Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22490
Título: Relação entre desigualdade de renda e crescimento econômico nos municípios brasileiros: o que mudou na década 2000-2010?
Autor(es): Rodrigues, Rosiane Tapias
Monte-Mor, Danilo Soares
Rodrigues, Victor Rangel dos Santos
Funchal, Bruno
Palavras-chave: Desenvolvimento econômico
Renda - Distribuição
Renda - Distribuição - Brasil
Data do documento: 2016
Editor: Carlos Adriano Santos Gomes
Citação: RODRIGUES, R. T.; FUNCHAL, B.; RODRIGUES, V. R. S.; MONTE-MOR, D. S. (2016)
Resumo: Este artigo buscou verificar a validade da hipótese de Kuznets para os municípios brasileiros nos anos de 1991, 2000 e 2010. Kuznets (1955) sugere que o crescimento econômico em seu estágio inicial vem acompanhado com o aumento da desigualdade de renda, atingindo um ponto de máximo e, posteriormente, diminui na medida em que a economia se desenvolve, em um padrão gráfico de "U" invertido. O estudo investiga tal hipótese por meio da aplicação de dados em painel, utilizando informações do Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil (PNDU, 2013), usando os coeficientes de GINI e L de Theil como medidas de desigualdade e a renda per capta como medida de crescimento. Os resultados obtidos indicam que a hipótese de Kuznets é aceita sob algumas particularizações, porém é rejeitada sob a análise de um modelo mais geral.
Abstract: This article aimed to verify the validity of the Kuznets hypothesis for Brazilian cities in 1991, 2000 and 2010. Kuznets (1955) suggests that economic development in its early stages is accompanied with the increase in income inequality, up to a maximum point, and then decreases as the economy develops a curve in a graphic pattern of inverted "U" shape. The study investigates this hypothesis by applying panel data, using information from the Atlas of Brazil Human Development (PNDU, 2013), using the Gini coefficient and Theil L as measures of inequality and per capita income as a measure of growth. The results indicate that the Kuznets hypothesis is accepted under some particularizations, but is rejected in a more general model.
Resumo em espanhol: Este artículo tiene como objetivo verificar la validez de la hipótesis de Kuznets para las ciudades brasileñas en 1991, 2000 y 2010. Kuznets (1955) sugiere que el crecimiento económico en sus primeras etapas se acompaña con el aumento de la desigualdad de ingresos, hasta un punto máximo, y luego disminuye a medida que la economía se desarrolla una curva en un patrón gráfico de forma invertida "T". El estudio investiga esta hipótesis mediante la aplicación de datos de panel, utilizando la información del Atlas de Desarrollo Humano Brasil (PNDU, 2013), utilizando el coeficiente de Gini y Theil L como medidas de la desigualdad y el ingreso per cápita como una medida del crecimiento. Los resultados indican que la hipótesis de Kuznets es aceptado en algunas particularizaciones, pero es rechazado en un modelo más general.
Descrição: RODRIGUES, Rosiane Tapias et al. Relação entre desigualdade de renda e crescimento econômico nos municípios brasileiros: o que mudou na década 2000-2010? Contextus: Revista Contemporânea de Economia e Gestão, Fortaleza , v.14, n.3, p.182-201, set./dez. 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22490
Aparece nas coleções:FEAAC - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_art_rtrodrigues.pdf429,33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.