Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2218
Título: Participação dos canais de cálcio na hiperreatividade induzida por ovalbumina em traquéias isoladas de ratos
Título em inglês: Role of the calcium channels on ovalbumin-induced rat airway hyperresponsiveness
Autor(es): Moura, Carlos Tiago Martins
Orientador(es): Capaz , Francisco Ruy
Palavras-chave: Canais Iônicos
Broncoconstrição
Inflamação
Ovalbumina
Data do documento: 2004
Citação: MOURA, C. T. M. (2004)
Resumo: Com o objetivo de verificar a interferência da broncoprovocação antigênica sobre a contratilidade traqueal, ratos machos (250 -350 g) foram sensibilizados à ovalbumina (OVA) e, 13 a 14 dias depois, desafiados em intervalos de 15 minutos através da inalação do antígeno sensibilizante (OVA, 1 mg/ml, seguida de 5 mg/ml). O sacrifício dos animais foi feito imediatamente (SD0) ou 24 horas (SD24) após o desafio antigênico através de anestesia com hidrato de cloral (0,4 g/Kg). Alguns animais foram tratados com metilsergida (1 mg/Kg) 40 minutos antes do desafio. Os animais controle (CONT) inalaram apenas o veículo (NaCl 0,9 %). A traquéia foi removida e montada em cuba para orgão isolado contendo 10 ml de solução de Krebs-Henseleit modificada (mantida a 37±0,5 oC) e aerada com mistura carbogênica (O2/CO2–95:5). Foram confeccionadas curvas concentração-efeito (CCE) para cloreto de potássio (KCl), acetilcolina (ACh) ou serotonina (5-HT). Em outros experimentos foram realizadas CCE ao Ca2+ em preparações mantidas previamente em solução sem Ca2+ (contendo 10-5 M de EDTA, nifedipina e indometacina, 10-6 M para ambas) e estimuladas por KCl, ACh ou 5-HT. A sensibilização e o posterior desafio antigênico (SD) promoveram um significativo aumento da resposta máxima (RM) das CCE ao KCl (força em grama, média ± E.P.M.: CONT = 0,52 ± 0,01; SD24 = 1,22 ± 0,03; n = 06; p < 0,01), à ACh (CONT = 2,11 ± 0,10; SD24 = 3,53 ± 0,03; n = 06; p < 0,01) ou à 5-HT (CONT = 0,60 ± 0,03; SD24 = 1,48 ± 0,09; n = 06; p < 0,01). As traquéias de animais sensibilizados e desafiados apresentaram aumento da RM ao Ca2+ apenas quando pré-contraídas com KCl (CONT = 0,84 ± 0,08; SD24 = 1,98 ± 0,05; n = 6; p < 0,01) ou ACh (CONT = 0,98 ± 0,09; SD24 = 1,54 ± 0,15; n = 6; p < 0,05). Quando o agonista utilizado foi a 5-HT esta diferença não ocorreu, sendo observada uma maior RM somente na ausência de nifedipina (CONT = 0,81 ± 0,06; SD24 sem nifedipina = 1,23 ± 0,08; n = 05; p < 0,01). Foram comparados os animais apenas sensibilizados e não desafiados (SENS) com os SD na presença de ácido niflúmico (AN). O AN inibiu a hiperreatividade para a 5-HT induzida pelo desafio antigênico (SENS = 1,28 ± 0,09; SD24 + AN = 1,01 ± 0,08; n = 05), enquanto que foi ineficaz em inibir a hiperreatividade para a ACh (SENS = 1,44 ± 0,01; SD24 + NA = 1,67 ± 0,03; n = 05; p < 0,01). Portanto, os resultados mostram que há envolvimento de canais de Ca2+, tanto dependentes de voltagem (VOC) como operados por receptor (ROC), na hiperreatividade do músculo liso respiratório, induzida pela reapresentação do antígeno a animais previamente sensibilizados e que o desenvolvimento da hiperreatividade para a 5-HT está relacionado à abertura de canais de Cl- ativados por Ca2+
Abstract: In order to verify the interference of the antigenic challenge on traqueal contractility in vitro, male rats (250 -350 g) were ovalbumine (OVA)-sensitized and, 13 to 14 days later, they were challenged through the sensitizing antigen inhalation (OVA, 1 mg/ml, followed by 5 mg/ml). Animals were sacrificed immediately (SD0) or 24 hours (SD24) after the antigenic challenge through chloral hydrate anaesthesia (0,4 g/Kg). Some animals were treated with metilsergide (1 mg/Kg) 40 minutes before the challenge. Control animals (CONT) received only the vehicle (NaCl 0,9 %) by inhalation. Tracheal rings were carefully removed and mounted in a 10 ml isolated bath chamber with modified Krebs-Henseleit solution (at 37±0,5 oC) bubbled with a mixture of 5% of CO2 in 95% of O2. Concentration-effect curves (CCE) were constructed for potassium chloride (KCl), acetycholine (ACh) or serotonin (5-HT). In another experiments, CCE for Ca2+ addition were constructed under Ca2+-free conditions (with 10-5 M EDTA, nifedipine and indomethacin, 10-6 M each) in the presence of KCl, ACh or 5-HT. Sensitization and subsequent antigenic challenge (SD) promoted a significant increase of the maximal response (RM) of the CCE to KCl (force in grams, mean ± S.E.M.: CONT = 0,52 ± 0,01; SD24 = 1,22 ± 0,03; n = 06; p < 0.01), ACh (CONT = 2.11 ± 0,10; SD24 = 3,53 ± 0,03; n = 06; p < 0.01) or to 5-HT (CONT = 0,60 ± 0,03; SD24 = 1,48 ± 0,09; n = 06; p < 0.01). Tracheal rings of sensitized and challenged animals showed a rise in RM for Ca2+ only when they were pre-contracted with KCl (CONT = 0,84 ± 0,08; SD24 = 1,98 ± 0,05; n = 6; p < 0.01) or ACh (CONT = 0,98 ± 0,09; SD24 = 1,54 ± 0,15; n = 6; p < 0,05). When 5-HT was used as agonist this hyperresponsiveness did not occur, being observed only in the nifedipine absence (CONT = 0.81 ± 0,06; SD24 without nifedipine = 1,23 ± 0,08; n = 05; p < 0.01). The sensitized but not challenged animals (SENS) were compared to SD animals in the presence of niflumic acid (AN). AN inhibited the antigenic shock-induced hyperresponsiveness for 5-HT (SENS = 1,28 ± 0,09; SD24 + AN = 1.01 ± 0,08; n = 05), while it was ineffective in inhibit that for the ACh (SENS = 1,44 ± 0,01; SD24 + AN = 1,67 ± 0,03; n = 05; p < 0.01). Therefore, the results show that there is a participation of Ca2+ channels, both voltage- and receptor-operated channels, in the hyperresponsiveness of the respiratory smooth muscle, induced by the representation of the antigen to previously sensitized animals and, in addition, the Cl- channels Ca2+-activated have an important role on 5-HT hyperresponsiveness development.
Descrição: MOURA, Carlos Tiago Martins. Participação dos canais iônicos na hiperreatividade induzida por ovalbumina em traquéias isoladas de ratos. 2004. 122 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2004.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2218
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2004_dis_ctmmoura.pdf718,38 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.