Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21787
Título: O conceito de natureza em Merleau-Ponty
Título em inglês: The concept of Nature in Merleau-Ponty
Autor(es): Araújo, Vitor Vasconcelos
Orientador(es): Leal, Ivanhoé Albuquerque
Palavras-chave: Merleau-Ponty, Maurice, 1908-1961 – Crítica e interpretação
Filosofia da natureza
Percepção (Filosofia) Filosofia francesa Tempo
Temporality
Symbol
Data do documento: 2016
Citação: Araújo, V. V.; Ivanhoé A. L. (2016)
Resumo: A presente dissertação tem como objetivo descrever o conceito de Natureza na obra de Merleau-Ponty, mostrando como o processo de naturalização da fenomenologia foi fundamental para a construção de uma teoria do Ser. Desejamos mostrar, sobretudo, como é possível, a partir de tal exposição, uma noção de Natureza que não seja entendida como antítese da consciência, reconhecendo na primeira a condição de surgimento da segunda. Esta consideração, nos leva diretamente para o esforço de reconhecer a Natureza em sua dimensão temporal e simbólica, que, em obras primeiras do filósofo francês, permanecera como subsumida às estruturas da percepção humana, ou como o produto das correlações sensíveis do corpo próprio. Em primeiro lugar, mostraremos a constituição do Ser natural a partir de dois enfoques, quais sejam, um epistemológico, nas primeiras obras de Merleau-Ponty, em que o diálogo com as filosofias transcendentais representou a impossibilidade mesma de uma psicologia pura, e um enfoque ontológico, no qual a inevitável elaboração de uma teoria do Ser natural é entendida como uma propedêutica em relação aos estudos acerca da percepção e do corpo. Caberá a nós, finalmente, identificar no curso A Natureza a envergadura ontológica desta, reconhecendo nela a posição de ser primordial.
Abstract: This dissertation aims to describe the concept of Nature in the work of Merleau-Ponty, showing how the process of naturalization of phenomenology was essential in building a theory of Being. We want to show, above all, how is it possible, from such presentation, a sense of Nature that is not understood as the antithesis of consciousness, recognizing the first as the condition of the latter. This consideration leads us directly to the effort to recognize the Nature in its temporal and symbolic dimension, which in early works of the French philosopher remained as subsumed to the structures of human perception, or as the product of sensitive correlations of the body. First, we will show the constitution of Natural Being from two approaches, namely an epistemological, in Merleau-Ponty´s first works, in which the dialogue with the transcendental philosophies represented the very impossibility of a pure psychology, and an ontological approach, in which the inevitable development of a theory of natural Being is understood as a propaedeutic to the studies of the perception and the body. This path directly leads us, finally, to identify in the course Nature an ontological scale of natural Being, recognizing in it the position of a primary Being.
Descrição: ARAÚJO, Vitor Vasconcelos. O conceito de natureza em Merleau-Ponty. 2016. 119f. - Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21787
Aparece nas coleções:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_vvaraujo.pdf779,56 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.