Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2239
Título: A subjetividade maquínica em Guattari
Título em inglês: The machinic subjectivity in Guattari
Autor(es): SOUZA, David Britto de
Orientador(es): MIRANDA, Luciana Lobo
Palavras-chave: Subjetividade
Micropolítica
Paradigma Ético - Estético
Capitalismo Pós-Industrial
Subjectivity
Micropolitics
Ethico - Aesthetic Paradigm
Post-Industrial Capitalism
Guattari,Félix, 1930 - Crítica e interpretação
Subjetividade - Aspectos sociais
Psicologia social
Psicologia política
Data do documento: 2008
Editor: http://www.teses.ufc.br
Resumo: A presente pesquisa se propôs a dois objetivos principais: 1) Um geral, que será expor o conceito de subjetividade maquínica de Felix Guattari; 2) e um outro, mais específico, que pretende analisar as contribuições deste conceito para uma compreensão mais social e ampla da subjetividade, levando em consideração a heterogeneidade não-humana, maquínica, desta produção, fato este que se evidencia fortemente no capitalismo pós-industrial. Mostramos como a produção de subjetividade é a indústria de base deste pe-ríodo e os pontos de ruptura possíveis encontrados por Guattari, proporcionados pelos avanços tecnológicos e as formas de organização social característicos deste período. Frente à massificação e homogeneização da produção de subjetividade, a teoria guatta-riana propõe uma produção singularizante e autônoma, a partir de um paradigma ético-estético, baseada em seu conceito de ecosofia, o qual propõe uma articulação ético-política da subjetividade, do social e do ambiental. A subjetividade é maquínica, ou seja, é produzida no socius através de elementos heterogêneos como as relações sociais, as máquinas tecnológicas, as máquinas incorporais, o âmbito estético, a economia, a política etc. Através dos conceitos de micropolítica, autopoiese e pós-mídia vimos as indicações de como é possível uma produção de subjetividade mais autônoma e singular.
Abstract: This work intents to address two main themes:1) At large, we aim to explain the concept of ‘machinic subjectivity’ coined by Felix Guattari; 2) In a more specific way we tried to analyse the contributions that this concept brings to the understanding of the subjectivity in a more social and wide way considering the heterogeneity not-human, machinic of this production, fact that is strongly noted on the postindustrial capitalism. We have demonstrated that the production of subjectivity is the base industry of this period e the breaking possible points found by Guattari that have been possible by the technological advancements and the forms of social organization of this period. Before the massification and homogenization of subjectivity production the guattarian theory propose a singular and autonomy production from a ethic-esthetic paradigm based on his concept of ecosophy that propose an articulation ethic-politic of subjectivity, social and environment. The subjectivity is machinic it means that it is a production from socius through heterogenic elements such as social relations, technological and invisible machines, aesthetic field, the economy, the politics etc. Through the concepts of micro-politics, autopoiesis and post-media we saw how a production of subjectivity can be more close to autonomy and singularity
Descrição: SOUZA , David Britto de. A subjetividade maquínica em Guattari. 2008. 125 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2239
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_DBDSouza.PDF745,52 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.