Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21835
Título: Influência de fungos micorrízicos arbusculares sobre o desenvolvimento de berinjela infestada com Meloidogyne incognita, cultivada em substrato com pó de casca de coco
Título em inglês: Influece of arbuscular micorrystal fungi on the development of infected berinjela with Meloidogyne incognita, cultivade in substrate with coconut husk powder
Autor(es): Oliveira, Elimário Teixeira de
Orientador(es): Gomes, Vânia Felipe Freire
Palavras-chave: Fitonematoides
Endomicorrizas
Substrato
Data do documento: 2015
Citação: OLIVEIRA, E. T. (2015)
Resumo: A berinjela (Solanum melogena L.) pertence à família Solanaceae e tem sido cultivada para fins comerciais e sua forma de propagação se dá através de sementes e mudas. Todavia, para garantir uma boa produtividade também é necessário o uso de substratos adequados e mudas resistentes ao ataque de fitopatogenos, especialmente de namatoides como Meloidogyne incognita. Neste sentido o uso do pó da casca de coco vem sendo testado na composição de substrato para a produção de mudas. Estudos demonstram também que associação berinjela-nematoide-fungo micorrizico arbuscular (FMA) é muito peculiar e danos mecânicos causados por fitonematoides tem sido reduzidos em plantas colonizadas por esses fungos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência da associação simbiótica micorrízica arbuscular no desenvolvimento da berinjela cultivada em diferentes proporções de substrato contendo pó da casca de coco sob a infestação de M. incognita. O experimento foi conduzido em casa de vegetação localizada no Campus do Pici, em Fortaleza-CE. O delineamento experimental foi inteiramente casualisado formado por 12 tratamentos e 6 repetições, com as seguintes combinações: T1 100% de solo + FMA ; T2 100% de solo ; T3 100% de solo + nematoide; T4 100% pó da casca de coco + nematoide; T5 90% de solo + 10% de pó da casca de coco +FMA + nematoide; T6 80% de solo + 20% de pó da casca de coco + FMA + nematoide; T7 70% de solo + 30% de pó da casca de coco +FMA + nematoide; T8 60% de solo + 40% de pó da casca de coco +FMA + nematoide; T9 90% de solo + 10% de pó da casca de coco -FMA - nematoide; T10 80% de solo + 20% de pó da casca de coco - FMA - nematoide; T11 70% de solo + 30% de pó da casca de coco - FMA - nematoide; T12 60% de solo + 40% de pó da casca de coco - FMA - nematoide. O solo utilizado na mistura do substrato foi um Cambissolo Eutrofico Tb latossólico esterilizado. As plantas foram inoculadas com uma mistura de três espécies de FMA (Acaulospora scrobiculata, Entrosphora colombiana, Scutelospora heterograma) oriundas do banco de inóculos de FMA do setor de Microbiologia do solo do DCS/ UFC. O experimento foi conduzido por 75 dias. E ao final do experimento as seguintes análises foram realizadas: massa fresca, massa seca, teores de NPK da parte aérea das plantas, colonização micorrízica arbuscular, quantificação do número de galhas e massa de ovos e fator de reprodução de M. incgonita no sistema radicular das plantas. Pelos resultados podemos concluir que as plantas de berinjela infectadas por M. incognita cultivadas nos substratos com 10% de pó da casca de coco foram as que apresentaram maior número de folhas; os substratos formados com a adição de 40% de pó da casca de coco restringiram o desenvolvimento das plantas de berinjela; os teores de N, P e K verificados na parte aérea de berinjela foram inferiores aos valores considerados adequados para a cultura; a infectividade de M. incognita foi reduzida nas plantas que receberam o inóculo de FMA com até 20% de pó de casca de coco e que o emprego de 100% de pó da casca de coco comprometeu o crescimento de berinjela.
Abstract: The eggplant (Solanum melongena L.) belongs to the Solanaceae family, is cultivated for commercial purposes and its way of spreading is through seeds and seedlings. To ensure good productivity, it is also necessary to use suitable substrates and plants resistant to the attack of phytopathogens, especially nematodes such as Meloidogyne incognita. In this regard, the use of dried coconut shell powder has been tested in the composition of substrate to produce seedlings. Studies also show that the association eggplant-nematode-arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) is very peculiar and mechanical damages caused by nematodes have been reduced in plants colonized by these fungi. This study aimed to evaluate the influence of mycorrhizal symbiotic association on the development of eggplant grown in different proportions of substrate containing powder of dried coconut shell under the infestation of M. incognita. The experiment was conducted in a greenhouse. The experimental design was completely randomized, comprising 12 treatments and 6 replicates in the following combinations: T1 100% soil + AMF; T2 100% soil; T3 100% soil + nematodes; T4 100% dried coconut shell powder + nematodes; T5 90% soil + 10% dried coconut shell powder + AMF + nematodes; T6 80% soil + 20% dried coconut shell powder + AMF + nematodes; T7 70% soil + 30% dried coconut shell powder + AMF + nematodes; T8 60% soil + 40% dried coconut shell powder + AMF + nematodes; T9 90% soil + 10% dried coconut shell powder - AMF - nematodes; T10 80% soil + 20% dried coconut shell powder - AMF - nematodes; T11 70% soil + 30% dried coconut shell powder - AMF - nematodes; T12 60% soil + 40% dried coconut shell powder - AMF - nematodes. The soil used in the substrate mixture was a Latosolic Tb Eutrophic Cambisol. The plants were inoculated with a mixture of three species of AMF (Acaulospora scrobilucata, Entrosphora colombiana and Scutelospora heterograma) obtained from the Mycorrhizal Fungi Inoculant Bank of the Sector for Soil Microbiology of the Soil Science Department of the Federal University of Ceará . The experiment was conducted for 75 days and, at the end, the following analyses were carried out: shoot fresh matter, shoot dry matter, shoot NPK contents, arbuscular mycorrhizal colonization, number of galls, egg mass, and reproduction factor. From the results we can conclude From the results we can conclude that the M. incognita infected eggplant plants grown on the substrates with 10% coconut shell powder presented the highest number of leaves; The substrates formed with the addition of 40% coconut husk powder restricted the development of eggplant plants; The N, P and K levels observed in the aerial part of eggplant were lower than the values considered adequate for the culture; The infectivity of M. incognita was reduced in plants that received the FMA inoculum with up to 20% coconut husk powder and that the use of 100% coconut husk powder compromised eggplant growth.
Descrição: OLIVEIRA, Elimário Teixeira de. Influência de fungos micorrízicos arbusculares sobre o desenvolvimento de berinjela infestada com Meloidogyne incognita, cultivada em substrato com pó de casca de coco. 2015. 68 f. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21835
Aparece nas coleções:PPGASNP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_etoliveira.pdf1,15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.