Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22316
Título: Padrões e fatores associados as incapacidades físicas em sujeitos em pós-alta da poliquimioterapia (PQT) para hanseníase, no município de Vitória da Conquista-BA, no período de 2001-2014
Título em inglês: Pattens and factors associated with physical disabilities in subjets post-high of polymerotherapy (PHT) of hanseníase, at the municipality of Victory of Conquista-BA, 2001 - 2014
Autor(es): Reis, Martha Cerqueira
Orientador(es): Heukelbach, Jorg
Palavras-chave: Hanseníase
Pessoas com Deficiência
Doenças Negligenciadas
Data do documento: 25-Jan-2017
Citação: REIS, M. C. ; HEUKELBACH, J. (2017)
Resumo: A hanseníase pode levar ao desenvolvimento de incapacidades físicas e deformidades, as quais influenciam diretamente no estigma associado à doença. Objetivou-se caracterizar o padrão das incapacidades físicas e potenciais fatores sociodemográficos e clínicos associados, em pessoas que concluíram a poliquimioterapia (PQT) para Hanseníase, no município de Vitória da Conquista - BA, no período de 2001 a 2014. Estudo transversal onde foram incluídos 222 casos em pós-alta da PQT. As incapacidades físicas foram avaliadas por meio dos sistemas de mensuração do grau de incapacidade (GI) e do escore olho-mão-pé (OMP), recomendados pela Organização Mundial da Saúde. A prevalência de incapacidades físicas (GI1/GI2) no pós-alta foi de 144 (64,8%) casos, sendo 38 (17,1%) GI 2. No momento do diagnóstico e alta por cura, 116 (52,2%) e 145 (65,3%) casos não foram avaliados quanto ao GI, respectivamente. Os segmentos corporais que apresentaram maior comprometimento foram os pés 126 (56,7%) seguido de olhos 58 (26,1%) e mãos 56 (25,22%). Houve piora do GI em 34 (32,1%) dos casos, considerando o momento do diagnóstico à alta, contudo sem significância estatística com demais variáveis estudadas. As incapacidades físicas associaram-se com o analfabetismo (RP = 1,27; IC95% = 1,05 – 1,54), classificação operacional multibacilar (RP = 1,26; IC95% = 1,008 – 1,574), episódios reacionais (RP =1,41; IC95% = 1,14 – 1,74) e dor/espessamento neural (RP = 1,3; IC95% = 1,02 – 1,64). O GI 2 associou-se com classificação operacional multibacilar (RP = 2,09; IC95% = 1,007 – 4,366), episódios reacionais (RP = 2,08; IC95% = 1,08 – 3,99) e dor/espessamento neural (RP = 2,66; IC95% = 1,16 – 6,09). As incapacidades físicas constituem um importante problema no contexto individual e coletivo dos casos que seguem no pós-alta da PQT, necessitando de maior monitoramento e cuidado longitudinal, no sentido de prevenir sequelas específicas da doença.
Abstract: Leprosy may lead to the development of physical disabilities and deformities, causing stigma associated with the disease. The aim of this study was to characterize the pattern of physical disabilities and associated sociodemographic and clinical factors in individuals who had completed multidrug therapy (MDT) for leprosy in the city of Vitória da Conquista, Bahia/Brazil, from 2001 to 2014. A cross-sectional study was performed, including 222 individuals after release from MDT. Physical disabilities were assessed applying the World Health Organization (WHO) disability grading (DG) and eyes-hands-feet score. The prevalence of any physical disabilities (DG1/DG2) after release from MDT was 64,8% (144), with 17,1% (38) DG2 cases. At the time of diagnosis and discharge by cure, 52,2% (116) and 65,3% (145) cases were not evaluated for DG, respectively. The most commonly affected body parts included the feet (56,7% - 126), followed by the eyes (26,1% - 58) and hands (25,2% - 56). There was worsening of DG in 32,1% (34) of cases (from diagnosis to discharge) but none of the variables studied showed significant association with worsening. The presence of physical disabilities was associated with illiteracy (RR = 1,27, 95% CI = 1,05 - 1.54), multibacillary classification (RR = 1,26, 95% CI = 1,008 – 1,574), occurrence of leprosy reactions (RR = 1,41, 95% CI = 1,14-1,74), and the presence of neural pain/enlarged nerve trunks (RR = 1,3, 95% CI = 1,02-1,64). Similarly, DG2 was associated with multibacillary classification (RR = 2,09, 95% CI = 1,007 – 4,366), occurrence of leprosy reactions (RP = 2,08, 95% CI = 1,08-3,99), and neural pain/enlarged nerve trunks (RR = 2,66, 95% CI = 1,16 – 6,09). Physical disabilities constitute an important problem for affected individuals and vulnerable groups after release from MDT, evidencing the need for intensive longitudinal monitoring and surveillance, in order to prevent specific leprosy-related sequels.
Descrição: REIS, M. C. Padrões e fatores associados as incapacidades físicas em sujeitos em pós-alta da poliquimioterapia (PQT) para hanseníase, no município de Vitória da Conquista-BA, no período de 2001-2014. 2017. 173 f. Dissertação (mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22316
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_mcreis.pdf3,93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.