Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22432
Título: Análise dos efeitos do 2,6-Diisopropilfenol sobre a eletrofisiologia cardíaca em pacientes com ectopias de via de saída ventricula
Título em inglês: Analysis of the effects of the 2.6-Diisopropylphenol on cardiac electrophysiology in patients with premature ventricular complexes originating from the ventricular outflow tracts
Autor(es): Távora, Ronaldo Vasconcelos
Orientador(es): Monteiro, Helena Serra Azul
Palavras-chave: Propofol
Arritmias Cardíacas
Complexos Ventriculares Prematuros
Data do documento: 25-Jan-2017
Citação: TÁVORA, R. V. ; MONTEIRO, H. S. A. (2017)
Resumo: O propofol é um agente hipnótico eficaz para a indução e manutenção da anestesia. Estudos recentes demonstraram que este medicamento exerce efeitos sobre o sistema de condução cardíaco possuindo tanto efeitos pro-arrítmicos quanto anti-arrítmicos de forma concentração-dependente. Esses efeitos parecem ser mais importantes quando o mecanismo implicado nas arritmias é o hiperautomatismo com poucos efeitos em arritmias reentrantes. Os mecanismos implicados em tais efeitos permanecem mal definidos, mas possivelmente envolvem canais iônicos como sódio, cálcio e potássio além de modulações no sistema nervoso autônomo. Entretanto, não encontramos na literatura estudos sobre os efeitos do propofol em arritmias desencadeadas por “pós-potenciais tardios” que representam um dos tipos mais frequentes de arritmias ventriculares. A suspeita de que a infusão deste agente possa suprimir este tipo de arritmia, faz com que o propofol seja preterido como droga sedativa em procedimentos de estudo eletrofisiológicos que objetivam a ablação de focos deste distúrbio arrítmico. Tal prática é baseada em observações individuais e não tem respaldo em publicações científicas. O objetivo deste trabalho é propor um modelo de estudo para a avaliação da interferência do 2,6-diisopropilfenol em variáveis eletrofisiológicas cardíacas além de analisar os efeitos do propofol sobre arritmias que conceitualmente têm por mecanismo atividades deflagradas por pós-potenciais tardios. Foram selecionados dez pacientes com arritmias de trato de saída ventricular sem cardiopatia estrutural identificada e com indicação para o tratamento de ablação. Todos os pacientes apresentavam um número expressivo de extra-sístoles ventriculares (>10% do total de batimentos) detectados em exame de holter/24h. Cateteres diagnósticos foram posicionados em seio coronariano, ventrículo direito e região ântero-septal do anel tricúspide para o registro de potenciais atriais, ventriculares e de HIS respectivamente. Em estado basal e sob estimulação atrial e ventricular programadas, foram coletados dados de 17 (dezessete) variáveis eletrofisiológicas cardíacas: frequência cardíaca, duração do complexo QRS, limiar de comando atrial e ventricular, tempo de condução atrial, intervalos AH e HV, tempo de condução ventrículo-atrial, pontos de Wenckebach anterógrado e retrógrado, períodos refratários efetivos anterógrado e retrógrado do nodo-atrioventricular, períodos refratários efetivos do átrio e ventrículo direitos, intervalo de acoplamento e número de extrassístoles registradas em 5 minutos. Tais variáveis foram coletadas antes e durante a infusão endovenosa de propofol objetivando atingir uma sedação alvo titulada pelo índice bispectral (BIS) entre 40 e 60. A análise dos dados apresentados mostrou que a infusão de propofol em doses tituladas pelo índice bispectral não pareceu interferir na expressão de arritmias ventriculares deflagradas por pós-potenciais tardios quando estas eram manifestas na forma de extra-sístoles ventriculares.
Abstract: Propofol is an effective hypnotic agent for the induction and maintenance of anesthesia. Recent studies have demonstrated that this drug exerts effects on the cardiac conduction system having both pro-arrhythmic and antiarrhythmic effects in a concentration-dependent manner. These effects seem to be more important when the mechanism involved in arrhythmias is hyperautomatism with few effects on reentrant arrhythmias. The mechanisms involved in such effects remain poorly defined, but possibly involve ion channels such as sodium, calcium, and potassium as well as modulations in the autonomic nervous system. However, we have not found in the literature studies on the effects of propofol on post-potency-triggered arrhythmias that represent one of the most frequent types of ventricular arrhythmias. The suspicion that the infusion of this agent can suppress this type of arrhythmia causes propofol to be deferred as sedative drug in electrophysiological study procedures that aim at the ablation of foci of this arrhythmic disorder. Such practice is based on individual observations and has no backing in scientific publications. The objective of this work is to propose a study model for the evaluation of the interference of 2,6-diisopropylphenol in cardiac electrophysiological variables and to analyze the effects of propofol on arrhythmias that conceptually have as a mechanism the activities triggered by late post-potentials. Ten patients with ventricular outflow tract arrhythmias without structural heart disease were selected and indicated for the treatment of ablation. All patients had an expressive number of ventricular extrasystoles (> 10% of total beats) detected on holter / 24h examination. Diagnostic catheters were positioned in the coronary sinus, right ventricle and anteroseptal region of the tricuspid ring for atrial, ventricular and HIS potentials, respectively. At baseline and under programmed atrial and ventricular pacing, data were collected from 17 (seventeen) cardiac electrophysiological variables: heart rate, QRS complex duration, atrial and ventricular command threshold, atrial conduction time, AH and HV intervals, Ventricular-atrial conduction, anterograde and retrograde Wenckebach points, effective retrograde anterograde and retrograde atrioventricular refractory periods, effective refractory periods of the right atrium and ventricle, coupling interval, and number of extrasystoles recorded within 5 minutes. These variables were collected before and during the intravenous infusion of propofol aiming to achieve a target sedation titrated by bispectral index (BIS) between 40 and 60. Analysis of the data presented showed that the infusion of propofol in doses titrated by the bispectral index did not seem to interfere in the Expression of ventricular arrhythmias triggered by late post-potentials when these were manifested as ventricular extrasystoles.
Descrição: TÁVORA, R. V. Análise dos efeitos do 2,6-Diisopropilfenol sobre a eletrofisiologia cardíaca em pacientes com ectopias de via de saída ventricular. 2017. 113 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22432
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_rvtavora.pdf4,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.