Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22575
Título: Captura, aclimatação e manejo de reprodutores de lutjanídeos, lutjanus sp., e a indução à reprodução em cativeiro do ariacó l. synagris
Autor(es): Facundo, Gabriel de Mesquita
Orientador(es): Furtado Neto, Manuel Antônio de Andrade
Palavras-chave: Aquicultura
Maricultura - Reprodução
Peixe marinho
Lutjanus purpureus
Data do documento: 2016
Citação: FACUNDO, G. de M. (2016)
Resumo: O presente trabalho apresenta um estudo sobre captura, transporte e manejo de reprodutores de quatro espécies de peixes vermelhos lutjanideos do gênero Lutjanus sp., e sobre a indução à reprodução do ariacó, L. synagris. Esse estudo foi motivado devido a falta de informações sobre o cultivo de peixes vermelhos no Brasil, principalmente na região Nordeste, além da ausência de protocolos de manutenção de espécies comerciais marinhas, que teriam por finalidade a formação de planteis de reprodutores e consequentemente prover o mercado com alevinos de qualidade, fomentando essa atividade de forma inédita no país. Inicialmente são abordados aspectos da captura, do transporte e da aclimatação de quatro espécies de lutjanideos, frequentemente encontrados na costa da região Nordeste do Brasil. São elas; L. synagris, L. analis, L. jocu e L. apodus. As principais técnicas utilizadas são analisadas desde o deslocamento da embarcação ao mar para captura, montagem do sistema de suporte a vida em alto mar para acomodação dos espécimes capturados, principais medidas profiláticas a bordo, assim como o seu retorno ao cais pesqueiro do Mucuripe, onde os animais eram desembarcados, acondicionados em transfishes e encaminhados para quarentena na Unidade de Pesquisas em Piscicultura Marinha no Centro de Estudos em Ambientes Costeiros (CEAC/LABOMAR). Das espécies trabalhadas, o trabalho de indução a maturação e desova, foram realizados apenas com a espécie L. synagris, visto que somente esta maturou em cativeiro durante este trabalho. Foram utilizados 80 machos e 40 fêmeas de L. synagris. Para indução hormonal, a aplicação do hormônio HCG nas fêmeas foi dividido em duas doses: a primeira contendo 30% do valor total da dose hormonal, e após 24 horas foi aplicado a segunda com o 70% restante, enquanto os machos receberam dose única em todos os tratamentos, que foi aplicada junto com a segunda dose nas fêmeas. fêmeas de todos os tratamentos começaram a desovar após um período de latência que variou entre 10 e 15 horas após a aplicação da segunda dose. Em todas as desovas, foi notado a presença de ovos que apresentaram mais de uma gota de óleo. Os valores médios dos diâmetros dos ovos e gotas de óleo, apresentaram os seguintes valores: para os tratamentos com Ração tipo 1, 1,1±0,06 e 0,197±0,0049 (1000 UI); 1,0±0,04 e 0,197±0,0049 (1500 UI); e 1,0±0,04 e 0,196±0,0051 (2000 UI; para os tratamentos com Ração tipo 3, 1,1±0,07 e 0,20±00 (1000 UI), 1,1±0,06 e 0,199±0,0029 (1500 UI) e 1,1±0,08 e 0,197±0,0049. Com relação a quantidade de ovos liberados por fêmeas durante as desovas, a dosagem hormonal que apresentou a maior quantidade média de ovos liberados, foi a de 2000 UI/kg de HCG. Nesta, o número médio de ovos liberados durante as desovas foi 119.229±23.191 ovos. As dosagens hormonais apresentaram algumas diferenças significativas em relação a quantidade de desova, taxa de fertilização e eclosão respectivamente. Sendo que dosagens hormonais maiores, resultavam numa maior quantidade de ovos.
Abstract: This paper presents a study on capture, transport and breeding management of four species of red snappers from the genus Lutjanus sp., and about the induction to the reproduction of the lane snapper, L. synagris. This study was motivated due to lack of information about the cultivation of red snappers in Brazil, mostly in the northeastern region, in addition to the absence of maintenance protocols of commercial marine species, for the purpose of training routines of breeders, and consequently provide the market with quality fingerlings, encouraging this activity in a manner unprecedented in the country. They were initially approached aspects of capture, transport and acclimatization of four species of lutjanideos, often found on the coast in the Northeast region of Brazil. They were: L. synagris, L. analis, L. jocu and L. apodus. The main techniques used were analyzed from the displacement of the vessel to the sea to capture, assembly of the life support system on the high seas for accommodation of captured specimens, main prophylactic measures on board, as well as his return to the fishing pier of Mucuripe, where animals were landed, packed in transfishes, and sent to quarantine on Marine Fish Research unit at the Centre for Studies in Coastal Environments (CEAC/LABOMAR). From all the species we study, inducing maturation and spawning were conducted only with the species L. synagris, since only this his captive during this work. We used 80 males and 40 females of L. synagris. For hormonal induction, the application of the HCG hormone in females was divided into two portions: the first containing 30% of the total amount of the hormone dose and after 24 hours was applied to second with the remaining 70%, while the males received single dose in all treatments, which was applied along with the second dose in females. Females of all treatments began to spawn after a latency period ranging between 10:15 hours after the second dose. In all the spawns, noted the presence of eggs that had more of a drop of oil. The average values of the diameters of the eggs and oil drops, showed the following values: for the Feed type 1 treatments, 1,1±0,06 and 0,197±0,0049 (1000 UI); 1,0±0,04 and 0,197±0,0049 (1500 UI); and 1,0±0,04 and 0,196±0,0051 (2000 UI; for the Feed type 2 treatments, 1,1±0,07 e 0,20±00 (1000 UI), 1,1±0,06 e 0,199±0,0029 (1500 UI) e 1,1±0,08 e 0,197±0,0049. Regarding the number of eggs released by the female during the spawnings, the hormonal dosage that presented the highest average amount of eggs released, was 2000 IU/kg of HCG. In this, the average number of eggs released during the clutches was 119,229 ± 23,191 eggs. Hormonal dosages showed some significant differences regarding the amount of spawning, fertilization and hatching rate respectively.
Descrição: FACUNDO, G. de M. Captura, aclimatação e manejo de reprodutores de lutjanídeos, lutjanus sp., e a indução à reprodução em cativeiro do ariacó l. synagris. 2016. 94 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22575
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_gdemfacundo.pdf5,61 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.