Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22574
Título: Estrutura das comunidades bentônicas sésseis em recifes de arenito na Costa Oeste do Ceará, Nordeste do Brasil: variação espacial e índice relativo de pressão ambiental
Autor(es): Portugal, Adriana Brizon
Orientador(es): Soares, Marcelo de Oliveira
Palavras-chave: Biodiversidade
Indicadores biológicos
Marés -Trópicos
Comunidades costeiras - Estruturas - Planejamento
Recifes e ilhas de coral - Ceará
Data do documento: 2016
Citação: PORTUGAL, A. B. (2016)
Resumo: Os recifes de arenito tropicais estão sendo afetados por múltiplos estressores humanos e as informações sobre a degradação ambiental são alarmantes. Entretanto, o conhecimento sobre possíveis impactos nos recifes de arenito na zona tropical do planeta ainda é insuficiente. O presente estudo integrou múltiplos fatores de pressões antrópicas através do índice relativo de pressão ambiental (REPI) e o relacionou com a riqueza de espécies, diversidade de Shannon-Wiener e equitabilidade de Pielou, assim como avaliou a variação da comunidade bentônica no entremarés ao longo da costa oeste do Ceará. A pesquisa inédita foi conduzida em cinco recifes de arenito distribuídos na costa oeste do Ceará, Nordeste do Brasil (Atlântico Sudoeste Tropical). Os recifes se distanciam no sentido oeste da cidade de Fortaleza. As coletas das amostras foram realizadas no período seco em baixamar de sizígia. As comunidades bentônicas sésseis da zona entremarés foram amostradas quali-quantitativamente através do método não destrutivo - a porcentagem de cobertura das espécies - utilizando o fotoquadrat. Os resultados mostram maior riqueza e diversidade nas zonas inferiores dos recifes, assim como foi identificado que existe uma relação negativa significativa (R2 = 0.82, p = 0.03) entre o REPI e a riqueza de espécies. Foi observado que a medida que aumenta o valor do REPI diminui o valor da riqueza de espécies. Os fatores antrópicos mais atuantes para a menor riqueza de espécies foram o percentual da área urbanizada, os molhes para controle da erosão costeira, as barracas e restaurantes na orla da praia e as galerias pluviais devido ligações clandestinas de esgoto. Desta forma, sugerimos aos trabalhos futuros sobre múltiplos impactos antrópicos nas comunidades biológicas sejam utilizados indicadores agregados (como o REPI) e identificados quais fatores apresentam mais influência sobre a biodiversidade local. A zona tropical é importante, devido ao aumento da urbanização e das pressões antrópicas e ser considerada uma das zonas de maior biodiversidade marinha do planeta. Os presentes resultados apontam para a necessidade de um melhor planejamento de infra-estruturas e a necessidade de um monitoramento rigoroso, porque as áreas sob maior influência das múltiplas pressões humanas são aqueles com menor biodiversidade.
Abstract: Tropical sandstone reefs are being affected by multiple human stressors and information about environmental degradation are alarming. However, knowledge about possible impacts on sandstone reefs in the tropical zone of the planet is still insufficient. The study added multiple factors of anthropogenic pressure through the relative environmental pressure index (REPI) and related to species richness, diversity of Shannon-Wiener and evenness of Pielou, furthermore the variation of the benthic community in intertidal over the west coast of Ceará was assessed. The original research was conducted in five sandstone reefs distributed on the west coast of Ceará, Northeastern Brazil (Tropical Southwestern Atlantic). The reefs are distant westbound from the city of Fortaleza. The collections of samples were carried out in the dry season in low-water spring tide. Sessile benthic communities in intertidal zone were sampled quali-quantitatively by nondestructive method - the percentage coverage of species - using the fotoquadrat. The results show greater richness and diversity in the lower areas of the reef, as well as was identified that there is a significant negative correlation (R² = 0.82, p = 0.03) between the REPI and richness of species. We observe that in areas with the highest number of human activities, we had lower number of species. The most active factors to lower biodiversity were urbanized area, the jetties to control coastal erosion, the kiosks and restaurants on the beachfront and storm sewers due clandestine sewage connections. Thus, we suggest to future work on multiple anthropogenic impacts about biological communities that aggregate indicators should be used (such as REPI) and be identified which factors have more influence on local biodiversity. The tropical zone is important, due to increased urbanization and anthropogenic pressures and is considered one of the areas of greatest marine biodiversity on the planet. The present results point to the need for better planning of infrastructure and the need for strict monitoring because the areas under greater influence of multiple human pressures are those with lower biodiversity.
Descrição: PORTUGAL, A. B. Estrutura das comunidades bentônicas sésseis em recifes de arenito na Costa Oeste do Ceará, Nordeste do Brasil: variação espacial e índice relativo de pressão ambiental. 2016. 166 f. Tese (Doutorado em Ciências Marinhas Tropicais), Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22574
Aparece nas coleções:LABOMAR - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_abportugal.pdf12,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.