Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22245
Título: O caráter ontológico da filosofia de Feuerbach segundo Lukács
Autor(es): Lopes, Fátima Maria Nobre
Palavras-chave: Ontologia
Ser social
Natureza do ser
Data do documento: 2015
Editor: Revista Dialectus
Citação: Lopes, F. M. N. (2015)
Resumo: O presente artigo tem o objetivo de dissertar sobre o caráter ontológico da filosofia de Feuerbach tomando o pensamento de Lukács a partir da sua obra Ontologia do Ser Social. Demonstra que, embora nessa obra Lukács não trate especificamente de tal questão, ele vai delineando em várias partes da sua Ontologia os limites e a importância da filosofia de Feuerbach destacando-se, nesse último ponto, uma ontologia autêntica do ser social. Tal importância refere-se, principalmente, pela viragem ontológica de Feuerbach em relação à Hegel. Podemos afirmar que o caráter ontológico da filosofia de Feuerbach consiste justamente em protagonizar uma virada ontológica ao sustentar a materialidade do ser, pois, para ele, a verdade é o homem e a vida, e não a razão abstrata ou o pensamento desligado do real. Em suma, trata-se da relação material entre o ser e o pensar, cuja primazia é do ser, quer dizer, o ser se sobrepõe ao pensar. Todas essas considerações deram à Feuerbach um estatuto ontológico materialista da sua filosofia que irá influenciar fortemente Marx, Engels, e depois Lukács na concepção e estruturação da ontologia do ser social.Para tratarmos dessas questões dividimos o trabalho em três partes. Na primeira fazemos uma breve apresentação da obra de Lukács a Ontologia do Ser Social; na segunda destacamos a posição de Lukács ao fazer uma analogia do pensamento de Feuerbach ao de Hartmann quanto à natureza do ser; na terceira parte, à guisa de conclusão,tratamos das contribuições de Feuerbach como fio condutor da ontologia marxiana.
Abstract: This article aims to elaborate about ontological character of the Feuerbach philosophy taking the thought of Lukács from your Ontology of Social Being. It shows that, although Lukács, in his ontology, not specifically dealing with this question, he will outlining in various parts of his Ontology limits and the importance of the philosophy of Feuerbach highlighting, on that last point, an authentic ontology of social being. Such importance refers mainly by ontological turn Feuerbach in relation to Hegel. We can say that the ontological character of Feuerbach's philosophy is precisely to starring in an ontological turn to support the materiality of being, because, for him, the truth is the man and life, not abstract reasoning or thinking disconnected from the real. In short, it is the material connection between being and thinking, whose primacy is of being, that is, being overlaps in thinking. All these considerationsgave to Feuerbacha materialistontological statusof his philosophythat willstrongly influenceMarx, Engels, and thenLukácsin the design andstructureof the ontologyof social being. Totreatthese issuesdivided the workinto three parts. At first we make a brief presentation of the work of Lukács the Ontology of Social Being; in the second we highlight the Lukács position to make an analogy of thought of Feuerbach to the Hartmann about the nature of being; in the third part, by way of conclusion, we treat the contributions as Feuerbach thread of Marxian ontology.
Descrição: LOPES, Fátima Maria Nobre. O caráter ontológico da filosofia de Feuerbach segundo Lukács. Revista Dialectus, Fortaleza, ano 2, n. 6, p. 120-129, jan./ago. 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22245
ISSN: 2317-2010
Aparece nas coleções:PPGEB - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_art_fmnlopes.pdf132,12 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.