Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21963
Título: Uso de tela de sombreamento no cultivo de lisianto de corte
Título em inglês: Use of shade cloth on the cutting lisianthus cultivation
Autor(es): Silva, Mariana de Menezes
Orientador(es): Barbosa Filho, José Antonio Delfino
Palavras-chave: Ambiente protegido
Floricultura
Tamanho da haste
Data do documento: 2014
Citação: SILVA M. M. (2014)
Resumo: O cultivo do lisianto é considerado uma atividade recente quando comparado com as principais flores de corte comercializadas no mundo, sabe-se pouco a respeito das técnicas para pleno desenvolvimento do cultivo. O uso de telas de sombreamento é um recurso que pode ser utilizado para o incremento da produtividade na floricultura, pois altera o espectro da radiação solar e o microclima do ambiente protegido, resultando em respostas morfofisiológicas no cultivo. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho das variedades Lisianthus ABC 2-3 Blue, Lisianthus Allemade White e Lisianthus ABC 2-3 Rose, no ambiente com cobertura plástica utilizando como subcobertura as telas: aluminizada (TA), vermelha (TV) e ambiente sem tela (ST). O experimento ocorreu no Município de São Benedito, Estado do Ceará, no período de junho a setembro de 2013. O manejo do cultivo ocorreu de forma similar às práticas adotadas pela empresa produtora. Os ambientes protegidos e o ambiente externo (EXT) foram monitorados durante vinte e quatro horas no período de 13 de agosto a 01 de setembro de 2013 quanto à temperatura e umidade relativa do ar. O fluxo de energia solar foi representado através de mapas de krigagem. Foram avaliados: diâmetro do botão floral (DB), número de botões florais (NB) e espessura da haste (ESP); quanto ao tamanho da haste foram utilizados os critérios, altura da haste (ALT), tamanho real (TR) e tamanho comercial (TC). A média horária entre o período de 14h e 18h no ambiente externo foi superior quando comparado aos ambientes protegidos, os ambientes protegidos apresentaram médias horárias similares, em todo período monitorado e o ambiente ST foi superior em 1ºC, quando comparado aos ambientes TA e TV. A umidade relativa do ar foi superior nos ambientes protegidos quando comparada ao ambiente externo. O ambiente ST apresentou maior fluxo de energia solar. Constatou-se que os ambientes protegidos interagem significantemente para a variável “número de botões florais”; a variedade rose apresentou média de 4,68 botões no ambiente ST. Sabe-se da importância do critério tamanho da haste para agregar valor ao lisianto de corte, dessa forma, a variedade blue mostrou-se mais adaptada às condições impostas pelo ambiente TA, a variedade rose apresentou os melhores resultados no ambiente ST e a variedade white, nas condições do experimento, estaria inapta ao cultivo de corte. O ambiente TV não oferece condições propícias a um crescimento satisfatório do tamanho da haste.
Abstract: The cultivation of lisianthus is considered a recent activity when compared with the major cut flowers sold in the world, little is known about the full development of techniques for cultivation. The use of shade screens is a feature that can be used to increase productivity at the nursery because it alters the spectrum of solar radiation and the greenhouse microclimate, resulting in morphological and physiological responses in cultivation. Thus, the aim of this study was to evaluate the performance of varieties Lisianthus ABC 2-3 Blue, Lisianthus Allemade White and Lisianthus ABC Rose 2-3, in the environment with plastic cover as under coverage using the aluminized screens (TA), red screen (TV) and environment without screen (ST). The experiment took place in São Benedito, State of Ceará, in the period June to September 2013. Crop management was similar to the practices adopted by the undertaking form. The protected environment and the external environment (EXT) were monitored for twenty-four hours in the period of August 13 to September 1, 2013 as the temperature and relative humidity. The flow of solar energy was represented by kriging maps. Were evaluated: diameter of the flower bud (DB), number of flower buds (NB) and shaft thickness (ESP), as the rod size criteria , stem height (ALT) , full size (TR) were used and size commercial (TC). The hourly average in the period between 14h and 18h in the external environment was higher when compared to protected environments, TA and TV environments have average temperatures similar hourly throughout evaluated and the ST group was higher by 1°C when the TA and TV environments. The relative humidity was higher in protected environments as compared to the external environment. The ST group showed greater flux of solar energy. It was found that the protected environments interact significantly to the variable number of flower buds, rose variety had an average of 4.68 buttons in ST environment. We know the importance of the size criterion of the stem to add value to cut lisianthus in this way, the blue variety was more adapted to the conditions imposed by the TA environment, rose variety showed the best results in ST environment and the variety white under the conditions of the experiment, would be unfit for the cultivation of cut. The TV environment does not offer conditions conducive to satisfactory growth in the size of the rod.
Descrição: SILVA, Mariana de Menezes. Uso de tela de sombreamento no cultivo de lisianto de corte. 2014. 63 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21963
Aparece nas coleções:PPGENA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_mmsilva.pdf1,68 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.