Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22077
Título: Gênero no percurso de vida de estudantes do Curso de Pedagogia da UFC
Título em inglês: Gender in the life path of students of the UFC Pedagogy course
Autor(es): Lima, Francisca Josélia Inocêncio de
Orientador(es): Costa, Maria de Fátima Vasconcelos da
Palavras-chave: Participação das minorias Política de Inclusão Social - Fortaleza (CE)
Políticas Públicas em Educação
Gênero na Educação - Aspectos sociais – Fortaleza (CE)
Narrative
Life path
Data do documento: 2016
Citação: Lima, F. J. I.; Costa, M. F. V. (2016)
Resumo: Esta pesquisa teve como questão norteadora: como a desigualdade de gênero impacta o percurso escolar do estudante de Pedagogia? Para tanto, nos fundamentamos no referencial teórico sobre gênero, compreendido como discursivamente construído; colonialidade de gênero, como crítica da opressão de gênero racializada e interseccionalidades como articulação de eixos de opressão. Realizamos um estudo de natureza quantitativa e qualitativa. O locus foi a Faculdade de Educação da UFC e os participantes foram os alunos do curso de Pedagogia que entraram na universidade em 2013, ano de implantação do sistema de cotas. O trabalho de campo da pesquisa foi realizado em dois momentos: no primeiro, fizemos a aplicação de questionários nas turmas de 2013.1 a 2015.1 com o objetivo de levantar o perfil destes estudantes. No segundo momento, utilizando da pesquisa (auto)biográfica realizamos 9 encontros formativos com 6 alunos dos cursos de Pedagogia diurno e noturno com o objetivo de, a partir da construção da narrativa (auto)biográfica dos participantes, compreendermos que aspectos relacionados a gênero e articulados a outros marcadores como classe, raça, sexualidade, impactam o percurso de vida desses estudantes. A análise dos dados quantitativos nos possibilitou traçar um perfil dos estudantes de Pedagogia. Este curso é composto em sua maioria de mulheres, jovens, pardas, que vivem com uma faixa de renda salarial baixa (1 a 3 salários mínimos). Por outro lado, se evidenciou um aumento no ingresso de estudantes do sexo masculino, também jovens e pardos e com o mesmo nível salarial das estudantes, contribuindo para uma reconfiguração do quadro do alunado do curso, historicamente feminino. Além disso, os dados quantitativos mostraram que a política de cotas adotada pela UFC foi uma política exitosa, pois, os alunos cotistas, de ambos os sexos tiveram bom desempenho no curso. Em relação aos dados qualitativos, a adequação da pesquisa (auto)biográfica possibilitou que o grupo de estudantes refletisse sobre o percurso de vida e escolar em situação de copresença, desse modo, a mediação biográfica possibilitou um processo formativo a partir da experiência com o outro. A unidade de análise foram as narrativas, a partir delas verificamos a centralidade da figura feminina na valorização do saber, representada principalmente pela figura da mãe, como aquela que serve de inspiração, incentiva, renuncia para prover o sustento e a escolarização do filho. Contudo, isso configura-se como um regime sacrificial, na medida em que o reconhecimento da mulher se dê pelo enaltecimento de sua renúncia a seus projetos. De modo interseccional, pudemos perceber nesta pesquisa que gênero e classe afetam o percurso de vida dos sujeitos de diferentes formas, em diferentes medidas, determinando escolhas e caminhos de modo singular na vida dos estudantes.
Descrição: LIMA, Francisca Josélia Inocêncio de. Gênero no percurso de vida de estudantes do Curso de Pedagogia da UFC. 2016. 203f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22077
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_fjilima.pdf3,26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.