Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22526
Título: Avaliação de formulações cosméticas contendo bioaditivos antioxidantes derivados do LCC.
Título em inglês: Evaluation of cosmetic formulations containing antioxidant bioaditives derived from the LCC.
Autor(es): Santiago, Vívian Romero
Orientador(es): Mazzetto, Selma Elaine
Coorientador(es): Fechine, Pierre Basílio Almeida
Palavras-chave: Repelente
Antioxidante natural
Protetor biológico
Cardanol
Cardol
Data do documento: 2016
Citação: SANTIAGO, V. R. (2016)
Resumo: As empresas Brasileiras juntas produzem anualmente 70 mil toneladas de amêndoas de castanha de caju, gerando cerca de 45 mil toneladas de Líquido da Casca de Castanha do caju (LCC) por ano. O LCC muitas vezes é descartado no processo de beneficiamento da castanha, porém esse líquido e seus constituintes marjoritários (Cardanol e Cardol) são uma fonte natural de compostos fenólicos de cadeia longa e insaturada. Essa característica confere algumas propriedades importantes para sua utilização como a atividade antioxidante. Avaliando as principais características desse composto, o trabalho teve como objetivo estudar a atividade dos constituintes do LCC como potencial ativo antioxidante para produtos cosméticos, para eficácia antioxidante na pele e ação repelente. Foram preparadas formulações utilizando cardanol, cardol saturado e insaturado, nas concentrações de 0,03 a 20% para atividade bactericida e, mais especificamente, de 0,03 a 0,1% para atividade antioxidante. Formulações com o BHT foram preparadas e usadas como referência. Através do método do 2,2-difenil-1-picril-hidrazil (DPPH) foi possível verificar que todas as formulações apresentaram atividade antioxidante superior ou semelhante às formulações que continha o butil-hidroxi-tolueno (BHT) em todas as concentrações estudadas. Além disso, essas formulações foram submetidas a testes antimicrobianos e foram ativas contra cepas de Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus, indicando que, além de antioxidante, estes podem ser empregados como ativos antimicrobianos em formulações. Foi produzido também um hidratante repelente com o LCC Natural, Técnico, Cardol e Cardanol comparando sua atividade a um repelente comercial N,N-dimetil-meta-toluamida (DEET). Nos ensaios utilizando ratos brancos, os produtos apresentaram a percentagem de repelência de 98 a 100% em comparação com o hidratante puro. Além disso, em ensaios com seres humanos, verificou-se que o LCC Natural teve repelência de 93,8%, seguido do cardol de 92,4%. Estes valores demonstraram ser equivalentes à percentagem de repelente comercial DEET (93,6%). Além das demais atividades, o cardanol foi testado como protetor biológico em pele de porco, esse ativo foi utilizado para diminuição de radicais livres na pele com a submissão a radiação Ultravioleta. Esse foi veiculado na pele com um sistema de liberação patenteado que favoreceu a sua solubilidade em veículos aquosos e a sua permeação na pele. Foi evidenciado a redução da formação dos radicais lives na presença desse antioxidante. Dessa forma, os resultados aqui apresentados irão contribuir para o desenvolvimento sustentável e origem de matérias primas naturais e eficazes. Porém, muitos estudos ainda devem ser realizados afim de agregar valor a um substrato que tem muito potencial, mas que é muito pouco explorado.
Abstract: The Brazilian companies together are responsible to produce annually 70,000 tons of almonds cashew, generating about 45 thousand tons of liquid cashew nut shell (CNSL) in the year. The CNSL is often discarded in Chestnut beneficiation process, but this fluid and its the main constituents (Cardanol and Cardol) are a natural source of phenolic compounds and unsaturated long chain. This feature gives some important properties for use as antioxidant activity. Assessing the main characteristics of this compound, the work was to study the activity of LCC constituents as active antioxidant potential for cosmetic products, for antioxidant efficacy in skin and repellent action. Formulations were prepared using cardanol, cardol saturated and unsaturated, in concentrations from 0.03 to 20% for bactericidal activity and more specifically from 0.03 to 0.1% antioxidant. Formulations BHT were prepared and used as a reference. By DPPH method it was possible to verify that all formulations showed higher antioxidant activity or similar to the formulations containing the BHT in all concentrations. In addition, these formulations were subjected to antimicrobial tests and were active against strains of Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa and Staphylococcus aureus, indicating that in addition to antioxidant, these can be employed as antimicrobial active formulations. It has also produced a moisturizer repellent with LCC Natural, technical, and Cardol Cardanol comparing its activity to a commercial repellent N, N-dimethyl-meta-toluamide (DEET). In tests using mice, the product showed the percentage of repellency of 98% to 100% compared with the pure moisturizer. Furthermore, in studies with humans, it has been found that the Natural CNSL was repellency of 93.8%, followed by 92.4% cardol. These values ​​have proved to be equivalent to the percentage of commercial repellent DEET (93.6%). In addition to other activities, the cardanol was tested as a biological shield in pigskin, this asset was used to decrease free radicals in the skin with the submission to radiation UV. This was served to the skin with a proprietary delivery system favoring its solubility in aqueous vehicles and their permeation into the skin. It was shown to reduce the formation of radicals lives in the presence of this antioxidant. Thus, the results presented here will contribute to sustainable development and origin of natural and effective raw materials. However, many studies are still necessary in order to add value to a substrate that has a lot of potential but that is little explored.
Descrição: SANTIAGO, Vívian Romero. Avaliação de formulações cosméticas contendo bioaditivos antioxidantes derivados do LCC. 2016. 105 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22526
Aparece nas coleções:RENORBIO - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_vrsantiago.pdf3,65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.