Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21785
Título: Aposições restritivas no português brasileiro escrito contemporâneo: análise e formalização no modelo da gramática discursivo-funcional
Título em inglês: Close appositions in contemporary written brazilian portuguese and formalization in the model of functional discourse grammar
Autor(es): Lemson, Tatiana Maria Silva Coelho
Orientador(es): Nogueira, Márcia Teixeira
Palavras-chave: Língua portuguesa – conversação e frases
Gramática discursivo-funcional
Língua portuguesa - gramática discursivo-funcional
Restrictive appositional construction
Apposition
Data do documento: 2016
Citação: Lemson, T. M. S. C.; Nogueira, M. T. (2016)
Resumo: A presente pesquisa, pertencente à área Linguística, tem por objetivo analisar as aposições restritivas no português brasileiro escrito contemporâneo. Usamos como arcabouço teórico a Gramática Discursivo-Funcional (GDF) de Hengeveld e Mackenzie (2008) e a análise que Keizer (2007) fez para as aposições restritivas no inglês. A GDF tem sua organização caracterizada por uma orientação top-down e quatro níveis de representação, que constituem o Componente Gramatical: NíveisInterpessoal e Representacional, onde ocorre a Formulação, e os Níveis Morfossintático e Fonológico, onde ocorre a Codificação. As ocorrências para análise foram obtidas do mesmo recorte utilizado por Nogueira (1999) do banco de dados no Centro de Estudos Lexicográficos da Faculdade de Ciências e Letras, Campus da UNESP de Araraquara-SP, constituído de 36 (trinta e seis) textos escritos, sendo 12 (doze) do gênero oratória, 12 (doze) do gênero dramático e 12 (doze) do gênero técnico. Essas ocorrências foram analisadas nos três dos quatros níveis da GDF: Interpessoal, Representacional e Morfossintático; e também foram analisadas de acordo com as funções discursivas propostas por Keizer (2005): Identificação por meio de uma informação mais específica, Identificação por meio de uma descrição, Identificação contextualmente nova e Identificação por contraste de propriedades ou papéis diferentes. Os resultados da análise dessas ocorrências apontam que as aposições restritivas no português brasileiro escrito contemporâneo são formadas, no Nível Interpessoal, por um Subato Referencial composto por dois Subatos Atributivos. No Nível Representacional, os resultados apontam que os elementos formadores da construção apositiva têm uma relação semântica de restrição em que o primeiro elemento é o restringido (núcleo), e o segundo elemento é o restritivo, e cada um deles tem a função de propriedade. Já no Nível Morfossintático, apontam que as aposições restritivas são formadas por elementos da classe dos substantivos, contudo, apresentam subclasses de substantivos diferentes: substantivo próprio não contável, substantivo comum não contável e substantivo comum contável. O elemento que rege as relações morfossintáticas, ou seja, o primeiro elemento da construção, pertence à subclasse do substantivo comum contável, e o segundo elemento, aquele que não rege as funções morfossintáticas nem sofre influência dessas relações, pertence à subclasse de substantivo próprio ou de substantivo comum não contável.
Abstract: This research belongs to the Linguistic area and aims to the analysis of the close appositions in contemporary written Brazilian Portuguese. In order to achieve this goal, the Functional Discourse Grammar (GDF) of Hegenveld and Mackenzie (2008) and the analysis Keiser made for the restrictive appositions in English were used. The FDG (GDF) has its organization characterized as top-down and it is divided into four levels of representation, forming a Grammatical Component: Interpersonal and Representational level, where the Formulation occurs, and the Morphosyntactic and Phonological levels where Codification is processed. These samples were analyzed in three of the four levels of the FDG (GDF): Interpersonal, Representational and Morphosyntactic. They were also analyzed according to the discursive functions proposed by Keizer (2005): Identification by means of more specific information, identification by means of description, contextually new identification and identification through contrast of different characteristics or roles. The results of the analysis of these samples indicate that the restrictive appositions in the contemporary written Brazilian Portuguese are formed, in the Interpersonal Level, by a Referential Subact composed by two Ascription Subacts. At the Representational Level, the results indicate that the forming elements of the appositive construction have a restriction semantic relation in which the first element is restricted (nucleus), and the second element is the restrictive, and each has the predicate function. In the Morphosyntactic Level, they indicate that the restrictive appositions are formed by elements of the noun class. However, they present different subclasses of nouns: proper uncountable noun, common uncountable noun and common countable noun. The element that controls the morphosyntactic relations, that is, the first element of the construction, belongs to the subclass of the common countable noun, and the second element, the one that does not rule the morphosyntactive functions nor is influenced by these relations belongs to the subclass of the uncountable proper or common noun.
Descrição: LEMSON, Tatiana Maria Silva Coelho. Aposições restritivas no português brasileiro escrito contemporâneo: análise e formalização no modelo da gramática discursivo-funcional. 2016. 167f. - Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21785
Aparece nas coleções:PPGL - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_teste_tmsclemson.pdf1,3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.