Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22209
Title in Portuguese: Conhecimento, atitude e prática dos enfermeiros no controle do câncer de mama na estratégia saúde da família
Title: Knowledge, attitude and practice of nurses in the control of breast cancer in the family health strategy
Author: Benevides, Jordana Prado
Advisor(s): Santos , Miria Conceição Lavinas
Keywords: Neoplasias da Mama
Promoção da Saúde
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Cuidados de Enfermagem
Issue Date: 22-Jul-2016
Citation: BENEVIDES, J. P. Conhecimento, atitude e prática dos enfermeiros no controle do câncer de mama na estratégia saúde da família. 2016. 82 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
Abstract in Portuguese: Objetivou-se avaliar o conhecimento, a atitude e a prática dos enfermeiros atuantes na Estratégia Saúde da Família (ESF) de Fortaleza-CE acerca da detecção precoce do câncer de mama; trata-se de um estudo descritivo, de corte transversal, com a utilização do Inquérito Conhecimento, Atitude e Prática (CAP) realizado no período de setembro a novembro de 2015 com 122 enfermeiros que compõem as equipes da ESF do sistema de saúde de Fortaleza. Para a coleta dos dados foi utilizado um instrumento de Oliveira (2015), que caracteriza e avalia o conhecimento, atitude e prática dos enfermeiros nas Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) no que se refere à detecção precoce do câncer de mama. Os dados foram organizados em tabelas e gráficos. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal do Ceará (COMEPE/UFC) com o protocolo de nº 1.233.383/15. Quanto ao perfil dos enfermeiros, verificou-se que a maioria pertence a uma faixa etária de 30 a 49 anos, sendo 92,6% do sexo feminino, 62,3% entre 10 a 20 anos de graduado e 82,1% são especialistas, 75,4% atua há mais de 5 anos na ESF e 60,3% tem alguma capacitação sobre a temática. Em relação ao conhecimento dos enfermeiros, a maioria (46,7%) foi classificada como regular, (41,8%) como inadequado e apenas (11,5%) apresentaram um conhecimento adequado. Quanto à atitude e à prática, observou-se que (73,8%) apresentaram uma atitude adequada e a maioria (57,4%) resultou em uma prática inadequada. Apesar das associações entre conhecimento, atitude e prática não terem alcançado uma relevância estatística, sabe-se da influência do conhecimento na percepção do valor em adotar medidas de prevenção à saúde (atitude), na transformação e desenvolvimento de habilidades pessoais (prática) para a conquista da promoção da saúde. Frente ao exposto, a falta de conhecimento, das atitudes e práticas inadequadas à detecção precoce do câncer de mama revelam a necessidade de capacitação permanente dos profissionais envolvidos no controle do câncer de mama.
Abstract: This study aimed to assess the knowledge, attitude and practice of nurses working in the Family Health Strategy (FHS) in Fortaleza-CE on the early detection of breast cancer; it is a descriptive, cross-sectional, using the Survey Knowledge, Attitude and Practice (KAP) conducted from September to November 2015 with 122 nurses who make up teams of FHS Fortress health system. To collect the data we used a tool Oliveira (2015), which characterizes and assesses the knowledge, attitude and practice of nurses in Primary Care Units Health (UAP) in relation to the early detection of breast cancer. Data were organized in tables and graphs. The study was approved by the Research Ethics Committee of the Federal University of Ceará (COMEPE / UFC) with the protocol No. 1233383/15. Regarding the profile of nurses, it was found that most belong to an age group 30-49 years, 92.6% female, 62.3% between 10-20 years of graduate and 82.1% are experts , 75.4% has been operating for over 5 years in the ESF and 60.3% have some training on the subject. Regarding the knowledge of nurses, the majority (46.7%) were classified as regular (41.8%) as inadequate and only (11.5%) had adequate knowledge. As the attitude and practice, it was observed that (73.8%) had an adequate attitude and the majority (57.4%) resulted in a poor practice. Despite the associations between knowledge, attitude and practice did not achieve statistical significance, it is known the influence of knowledge in the perception of the value of adopting health prevention measures (attitude), processing and development of personal skills (practice) for achievement of health promotion. Based on these, the lack of knowledge, attitudes and inadequate practices for early detection of breast cancer reveal the need for ongoing training of professionals involved in the control of breast cancer.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22209
Appears in Collections:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_dis_jpbenevides.pdf4,12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.