Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2233
Título: Novas fronteiras do trabalho: vivências à margem dos trabalhadores do tráfico de drogas
Título em inglês: New borders of work: experiences beyond the edge of drug trafficking workers
Autor(es): OLIVEIRA, Juliana e Silva de
Orientador(es): AQUINO, Cássio Adriano Braz de
Palavras-chave: Tráfico de drogas
Trabalho
Marginalidade
Consumo
Drug trafficking, labor, marginal, consumption.
Narcotraficantes – Fortaleza (CE) – Atitudes
Tráfico de drogas – Aspectos sociais – Fortaleza (CE)
Trabalho não qualificado
Consumo (Economia) – Aspectos sociais
Marginalidade social – Fortaleza (CE)
Capitalismo
Data do documento: 2009
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: OLIVEIRA, J. E. S. ; AQUINO, C. A. B. (2009)
Resumo: O presente trabalho visa trazer uma compreensão sobre a vivência de trabalhadores frente à realidade do processo de inserção laboral de formas atípicas de trabalho, segundo o modelo salarial, consideradas em uma posição à margem da sociedade. Mais especificamente, temos o objetivo de fazer uma pesquisa exploratória sobre os trabalhadores do tráfico de drogas frente à sua posição de marginalidade, levando em consideração a importância de seus ganhos financeiros. Damos início a este estudo discutindo sobre as mutações do sistema capitalista, a partir de novas forças de dominação, que traz como conseqüência algumas reformulações nas formas de gerir o trabalho, disseminando a flexibilidade e a precarização, que por sua vez tem justificado o aparecimento de ocupações cada vez mais atípicas de inserção. Partindo da visão de produção de subjetividade por meio das práticas sociais, percebemos que esse processo de reestruturação produtiva interfere na constituição dos trabalhadores na contemporaneidade, regida pelos princípios do consumo. Com base nessa contextualização, tentamos investigar as realidades laborais dos trabalhadores do tráfico de drogas. Observamos que tal ocupação também obedece à lógica do capital e que surge em resposta à marginalidade econômica, funcionando como uma alternativa ilegal à massa de trabalhadores que não consegue uma inserção legal. Traçado esse percurso teórico, seguimos para a realização da pesquisa qualitativa com cinco trabalhadores do tráfico de drogas de dois bairros da cidade de Fortaleza. Realizamos entrevistas semi-dirigidas que foram submetidas a uma análise semântica de conteúdo. Os conteúdos foram organizados em quatro categorias, para efeito meramente didático, com o intuito de facilitar a compreensão dos dados: motivos de inserção e permanência, os significados atribuídos ao trabalho, organização do trabalho no tráfico de drogas, consumo e a inserção limitada. A partir das análises, podemos dizer que o tráfico de drogas é uma categoria complexa e traz contradições, visto que se encontra em uma posição de marginalidade, mas acaba correspondendo, devido aos ganhos que proporciona, a um meio de reconhecimento e inserção, pelo menos ao nível do consumo. No entanto, tal inserção mostra-se limitada, idéia aproximada com o conceito de inserção marginal de Castel (1998), pois os trabalhadores de tal atividade continuam vivenciando uma situação marginal, ante a restrição de participação social de determinados grupos e coletivos frente ao contexto mais amplo da sociedade.
Abstract: This work aims to bring an understanding about the experiences of workers facing the reality of the jobs of atypical forms of work, according to the wage model, considered in a position beyond the edge of the society. More specifically, we aim to make a survey on drug workers, in relation to their position of marginality, considering the importance of their financial gain. We initiated this study discusses the changes in the capitalist system, from new forces of domination, which brings as a consequence some changes in ways of managing the work, spreading the flexibility and reduction, which in turn has justified the emergence of occupations increasingly atypical of insertion. From the vision of production of subjectivity through social practices, we can see that the restructuring process of production interferes with the formation of workers in the contemporary, governed by the principles of consumption. Based on this context, we tried to investigate the working conditions of employees in the drug trade. We observed that this occupation also follows the logic of capital and it comes in response to economic marginalization, working as an illegal alternative to the mass of workers who can not find a legal insertion. Track this theoretical path, we follow for the conduct of qualitative research with five employees of the drug trade in two neighborhoods of the city of Fortaleza. We conducted semi-directed interviews that were submitted to a semantic analysis of content. The contents were organized into four categories, for teaching purpose only, to facilitate understanding of the data: reasons for insertion and permanence, the meanings attributed to work, organization of work in drug traffic, consumption and limited integration. From the analysis we can say that drug trafficking is a complex category and brings contradictions, as is in a position of marginality, but ends up corresponding, due to gains it provides, to a means of recognition, at least at the level of consumption. However, this inset shows is limited, approximate idea of the concept of marginal insertion of Castel (1998), because workers in such activity still experiencing a marginal situation, before the restriction of social participation of certain groups and against the collective context wider society.
Descrição: OLIVEIRA , Juliana e Silva de. Novas fronteiras do trabalho: vivências à margem dos trabalhadores do tráfico de drogas. 2009. 138 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2233
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_JESDOliveira.PDF2,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.