Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21974
Título: O humanismo teórico de Che Guevara
Autor(es): Bugiato, Caio Martins
Palavras-chave: Ruptura epistemológica
Problemática
Humanismo teórico
Karl Marx
Che Guevara
Data do documento: 2013
Editor: Revista Dialectus
Citação: Bugiato, C. M. (2013)
Resumo: A polêmica tese de Louis Althusser sobre a ruptura epistemológica na obra de Karl Marx gerou uma série de divergências entre os marxistas nas últimas décadas do século XX. Sua ideia central é a divisão do pensamento de Marx em dois momentos: o jovem Marx, momento no qual o pensamento de Marx estaria inserido na problemática ideológica do humanismo teórico do filósofo Ludwig Feuerbach; e o Marx da maturidade, momento no qual Marx teria fundado a ciência da história e cunhado teses e conceitos para uma nova problemática, o materialismo histórico e dialético. Ideia esta que está em oposição à interpretação sobre uma evolução linear do pensamento marxiano, como se vê em György Lukács. Dessa forma, o objetivo deste texto é, mediante uma análise bibliográfica, resgatar a tese de Althusser sobre a ruptura epistemológica no pensamento de Marx e, à luz desta, interpretar o pensamento de Ernesto “Che” Guevara, um dos líderes da Revolução Cubana de 1959. O pensamento de Che sobre o homem novo de moral socialista desencadeou debates sobre as condições materiais para a transição ao socialismo e fomentou práticas teóricas e concretas no curso inicial da revolução. Assim sendo, tal interpretação sobre as ideias e as práticas de Che nos indica que o seu pensamento está alicerçado no humanismo teórico que envolve o pensamento do jovem Marx.
Abstract: The controversial thesis of Louis Althusser about the epistemological rupture in the work of Karl Marx created several divergences among the Marxists in the last decades of the 20th century. His main idea is the division of Marx’s thought into two moments: the young Marx, moment in which his thought would be inserted in the ideological problematic of the theoretical humanism of the philosopher Ludwig Feuerbach; and the Marx of maturity, moment in which Marx would have established the science of history and created thesis and concepts for a new problematic, the historical and dialectical materialism. This idea is opposed to the interpretation about a linear evolution in Marx’s thought, as we can see in György Lukács. Therefore, by the aid of bibliographical analysis, the aim of this text is to rescue the thesis of Althusser about the epistemological rupture in Marx’s thought and, with this thesis, interpret the thought of Ernesto “Che” Guevara, one of the leaders of the Cuban Revolution in 1959. Che’s thought about the new man with a socialist moral unleashed debates about the material conditions for the transition to socialism e promoted theoretical and concrete practices in the beginning of the revolution. Thus, this interpretation about the ideas and practices of Che indicates that his thought is grounded in the theoretical humanism that involves the thought of the young Marx.
Descrição: BUGIATO, Caio Martins. O humanismo teórico de Che Guevara. Revista Dialectus, Fortaleza, ano 1, n. 2, p. 53-62, jan./jun. 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21974
ISSN: 2317-2010
Aparece nas coleções:PPGEB - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_art_cmbugiato.pdf961,37 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.