Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22212
Título: Avaliação da imunoexpressão de LGR5 e LGR6 em células-tronco no câncer gástrico primário, metástases linfonodais e mucosa gástrica histologicamente normal
Título em inglês: Evaluation of immuno expression of LGR5 and LGR6 in the stem cells in primary gastric cancer, lymph node metastases and histologically normal gastric mucosa
Autor(es): Valiente, Adriana Estela Flores
Orientador(es): Almeida, Paulo Roberto Carvalho de
Palavras-chave: Neoplasias Gástricas
Células-Tronco
Anatomia
Data do documento: 16-Fev-2017
Citação: VALENTE, A. E. F. ; ALMEIDA, P. R. C. (2017)
Resumo: O câncer gástrico é a quarta neoplasia mais comum em todo o mundo e a segunda causa de mortalidade por câncer. Apesar do tratamento com cirurgia e quimioterapia, a sobrevida global em cinco anos de pacientes com câncer gástrico permanece baixa, uma possível explicação para menor eficácia da terapia é a presença de células tronco cancerosas. Vários marcadores, incluindo LGR5 e LGR6, têm sido relatados como marcadores de células- tronco, normais e cancerosas. LGR5 e LGR6 são proteínas transmembranas, do grupo da proteína G, ricas em resíduos leucina, que participam nas vias de sinalização das células e ativam fatores de transcrição relacionados com a formação de tumores. O objetivo deste trabalho foi avaliar a imunoexpressão de LGR5 e LGR6 como possíveis marcadores de células-tronco no câncer gástrico primário, metástases linfonodais e mucosa gástrica histologicamente normal, através das técnicas de microarranjo tissular (tissue microarray) e imuno-histoquímica. O estudo, de caráter transversal e observacional realizou-se a partir de oitenta e oito (88) peças de gastrectomias devido a carcinomas gástricos, realizadas no Hospital Universitário Walter Cantídio, que fazem parte dos Arquivos do Serviço de Patologia e Medicina Legal da Universidade Federal do Ceará. As relações entre a expressão diferencial de LGR5 e LGR6 e características clinico-patológicas foram avaliadas pelo teste do qui-quadrado ou teste exato de Fisher. Um valor de p < 0,05 foi considerado estatisticamente significativo. Foramconsiderados positivos (a partir de relatos prévios) casos que apresentaram uma ou mais células com imunomarcação citoplasmática ou membranar. LGR5 mostrou-se, neste estudo, ser um potencial biomarcador, mais característico de células-tronco tumorais e não tumorais, do que LGR6. Ambos são expressos em tecido tumoral e não tumoral, com predomínio em mucosa histologicamente normal, em terço basal da espessura epitelial. LGR5 positivo predominou no histotipo difuso e LGR6 no tipo intestinal de carcinomas gástricos. Nos casos positivos dos dois biomarcadores, células marcadas são pouco frequentes ou raras, no total de células da massa tumoral e da mucosa gástrica normal. LGR6 esteve presente no tumor gástrico primário em número de células muito superior ao encontrado nas respectivas metástases linfonodais, diferença não observada em relação a LGR5. Com exceção da relação de cada biomarcador com um histotipo específico, já citada, não houve relação entre as demais variáveis clinico-patológicas e a expressão de LGR5 e LGR6.
Abstract: Gastric cancer is the fourth most common neoplasm in the world and the second leading cause of cancer mortality. Despite the treatment with surgery and chemotherapy, the overall five-year survival of patients with gastric cancer remains low, a possible explanation for less effective therapy is the presence of cancer stem cells. Several markers, including LGR5 and LGR6, have been reported as markers of normal and cancerous stem cells. LGR5 and LGR6 are transmembrane proteins of the G protein group, rich in leucine residues, that participate in cell signaling pathways and activate transcription factors related to tumor formation. The objective of this work was to evaluate the immunoexpression of LGR5 and LGR6 as possible markers of stem cells in primary gastric cancer, lymph node metastases and histologically normal gastric mucosa through tissue microarray and immunohistochemistry techniques. The cross-sectional and observational study was carried out from eighty-eight (88) pieces of gastrectomies due to gastric carcinomas performed at the Walter Cantídio University Hospital, which are part of the Archives of the Service of Pathology and Legal Medicine of the Federal University Of Ceará. The relationships between LGR5 and LGR6 differential expression and clinical-pathological characteristics were assessed by the chi-square test or Fisher's exact test. A value of p <0.05 was considered statistically significant. Positive (from previous reports) were considered cases that presented one or more cells with cytoplasmic or membrane immunostaining. LGR5 was shown to be a potential biomarker, more characteristic of tumor and non-tumor stem cells, than LGR6 in this study. Both are expressed in tumoral and non-tumoral tissue, predominantly in histologically normal mucosa, in a basal third of epithelial thickness. Positive LGR5 predominated in the diffuse histotype and LGR6 in the intestinal type of gastric carcinomas. In the positive cases of the two biomarkers, marked cells are infrequent or rare, in the total cells of the tumor mass and the normal gastric mucosa.
Descrição: VALIENTE, A. E. F. Avaliação da imunoexpressão de LGR5 e LGR6 em células-tronco no câncer gástrico primário, metástases linfonodais e mucosa gástrica histologicamente normal. 2017. 78 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22212
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_aefvaliente.pdf2,67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.