Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22425
Título: Padrões epidemiológicos e distribuição espacial da dengue no estado do Ceará, 2001 a 2012
Título em inglês: Epidemiological patterns and space distribution of dengue in the state of Ceará, 2001 to 2012
Autor(es): Verdiano, Verdiane de Araújo
Orientador(es): Alencar , Carlos Henrique Morais de
Palavras-chave: Epidemiologia
Dengue
Análise Espacial
Análise de Regressão
Data do documento: 29-Jun-2016
Citação: VERDIANO, V. A. ; ALENCAR, C. H. M. (2016)
Resumo: A dengue é um agravo de importância nacional, assim como para o estado do Ceará. Com isto, faz-se necessário conhecer a situação epidemiológica do estado a fim de proporcionar conhecimento para planejamento das formas de prevenção. O objetivo deste estudo foi caracterizar a tendência temporal da dengue e identificar a dinâmica da incidência de casos no estado do Ceará, bem como identificar aglomerados de maior incidência da doença. Estudo ecológico com dados obtidos no SINAN DATASUS. As variáveis analisadas foram a incidência da dengue e de dengue grave na população geral e em menores de 15 anos. O período de análise foi segmentado em três grupos de quatro anos: 2001 a 2004; 2005 a 2008; e 2009 a 2012. Realizou-se regressão linear contínua e com pontos de inflexão para caracterizar a tendência temporal e posteriormente, análise espacial com elaboração de mapas com valores da incidência média bruta, com a incidência suavizada pelo método Bayesiano Empírico Local e também com a autocorrelação espacial utilizando o índice local de associação espacial para o MoranMap. A maioria dos municípios do estado do Ceará encontra-se com incidências brutas entre 0,1 e 206 casos de dengue/100.000 habitantes nos três períodos. Ocorreu aumento do número de municípios com maiores incidências de 2005 a 2008. Verificou-se um padrão com o aumento da incidência do início de cada ano do até o mês maio ao longo de todo o período do estudo. Em seguida, a incidência decresce até o mês de agosto chegando até outubro em alguns períodos. Depois disso, a incidência apresenta um leve crescimento até o início do ano seguinte. Ocorreu aumento da incidência da dengue, mas não de forma gradativa. Os anos se intercalaram entre incidências baixas e altas. Os anos com maiores incidências foram: 2001 com 672,27 casos de dengue por 100.000 habitantes e 2012 com 607,29. Os de menores incidências foram 2004 com 48,39 e 2009 com 47,11. Também se observa uma tendência crescente para os casos de dengue grave em menores de 15 anos. De 2001 a 2004, verificou-se um aglomerado de incidência alta na região centro oeste do estado e três de incidência baixa nas regiões centro leste, noroeste e norte do Ceará. De 2005 a 2008, destaca-se um aglomerado de incidência alta na região sudeste e dois de incidência baixa nas regiões centro leste e outro no noroeste do estado. De 2009 a 2012, um aglomerado de incidência alta na região centro oeste e um de incidência baixa na região centro leste. Conclui-se que há uma tendência ascendente da incidência da dengue na população geral e da dengue grave em menores de 15 anos. No entanto, não se verificou uma região que se mantivesse com valores altos ou mesmo com valores baixos estatisticamente significantes, mas verifica-se, na região sudoeste, principalmente o município de Tauá uma área com incidência elevada para a dengue e a região centro leste como a de menor incidência.
Abstract: Dengue has a worrying relevance for the state of Ceará, and therefore it is needed to understand the epidemiological situation in the state in order to raise knowledge for further forms of prevention. The aim of this study was to characterize a temporal tendency of dengue and identify clusters of major incidence of the disease. Ecological study was based on acquired data at DATASUS, Healthy Ministry system. The analyzed variables were the incidence of serious dengue in the general population and on persons under the age of 15. The analysis period was segmented in three groups of four years: 2001-2004, 2005-2008 and 2009-2012. A continuous linear regression was done with inflection points to characterize a temporal tendency and spatial analysis with map elaboration by Local Empirical Bayesian method, and also with spatial autocorrelation using local index of spatial association for MoranMap. Most of the municipalities of the state of Ceará has gross incidences between 0,1 and 206 cases of dengue per 100.000 inhabitants in the increased number of municipalities with major incidences from 2005 to 2008. An increasing incidence of dengue occurred, but in a gradual way. The years intersperse in low and high incidences. The years of major incidences are: 2001 with 672,27 cases of dengue per 100.000 inhabitants and 2012 with 607,29. The ones with the lowest incidences were 2004 with 48,39 and 2009 with 47,11. There is also an increasing tendency to serious cases of dengue for those under the age of 15. From 2001 to 2004 there was a cluster of high incidence and two of low incidence. In the period of 2005 to 2008, one cluster of high incidence and two of low one was verified. Still from 2009 to 2012 one cluster of high incidence and one of low was featured. Thus, the conclusion is that there is an ascending tendency for incidence of dengue on general population and serious dengue on those under the age of 15. There is no region to be told with clusters of high values or with low values statistically significant, except the southeastern region, mainly the municipality of Tauá, that holds high incidence of dengue and central eastern region with low incidence.
Descrição: VERDIANO, V. A. Padrões epidemiológicos e distribuição espacial da dengue no estado do Ceará, 2001 a 2012. 2016. 80 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22425
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_vaverdiano.pdf5,28 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.