionism
Data do documento: 2014
Citação: Saraiva, R. P. S.; Brilhante, A. A. (2014)
Resumo: Este trabalho pretende mostrar que o debate sobre os Direitos Animais possui relevância filosófica. Ele destaca o fato de que questões concernentes aos animais remetem também ao homem. Trata-se de um esforço para mostrar que restringir aos seres humanos a condição de detentores de direitos morais consiste num equívoco e, portanto, há a necessidade de uma ética não antropocêntrica. O foco principal é a contribuição de Tom Regan, o autor afirma que por serem sencientes, os animais são sujeitos de uma vida e possuem o que ele chama de valor inerente, ou seja, suas vidas têm um valor e fim em si. Tais afirmações são fundamentadas em pesquisas científicas sobre a consciência animal e estudos de etologia. É também objeto desta investigação a abordagem de Peter Singer, que defende o Bem-estarismo animal tendo a senciência como um princípio moral. Ressaltamos ainda que, uma vez que a expressão “direitos dos animais” comumente se refere à concessão de respeito pelos seres humanos aos animais a partir de determinados critérios sem que lhes caibam direitos específicos, a noção de “direitos animais” parte do pressuposto de que possuem direitos e que devemos reconhecê-los a despeito de nossa vontade; tentaremos corroborar a segunda tese.
Abstract: This work is intended to show that the debate concerning animal rights is philosophically relevant. It points out the fact that animal issues are related to human beings as well. Therefore, this dissertation is an effort to demonstrate that it is wrong to attribute only to human beings the status of holders of moral rights and that it is necessary to conceive an ethical framework grounded on a non-anthropocentric view. Particular attention is devoted here to the contribution of Tom Reagan who asserts animals are subjects of life and possess what is called inherent value, i.e., animals’ lives are not means to accomplish ends external to themselves. These affirmations are grounded on scientific studies of animal consciousness and on ethology. Peter Singer’s defense of the well-being of animals based on the fact that they are sentient beings will be also investigated. The expression rights of animals is not used in the context of this demarche because it relates to the respect humans beings should have to non-human animals without the recognition of them as holders of specific moral rights. The expression animal rights is purported to corroborate the notion that such rights are a reality to be accepted regardless the will of human beings.
Descrição: SARAIVA, Rutiele Pereira da Silva. Por uma ética antiespecista: o lugar dos animais não humanos na filosofia moral de Tom Regan. 2014. 126f. - Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21783
Aparece nas coleções:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_rpssaraiva.pdf723,71 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.