Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21868
Título: A ascensão da epifania em contos modernos e contemporâneos
Autor(es): Nascimento, Érick Teodósio do
Orientador(es): Pereira, João Batista
Palavras-chave: Gêneros literários
Lispector, Clarice, $d 1925-1977. Amor (Contos) – Análise literária
Fonseca, Rubem, 1925-. Olhar (Contos) – Análise literária
Cortázar, Júlio Florêncio, 1914-1984. Axolotle (Contos) – Análise literária
Data do documento: 2016
Citação: Nascimento, E. T.; Pereira, J. B. (2016)
Resumo: A narrativa, como tipo textual, tem sido praticada por escritores literários há muito tempo. O gênero conto, especificamente, encontrou preferência em muitos deles, inclusive na Modernidade, e a teoria literária não o deixou de fora de seus estudos. Entre os procedimentos narrativos estudados pela teoria, encontra-se a epifania, cuja concepção é a do escritor irlandês James Joyce, a qual se distancia da acepção original – da religião – e se direciona para o âmbito literário. O objetivo desta pesquisa é proporcionar uma perspectiva crítica sobre a relação entre a brevidade tanto do gênero conto quanto dessa concepção de epifania. A partir do levantamento bibliográfico da teoria literária, centrado em títulos que apresentam alguma aproximação com a temática e com o conceito joyceano, esta pesquisa concentra-se em torno da especulação sobre a presença de procedimentos epifânicos em contos modernos e contemporâneos. A concisão do conto comportaria adequadamente a fugacidade da epifania? Essa confluência de brevidades revelaria, então, como a epifania pode estar contida em um conto? Para buscar tais respostas, buscou-se uma delimitação dos conceitos de conto e de epifania, a partir de teóricos da Literatura, e, em seguida, uma análise comparativa de três contos escritos no século XX que apresentam epifania em seus enredos, a saber: "Amor", de Clarice Lispector; "Olhar", de Rubem Fonseca; e "Axolotle", de Julio Cortázar.
Abstract: The narrative, as a type of text, has been practiced by literary writers for a long time. The short story genre, specifically, was preferred by many of them, even in Modernity, and literary theory has not left it out. Among the narrative procedures considered by the theory, there is the epiphany, as was conceptualized by Irish wirter James Joyce, dissociating itself from the original religious sense, and aiming at the scope of literary studies. The goal of this research is to provide a critical perception on the relation between the brevity of the short story genre and of this epiphany concept. From the bibliographic survey of literary theory, centered on titles which present certain approximation to the theme and to the joycean concept, this reasearch focus on the speculation on the presence of epiphanic procedures in modern and contemporary short stories. The hypothesis raised is that a correlation exists between the short story and epiphany, for the concision of the genre would properly contain the fugacity of the procedure. Therefore, the confluence of these brevities would reveal how the epiphany can be enclosed in a short story. To that end, this paper sought a delimitation of the concepts of short story and epiphany from Literature thinkers followed by a comparative analysis of three short stories namely: "Amor", by Clarice Lispector; "Olhar", by Rubem Fonseca; and "Axolotle", by Julio Cortázar.
Descrição: NASCIMENTO, Érick Teodósio do. A ascensão da epifania em contos modernos e contemporâneos. 2016. 94f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Letras, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21868
Aparece nas coleções:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_etnascimento.pdf1,03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.