Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22150
Título: Análise das construções com verbo suporte botar: propriedades gramaticais e discursivas
Título em inglês: Analysis of constructions with verb support botar: grammatical and discursive properties
Autor(es): Araújo, Juliana Geórgia Gonçalves de
Orientador(es): Nogueira, Márcia Teixeira
Palavras-chave: Língua Portuguesa – Verbos
Língua portuguesa – Verbo-suporte
Gramática comparada e geral – Gramaticalização
Functionalism
Grammaticalization
Data do documento: 2016
Citação: Araújo, J. G. G.; Nogueira, M. T. (2016)
Resumo: Este trabalho visa a caracterizar formal, semântica e pragmaticamente as construções com verbo-suporte botar; considerando que, dentro desse “guarda-chuva” que se denominou verbo-suporte, há estruturas com comportamentos sintático-semânticos distintos. A partir das características sintático-semânticas das construções com verbo-suporte, verificaram-se três graus de fluidez categorial: construções com verbo-suporte que estão mais próximas das construções livres (grau 1), construções com verbo-suporte consideradas prototípicas (grau 2) e construções que estão mais próximas das expressões cristalizadas (grau 3). A pesquisa enfocou o uso das construções botar + SN/SP em Português e define as propriedades morfossintáticas e semânticas que botar assume ao se vincular à categoria de verbo-suporte. A investigação criteriosa sobre as propriedades de seleção de botar e seu comportamento sintático-semântico em construções botar + SN/SP forneceu ainda subsídios para se descreverem diferentes empregos de botar nesse tipo de estrutura e, assim, se delinear uma cadeia de gramaticalização desse verbo. A base teórica linguística de exame é a teoria funcionalista da linguagem, a qual reformula o corte rígido entre os verbos plenos e verbos-suporte, tratando esta categoria em uma perspectiva escalar e não discreta. Os corpora (Norpofor, Porcufort e o DUP) de análise compreendem ocorrências de Vsup nas modalidades formal e informal do português do Brasil, sem que se fixe como objetivo do trabalho pesquisar especificamente diferenças entre essas modalidades, mas com a hipótese de que a complexidade das CVSup não poderia representar-se da mesma forma nessas modalidades de língua. Realizou-se, com esta pesquisa, uma sistematização semântico-sintática de expressões com verbo-suporte botar que apresentam graus de fluidez categorial. Para tanto, recorreu-se a análises múltiplas que envolvem a descrição semântico-sintática das expressões e a verificação de parâmetros que influenciam a fluidez e a depreensão de seus níveis. Os resultados demonstram ainda que a produtividade de botar na norma popular é maior do que na norma culta. No português culto de Fortaleza, constatamos uma frequência menor do verbo botar, confirmando nossa hipótese de que o processo de gramaticalização é mais lento na modalidade culta, embora, mesmo em menor quantidade, já haja indícios de gramaticalização. Após uma análise geral nos séculos XVIII, XIX e XX, constatamos que há um aumento da frequência do verbo botar ao longo dos séculos. Tal fato confirma que esse verbo está em processo de gramaticalização contínuo. A descrição de cada um desses níveis (com os parâmetros definidos na análise e os exemplos extraídos dos corpora) explicitou que o verbo botar, na categoria de verbos-suporte, pode fazer parte tanto de estruturas mais integradas quanto de estruturas menos integradas, conforme essas construções se aproximam ou se distanciam do protótipo de uma construção com verbo-suporte.
Abstract: This work aims to provide some formal, semantic and pragmatic characterization of the support verb “botar”, since the wideness concerning this verb presents distinctive syntactical and semantical behaviors in its structure. From the characteristics of the syntactical and semantical constructions of the verb, three degrees of categorical flushness were explored: free constructions, prototypical constructions and structures which are nearly crystalize. The research was concentrated in the constructions “botar+SN/SP” in Brazilian Portuguese, establishing the morpho-syntactical and semantical which the verb “botar” assumes when it is constructed as a support verb. The rigorous investigation of the selection properties of “botar” and its syntactical and semantical behavior in the “botar+SN/SP” structure provided support to describe different employments of the verb, hence leading to a chain of grammatical structures. The linguistic theoretical base used is the functionalism theory of language, which allows to precisely separating ordinary verbs from the support verbs, by treating their aspects in a scalar, rather discrete perspective. The corpus used in the analysis consists of Vsup occurrences in formal and informal Brazilian Portuguese language, however without restricting to only the differences among these modalities, but also using the hypothesis that the CVSup complexity could not be represented in these language modalities. The research allowed to create a systematic syntactical and semantical of expression involving the support verb which present degrees of categorical flushness. In order to achieve that, multiple analyses were conducted in which the syntactical and semantical descriptions of the expressions, in addition to the use of parameters which influences the flushness and the comprehension. As a result of the research, the productivity of the verb is more evident in the popular rather than in the formal usage. In particular, in formal Portuguese of Fortaleza, we verified a lower frequency of use, which confirms our starting hypothesis that the grammaticalization is slower in the formal language, although we could note that it has started already. After detailed analyses in the XVIII, XIX and XX centuries, we concluded that the usage of the verb has been increasing in the past few centuries, in fact the verb is having a gradual continuous grammaticalization. According to the analysis parameters and the examples obtained from the corpus, the description of each of those levels showed that the verb “botar”, within the support verb category, can be part of both the less and more integrated structures, depending on the how close those constructions are from the prototype of a support verb construction.
Descrição: ARAÚJO, Juliana Geórgia Gonçalves de. Análise das construções com verbo suporte botar: propriedades gramaticais e discursivas. 2016. 122f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22150
Aparece nas coleções:DLV - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_jggaraujo.pdf1,6 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.