Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22225
Título: A crítica à política em Marx
Título em inglês: Critique of politics in Marx
Autor(es): Chagas, Eduardo Ferreira
Palavras-chave: Conceito de política em Marx
Positividade e negatividade da política em Marx
Marx
Data do documento: 2014
Editor: Revista Dialectus
Citação: Chagas, E. F. (2014)
Resumo: O presente artigo almeja mostrar que há no pensamento de Marx uma determinação dupla da política, quer dizer, uma concepção positiva e uma negativa da política. Positivamente, a política não no sentido de uma afirmação indistinta dela, como apologia à política liberal-burguesa, mas em dois sentidos precisos: por um lado, como uma dimensão universal-humana, ineliminável ao homem e à sua comunidade, pois o homem é um ser social e político, e a política é, neste aspecto, uma atividade humana voltada para a comunidade, para o bem comum; por outro lado, numa dimensão particular, como na sociedade do capital, em que a política, mesmo limitada, deve ser realizada como protesto do homem contra a vida inumana, como instrumento, como ferramenta, para a emancipação universal ou humano-social. Negativamente, no sentido de ressaltar os limites de uma determinada forma de política, da política democrático-burguesa, ou seja, as restrições da política no interior da sociedade do capital, pois que ela não é onipotente, absoluta, que não pode resolver as mazelas do capital sem a negação do próprio capital e de suas formas de sustentação, como a exploração do trabalho alheio, a propriedade privada, o Estado e democracia representativo-burguesa.
Abstract: This article aims at showing that there is a double evaluation of politics within Marx's approach to the subject, that is, a positive conception and a negation of politics. Positively, politics is seen not according to an indistinct validation of it, as an apology of liberal, bourgeois politics, but according to precise principles: on the one hand, as a human, universal dimension that is not prone to elimination by man or community, if one is to consider that man is a social and political being, politics in this case being a human activity aimed towards community, towards common good; and on the other hand, according to a particular dimension, as found in societies dominated by capital in which politics even in its limited configuration should be viewed as a protest of man against inhuman life, that is, an instrument, a tool to be used for the social emancipation of human beings. Negatively, politics is seen as a means to emphasizing the limits of a certain orientation, the bourgeois democratic trend, that is, promotion of restrictions within capital-dominated societies, for politics here is not omnipotent, absolute, and it is not capable of solving the maladies of capital without negating capital itself and its supporting forms, such as exploitation of the labor force of the other, private property, State and the bourgeois representative democracy.
Descrição: CHAGAS, Eduardo Ferreira. A crítica à política em Marx. Revista Dialectus, Fortaleza, ano 2, n. 5, p. 64-80, ago./dez. 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22225
ISSN: 2317-2010
Aparece nas coleções:PPGEB - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_art_efchagas2.pdf693,52 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.