Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2191
Título: Um novo modelo de disautonomia induzida pelo tratamento crônico com vincristina em ratos acordados
Título em inglês: New model of dysautonomy induced by chronic vincristine treatment in awake rats
Autor(es): Peixoto Júnior, Arnaldo Aires
Orientador(es): Gondim , Francisco de Assis de Aquino
Palavras-chave: Síndromes Neurotóxicas
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo
Vincristina
Data do documento: 2008
Citação: PEIXOTO JÚNIOR, A. A. (2008)
Resumo: A vincristina é um quimioterápico e seu uso é limitado devido a neuropatia periférica, com acometimento autonômico, sensitivo e motor. Sulfato de vincristina ou salina foram injetados na veia da cauda, nas doses de 50 µg/Kg (5 doses), 100 µg/Kg (2-5 doses) ou 150 µg/Kg (1, 2 ou 5 doses) a cada dois dias em 144 ratos Wistar machos (200-250 g). No dia seguinte, os animais receberam a refeição-teste por gavagem e foram sacrificados 10 minutos após. A recuperação gástrica e intestinal de corante foi determinada por espectrofotometria. Constipação foi avaliada pelo peso colônico e neuropatia sensitiva pela latência térmica (51±0,5ºC). Pressão arterial média (PAM) e freqüência cardíaca (FC) basais e valores da PAM e FC após a administração de fenilefrina 5 µg/Kg e atropina 0,5 mg/Kg foram usados para estudo dos baroreflexos. Diferenças foram avaliadas por One-Way ANOVA com P<0,05. Tratamentos crônicos com 5 doses de 50 µg/Kg; 3, 4 e 5 doses de 100 µg/Kg; 2 e 5 doses de 150 µg/Kg causaram retardo do esvaziamento gástrico (EG) (P<0,05). Duas e 5 doses de 150 µg/kg induziram constipação e houve redução da latência térmica após 1 dose de 50 µg/Kg, 100 µg/Kg e 150 µg/kg (P<0,05). O efeito da vincristina sobre o EG não foi evidenciado uma e duas semanas após o tratamento com 5 doses de 150 µg/Kg (P>0,05). Houve redução do tempo de latência ao calor por até duas semanas após 5 doses de 150 µg/Kg (P<0,05). Vincristina potencializou a redução da FC induzida pela fenilefrina e aumentou a resposta cardíaca à atropina (P<0,05). A neuropatia autonômica induzida pela vincristina cursa com retardo do EG, alterações na resposta baroreflexa e aumento do peso colônico. A neuropatia sensitiva precede o surgimento das alterações autonômicas e persiste após a reversão destas.
Abstract: Vincristine is a chemotherapy drug and its use is limited by peripheral neuropathy with autonomic, sensory and motor involvement. Vincristine sulphate or saline was injected into the tail vein at doses of 50 µg/Kg (5 doses), 100 µg/Kg (2-5 doses) or 150 µg/Kg (1, 2 or 5 doses) QOD in 144 male Wistar rats (200-250g). Next day, they were gavage-fed with a test meal and sacrificed 10 minutes later. Gastric and intestinal dye recovery was determined by spectrophotometry. Basal mean arterial pressure (MAP) and heart rate (HR) and peak values of MAP and HR after i.v. phenylephrine 5 µg/Kg and atropine 0.5 mg/Kg were used to evaluate the baroreflex responses. Differences were evaluated by One-Way ANOVA with P<0.05. Chronic treatment with 5 doses of 50 µg/Kg; 3, 4 and 5 doses of 100 µg/Kg; 2 and 5 doses of 150 µg/Kg delayed gastric emptying (GE) (P<0.05). Two and 5 doses of 150 µg/Kg induced constipation and reduction in withdrawal latencies occurred after 1 dose of 50 µg/Kg, 100 µg/Kg and 150 µg/Kg (P<0.05). Vincristine (150 µg/Kg) immediately decreased fecal output (P<0.05). The effect of vincristine on the GE was not present in rats treated with 5 doses of vincristine 150 µg/kg one week and two weeks after the last dose (P>0.05). The withdrawal latency decrease lasted for at least 2 weeks after 5 doses of 150 µg/Kg (P<0.05). Vincristine enhanced the HR reduction induced by phenylephrine and enhanced cardiac response to atropine (P<0.05). Vincristine-induced autonomic neuropathy courses with delayed GE, altered baroreflex responses and increased colonic weight. Sensory neuropathy preceded and outlasted these autonomic changes.
Descrição: PEIXOTO JÚNIOR, Arnaldo Aires. Um novo modelo de disautonomia induzida pelo tratamento crônico com vincristina em ratos acordados. 2008. 139 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2191
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_aapjunior.pdf5,24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.