Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22584
Título: Qualidade de vida e coping ocupacional de enfermeiros
Título em inglês: Quality of life and occupational coping of nurses
Autor(es): Sampaio, Cynthia Lima
Orientador(es): Alves, Maria Dalva Santos
Palavras-chave: Enfermagem
Enfermagem do Trabalho
Qualidade de Vida
Data do documento: 22-Mai-2015
Citação: SAMPAIO, C. L. ; ALVES, M. D. S. (2015)
Resumo: O ambiente de trabalho tem total influência sobre a qualidade de vida das pessoas, seja no aspecto físico ou nas relações humanas. O objetivo geral deste estudo é comparar a qualidade de vida e o coping ocupacional dos enfermeiros de um hospital geral, com vínculo e sem vínculo empregatício. O estudo realizou-se em um hospital de referência da rede pública do Estado do Ceará, constituído por 640 enfermeiros, no qual a amostra foi composta por 190 deles. Utilizaram-se um instrumento de identificação, o WHOQOL-bref, e a Escala de Coping Ocupacional. Para a realização das análises de correlações foi utilizado teste X2 e para a comparação de médias: t de Student, ANOVA e Tukey. Os resultados encontrados foram: o perfil de enfermeiros foi de profissionais com média de idade de 36,04 anos (± 10,35), atuando na enfermagem havia 9,05 anos (± 9,54) e com 8,41 anos (± 9,62) de atuação na assistência hospitalar; renda familiar de R$ 8410,11; a maioria (60,5%) possuía especialização; 76,3% eram cooperados e 23,7% eram concursados, 30% trabalhavam de manhã e à tarde e 27,9% trabalhavam à noite, 51,6% atuavam em unidades críticas e 48,4%, em unidades não críticas. A carga horária de trabalho semanal encontrada foi de 47,16 horas (± 16,16). As médias dos domínios encontradas foram: relações sociais com 67,46, psicológico com 66,69, físico com 65,88 e meio ambiente com 57,12. As médias de coping encontradas foram 72,76 (±12,5) para o fator controle, 60,44 (±13,25) para o fator esquiva e 38,73 (± 17,60) para o fator manejo dos sintomas. O grupo de cooperados era mais jovem. Para os concursados, a maioria (27,3%) possuía renda de R$ 45001,00 a R$ 6000,00. Para os cooperados, a renda predominante (39,3%) foi de R$ 3001,00 a R$ 4500,00. Em relação à carga horária semanal, existe diferença estatisticamente significante entre os grupos (p<0,05). A maioria dos concursados (42,2%) trabalhava 20-39 horas e a dos cooperados (46,9%), 40-59 horas. A qualidade de vida de concursados (67,18 ±11,00) apresenta melhor média em relação aos cooperados (62,1767 ±11,47), com ênfase para o domínio físico e meio ambiente. Existe diferença estatisticamente significante apenas para o fator esquiva, sendo essa estratégia mais adotada pelos concursados (65,92 ±13,59). Conclui-se que é necessário um olhar para a saúde do enfermeiro atuante na saúde hospitalar do Ceará, com atuações que contribuam para o aspecto emocional desse profissional e também nas melhorias das condições e vínculos de trabalho. A limitação do estudo está em ter sido realizado em apenas um hospital público, sugerindo futuras novas pesquisas.
Abstract: The work environment has a total influence on people's quality of life, whether in the physical aspect or in human relations. The general objective of this study is to compare the quality of life and the occupational coping of the nurses of a general hospital, with bond and without employment bond. The study was carried out in a reference hospital in the public network of the State of Ceará, made up of 640 nurses, in which the sample was composed of 190 of them. An identification instrument, the WHOQOL-bref, and the Occupational Coping Scale were used. To perform the correlations analyzes, we used X2 test and to compare means: Student t, ANOVA and Tukey. The results were: the profile of nurses was of professionals with mean age of 36.04 years (± 10.35), acting in nursing for 9.05 years (± 9.54) and 8.41 years (± 9,62) in the hospital care; Family income of R $ 8410.11; The majority (60.5%) had specialization; 76.3% were cooperative and 23.7% were insolvent, 30% worked in the morning and in the afternoon and 27.9% worked at night, 51.6% worked in critical units and 48.4% worked in non-critical units. The weekly workload found was 47.16 hours (± 16.16). The means of the domains found were: social relations with 67.46, psychological with 66.69, physical with 65.88 and environment with 57.12. The coping mean values ​​found were 72.76 (± 12.5) for the control factor, 60.44 (± 13.25) for the avoidance factor and 38.73 (± 17.60) for the symptom management factor. The cooperative group was younger. For the bankrupt, the majority (27.3%) had income of R $ 45001,00 to R $ 6000,00. For the cooperative, the predominant income (39.3%) was R $ 3001.00 to R $ 4500.00. Regarding the weekly workload, there was a statistically significant difference between the groups (p <0.05). The majority of the participants (42.2%) worked 20-39 hours and the cooperative (46.9%), 40-59 hours. The quality of life of the participants (67.18 ± 11.00) presented a better average in relation to the cooperative (62.1767 ± 11.47), with emphasis on the physical domain and the environment. There is a statistically significant difference only for the avoidant factor, and this strategy is more adopted by the participants (65.92 ± 13.59). It is concluded that it is necessary to look at the health of the nurse working in the hospital health of Ceará, with actions that contribute to the emotional aspect of this professional and also in the improvements of working conditions and ties. The limitation of the study lies in having been performed in only one public hospital, suggesting further research.
Descrição: SAMPAIO, C. L. Qualidade de vida e coping ocupacional de enfermeiros. 2015. 94 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22584
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_clsampaio.pdf1,45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.