Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22153
Título: A persuasão entre o fazer fazer e o fazer sentir: os regimes de sentido em peças de catálogos de produtos Avon e Natura
Título em inglês: The persuasion between making make and making feel: the regimes of meaning in product catalogs of Natura and Avon
Autor(es): Torres, Lyssandra Maria Costa Torres
Orientador(es): Leite, Ricardo Lopes
Palavras-chave: Marketing de produtos Análise crítica do discurso
Natura Produtos - Publicidade – semiótica
Persuasão (Psicologia)
Adjustment
Syncretism
Data do documento: 2016
Citação: Torres, L. M. C.; Leite, R. L. (2016)
Resumo: A Sociossemiótica, proposta por Eric Landowski, aborda a questão do sentido no nível daspráticas e das interações vividas (LANDOWSKI, 2001b, 2002, 2004, 2014a), considerando anoção de contágio de sensibilidades, de relações corporais e estésicas, ou seja, alargando os modelos narrativos para explicar uma grande quantidade de fenômenos de significação também ligados ao sensível. Considerada um desdobramento da Semiótica Francesa, ela propõe quatro regimes – programação, manipulação, ajustamento e acidente – capazes de explicar a produção do sentido nas interações. O objetivo principal desta tese é analisar como esses regimes de sentido, que se estabelecem na interação entre enunciador e enunciatário em uma determinada situação de comunicação, determinam diferentes estratégias de persuasão,fundadas ora na dimensão inteligível ora na dimensão sensível do discurso. Se na teoria narrativa clássica a persuasão é concebida como um fazer persuasivo do enunciador que corresponde a um fazer interpretativo do enunciatário ligado à instância da enunciação, no quadro teórico da Sociossemiótica, por sua vez, a persuasão passa a ser vista não somente como um fazer o outro fazer, mas também como um fazer o outro sentir. Passa-se, assim, de uma lógica da junção para uma lógica da união, que procura dar conta dos processos de emergência do sentido, de sua natureza sensível e da presença do risco nas interações. Embora haja alguns trabalhos que tratem da persuasão no sincretismo de linguagens (TORRES, 2013;CIACO, 2014 etc), vimos que ainda é possível explorar a relação entre os regimes de sentido e os diferentes modos de presença do sensível como um fator que contribui com o fazer persuasivo em textos sincréticos, visto que a persuasão pode se realizar por estratégias pertinentes a mais de um regime proposto por Landowski. Desse modo, é nosso objetivo central aprofundar o estudo da persuasão no texto sincrético não só como um fazer fazer, mas também como um fazer sentir, resultante de um efeito de enunciação sincrética global. Para cumprirmos nosso objetivo, selecionamos cinco peças de catálogos da indústria da beleza – veiculadas nos ciclos 02, 04 e 10 do ano de 2014 das marcas Avon e Natura – que divulgam perfumes, hidratantes e maquiagens. Além da Sociossemiótica, são utilizadas a Semiótica clássica e a Semiótica Plástica para um estudo mais integrado da persuasão no sincretismo de linguagens. Ao final, como contribuição teórica, conclui-se que a enunciação global, responsável pelos efeitos de sentido resultantes da articulação de linguagens nos anúncios, instaura estrategicamente para o enunciatário determinados regimes de sentido que o coloca diante de efeitos de sentido tanto de ordem intelectiva quanto de ordem sensorial, fazendo que sua adesão a um determinado ponto de vista, a uma crença ou a um argumento seja o resultado de uma resposta não apenas racional, mas também sensível. Outra contribuição desta tese reside na percepção de que a estratégia persuasiva dos catálogos é complexa, visto que não depende somente da relação entre as linguagens verbal e não verbal, mas também da lógica de compra e venda entre marca (consultor) e consumidor.
Abstract: The Sociosemiotics, proposed by Eric Landowski, addresses the issue of meaning in the level of practices and interactions experienced (LANDOWSKI, 2001b, 2002, 2004, 2014a),considering the notion of contagion of sensitivities, of corporal and aesthesic relationships, this is, widening the narrative models to explain a great amount of phenomena of signification also connected to what is sensitive. Considered an unfolding of French Semiotics, it proposes four regimes - programming, manipulation, adjustment, and accident - capable of explaining the production of meaning in interactions. The main objective of this thesis is to analyze how these regimes of meaning, established in the interaction between enunciator and enunciatee in a given situation of communication, determine different strategies of persuasion, based both on the intelligible dimension and on the sensitive dimension of the discourse. If, in classical narrative theory, persuasion is conceived as a persuasive making of the enunciator that corresponds to an interpretative making of the enunciatee connected to the instance of enunciation, in the theoretical framework of the Sociosemiotics, in turn, persuasion is seen not only as a making the other make, but also as a making the other feel. This way one goes from a logic of junction to a logic of union, which seeks to account for the processes of emergence of meaning, its sensitive nature and the presence of risk in interactions. Although there are some works that deal with persuasion in the syncretism of languages (TORRES, 2013,CIACO, 2014 etc.), we have seen that it is still possible to explore the relation between the regimes of meaning and the different modes of presence of sensitive as a contributing factor with persuasive making in syncretic texts, since persuasion can be carried out by strategies pertinent to more than one regime proposed by Landowski. In this way, it is our central objective to deepen the study of persuasion in the syncretic text, not only as a making make, but also as a making feel, resulting from a syncretic global enunciation effect. To fulfill our objective, we selected five pieces of catalogs from the beauty industry – published in the cycles 2, 4 and 10 of the year 2014 of the trademarks Avon and Natura – that divulge perfumes, moisturizers and makeups. In addition to Sociosemiotics, classical Semiotics and Plastic Semiotics are used for a more integrated study of persuasion in the syncretism of languages. At the end, as a theoretical contribution, it concludes that the global enunciation,responsible for the effects of meaning resulting from the articulation of languages in the ads, strategically establishes for the enunciatee certain regimes of meaning that puts him before effects of meaning both of an intellectual and sensory order, making his adherence to a certain point of view, to a belief or to an argument, be the result of a response not only rational, but also sensitive. Another contribution of this thesis lies in the perception that the persuasive strategy of catalogs is complex, since it depends not only on the relationship between verbal and non-verbal languages, but also on the logic of buying and selling between trademark (consultant) and consumer.
Descrição: TORRES, Lyssandra Maria Costa. A persuasão entre o fazer fazer e o fazer sentir: os regimes de sentido em peças de catálogos de produtos Avon e Natura. 2016. 141f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22153
Aparece nas coleções:PPGL - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_lmctorres.pdf6,7 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.