Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2252
Título: Quando os assentados chegaram: tempo e experiência social no MST
Título em inglês: When the settlers arrived:time anda social experience by the MST
Autor(es): MELLO, Marcos Paulo Campos Cavalcanti de
Orientador(es): BARREIRA, Irlys Alencar Firmo
Palavras-chave: Sociologia
Tempo
Experiência Social
Ocupação
MST
Experiência - Aspectos sociais
Posse da terra
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra
Time
Social Experience
Occupation
MST
Data do documento: 2011
Editor: http://www.teses.ufc.
Citação: MELLO, M. P. C. ; BARREIRA, I. A. F. (2011)
Resumo: A questão central deste estudo é compreender como os trabalhadores rurais integrantes do Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) reconstroem a experiência social de sua primeira ocupação de terra no Ceará tendo como referência fundamental a categoria tempo. Portanto, a interpretação visa perceber as lógicas que organizam os sentidos atribuídos ao passado expressos nas falas dos seus protagonistas e na ritualização política do evento elaborada pelo MST. Nesse sentido, a memória em foco tem por referência a ocupação realizada pelo Movimento no Ceará em maio de 1989 nas terras de propriedade do general Wicar Parente de Paula Pessoa chamadas de Fazendas Reunidas São Joaquim localizadas no município de Madalena na região do Sertão Central cearense. Os relatos dos participantes da ocupação reconstroem sua experiência organizativa por meio de elaborações discursivas que operam a constituição de temporalidades vinculadas a processos sociais diversos, como: regimes de trabalho e produção, sociabilidade, estrutura de propriedade, religião e participação política. Nesse sentido, os relatos dos sujeitos pesquisados apontam duas temporalidades da ocupação ocorrida em 1989, são elas: O tempo do patrão e Quando os assentados chegaram. A primeira temporalidade circunscreve as relações sociais anteriores à ocupação e relaciona-se ao sistema de dominação política tradicional, às formas de sujeição do trabalho nas grandes propriedades de terra e à pequena produção agrícola em minifúndios próprios ao mundo rural do Ceará nos anos de 1980. Por sua vez, a segunda temporalidade agrega a ação pastoral do cristianismo de libertação, os conflitos sociais existentes entre patrões e trabalhadores internos às propriedades rurais, a ação sindical, a mobilização social para a realização da ocupação, a chegada dos ocupantes à propriedade, o período do acampamento e o estabelecimento do assentamento 25 de Maio. Os trabalhadores rurais participantes do processo em foco elaboram simbolicamente sua experiência social num ritual nomeado de mística em que a memória sobre a primeira ocupação de terra do MST no Ceará institui as exaltações e ocultações discursivas admitidas pelos integrantes do Movimento como forma legítima de enunciação do vivido. Nesse sentido, o discurso de recordação encarna um papel justificador das ações de contestação no presente em referência a um passado trabalhado numa construção social do tempo em referência a um evento percebido como fundador: a ocupação.
Abstract: The central question of this study is understand how rural workers members of the Movement of Landless Workers (MST) reconstruct the social experience of their first land occupation in the Ceara with reference of time. Therefore, the interpretation aims to understand the logics that organize the meanings attributed to the past expressed in the statements of its protagonists and the political ritualization of the event prepared by the MST. Accordingly, the focus is on memory by reference to occupation realized by the Movement in Ceará in May 1989 on land owned by General Wicar Parente Paula Pessoa called Fazendas Reunidas São Joaquim located in the municipality of Madalena in the region of Central Hinterland Ceará. The speech of the occupation’s participants reconstruct its organizational experience through discursive elaborations operating the establishment of time frames that are linked to various social processes, such as schemes of work and production, sociability, ownership structure, religion and political participation. In this sense, the accounts of individuals surveyed indicate two different times of the occupation occurred in 1989, they are: The time of the farmer and When the settlers arrived. The first temporality limited social relationships before the occupation and relates to the traditional system of political domination, forms of subjection of labor in large land holdings and small-scale agricultural production in smallholdings inherent in rural areas of Ceara in 1980. By other hand, the second temporality adds a pastoral temporality of Christianity of liberation, social conflicts between employers and domestic workers to the farms, the union activity, social mobilization for the implementation of the occupation, the arrival of the occupants of the property, the moment of the camp and the establishment of the settlement on 25 de Maio. The rural workers participating in the process on focus symbolically elaborate their social experience in a ritual named mística. On this ritual, the memory of the first occupation of land in Ceará realized by the MST is appropriated in a speech about exaltation and occultation allowed by members of the Movement as a legitimate form of enunciation of the event. The discourse of remembrance embodies a function justifying the actions of resistance in a reference to a past working in the social construction of time in reference to an event perceived as a founder: the occupation.
Descrição: MELLO, Marcos Paulo Campos Cavalcanti de. Quando os assentados chegaram: tempo e experiência social no MST. 2011. 169f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza-CE, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2252
Aparece nas coleções:PPGS - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_DIS_MPCCMELLO.pdf1,1 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.