Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21862
Título: Da terra ao céu: culturas políticas e disputas entre o trabalhismo oficial e o trabalhismo cristão no Piauí (1945-1964)
Título em inglês: From Land to heaven: political cultures and disputes between official labor and christian labor in Piauí (1945-1964)
Autor(es): Oliveira, Marylu Alves de
Orientador(es): Melo, Ana Amélia de Moura Cavalcante de
Palavras-chave: Igreja católica – aspectos políticos - Piauí (1945-1964)
Partido Trabalhista Brasileiro - Piauí (1945-1964)
Trabalhismo - Piauí (1945-1964)
Political cultures
Official labourism
Data do documento: 2016
Citação: Oliveira, M. A.; Melo, A. A. M. C. (2016)
Resumo: Este estudo tem como objetivo central analisar as tentativas de implantação de projetos trabalhistas no Piauí, em meio às especificidades da cultura política partidária e popularlocal, entre as décadas de 1940 e 1960. Utilizaram-se para alcançar tal intento os jornais de circulação local de forma geral ligados aos partidos políticos, também livros de memória, Inquéritos Policiais Militares (IPMs) instaurados durante o golpe civil-militar de 1964 e obras literárias. Esse emaranhado de fontes foi necessário, uma vez que se precisava investigar densamente, seguindo a perspectiva da Antropologia Histórica, o Contexto Cultural no qual emergiram aqueles projetos trabalhistas e como se constituíam aquelas culturas políticas. Ao se debruçar sobre esse arcabouço, uma problemática surgiu: como esses trabalhismos ganharam visibilidade em âmbito local? Após um acidente, durante a campanha eleitoral de 1958, em que um dos candidatos ao governo do Estado faleceu, as sensibilidades populares compensaram eleitoralmente o candidato substituto, o petebista Francisco das Chagas Caldas Rodrigues. Surgido das hostes do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), aquele político tentou implantar um projeto trabalhista oficial, atuando conforme plano nacional do partido, fomentando o desenvolvimento social, o assistencialismo, e apoiando a Reforma Agrária. A outra proposta surgiu do seio de uma das instituições mais respeitadas em solo piauiense, a Igreja Católica, em razão da chegada ao Estado do arcebispo Dom Avelar Brandão Vilela. A esse projeto, por sua vez, denominamos de trabalhismo cristão. Tais propostas, que visavam produzir melhorias nas condições de vida dos trabalhadores pobres, sofreram resistências da cultura política partidária local, em especial no que se refere à Reforma Agrária. Apenas uma delas, o trabalhismo cristão, conseguiu estabelecer um pacto com os trabalhadores locais por um breve período, em virtude da força da religião enquanto importante componente cultural daquela sociedade, ou melhor, como elemento da cultura política popular. Portanto, Compreender o fracasso das tentativas de implantação de um trabalhismo oficial e cristão acabou se tornando uma forma de compreender também como funcionavam as culturas políticas partidária e popular no estado do Piauí.
Descrição: OLIVEIRA, Marylu Alves de. Da terra ao céu: culturas políticas e disputas entre o trabalhismo oficial e o trabalhismo cristão no Piauí (1945-1964). 2016. 534f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em História, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21862
Aparece nas coleções:PPGH - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_maoliveira.pdf7,98 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.