Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22603
Título: Histomorfometria das terminações nervosas das conchas nasais inferiores de humanos por imunofluorescência e microscopia confocal a laser
Título em inglês: Histomorphometry of the nerve terminations of the lower nasal shells of humans by immunofluorescence and confocal laser microscopy
Autor(es): Peixoto, Magno Eric Barbosa
Orientador(es): Cavalcante, Maria Luzete Costa
Palavras-chave: Obstrução Nasal
Conchas Nasais
Terminações Nervosas
Microscopia Confocal
Data do documento: 18-Abr-2017
Citação: PEIXOTO, M. E. B. ; CAVALCANTE, M. L. C. (2017)
Resumo: Obstrução nasal é uma das principais queixas em pacientes com rinite, sendo frequentemente associada ao aumento da resistência nasal pela hipertrofia das conchas nasais inferiores, contudo, estudos têm demonstrado que mensurações objetivas da resistência de via aérea nasal nem sempre se correlacionam à percepção subjetiva do grau de obstrução nasal. As conchas nasais inferiores são estruturas alongadas, pareadas e situadas nas paredes nasais laterais, constituídas de um eixo ósseo central envolto, quase exclusivamente, por epitélio respiratório pseudoestratificado cilíndrico ciliado, com uma membrana basal bem definida e uma espessa lâmina própria. Possuem um papel importante na fisiologia nasal através de respostas reflexas. Os nervos sensoriais monitoram o microambiente da mucosa nasal e iniciam os mecanismos protetores imediatamente, via respostas axonais. Essas terminações nervosas também possuem importante ação na percepção da patência nasal. A despeito do importante papel dessas estruturas, pouco é conhecido acerca de sua morfologia e distribuição na mucosa nasal normal de conchas inferiores de humanos. Com o objetivo de obter dados morfológicos e de distribuição das terminações nervosas em conchas nasais inferiores, espécimes retirados de seis indivíduos (três homens e três mulheres) com idades variando de 16 a 76 anos foram submetidos a estudo de imunofluorescência com o marcador pan-axonal antiproduto gênico protéico 9,5 e microscopia confocal de varredura a laser. Foram identificadas terminações nervosas livres, principalmente, nas camadas mais superficiais da lâmina própria, algumas bem próximas à membrana basal. Não foram identificadas terminações nervosas complexas, do tipo corpusculares. Não houve diferenças na distribuição das terminações nervosas quando comparadas as faces septal e meatal ou em função do sexo dos indivíduos avaliados. As terminações nervosas livres mantém relação íntima com glândulas seromucosas e seus ductos nas camadas mais superficiais da lâmina própria, bem como com vasos sanguíneos, sobretudo, em suas porções mais profundas, apontando para o papel que possuem na neuromodulação dos fenômenos de secreção glandular e controle vasomotor. Técnicas cirúrgicas que permitam a preservação dessas terminações nervosas livres talvez possibilitem desfechos pós-operatórios melhores, com maior resolução da queixa clínica de obstrução nasal e menor índice de complicações como a síndrome do nariz vazio (empty nose).
Abstract: Nasal obstruction is one of the main complaint of patients with rhinitis, which is frequently associated with increased nasal airway resistance caused by hypertrophic changes of the inferior turbinates, however, studies have demonstrated that the objective measurement of nasal airway resistance does not always correlate with the subjective perception of the degree of nasal obstruction. The inferior turbinates are elongated, paired structures situated at the lateral nasal wall and made of a central core of osseous skeleton and a mucosal layer on each side almost exclusively covered with a pseudostratified ciliated columnar epithelium, with a well-defined basement membrane zone and a thick lamina propria. They play an important function in nasal physiology through reflex responses. The sensory nerves monitor the conditions of the mucosal microenvironment and initiate protective mechanisms immediately via axon responses. These nerve endings also have an important role on the perception of nasal patency. Despite the importance of these structures, little is known about their morphology and distribution in the normal nasal mucosa of human inferior turbinates. In order to obtain morphological and distribution data of nerve endings in inferior turbinates, specimens obtained from six individuals (three men and three women) with ages ranging from 16 to 76 years were submitted to fluorescent antibody technique with the marker pan -axonal anti-protein gene product 9.5 and confocal laser scanning microscopy. Free nerve endings were identified, mainly in the superficial layers of the lamina propria, some very close to the basement membrane. No complex nerve endings of the corpuscular type were identified. There were no differences in the distribution of nerve endings when compared to the septal and meatal faces or according to the gender of the individuals evaluated. Free nerve endings maintain an intimate relationship with seromucous glands and their ducts in the more superficial layers of the lamina propria, as well as with blood vessels, especially in their deeper portions, pointing to the role they play in the neuromodulation of glandular secretion and vasomotor control. Surgical techniques that allow the preservation of these free nerve endings may provide better postoperative outcomes, with a higher resolution of the clinical complaint of nasal obstruction and a lower rate of complications such as empty nose syndrome.
Descrição: PEIXOTO, M. E. B. Histomorfometria das terminações nervosas das conchas nasais inferiores de humanos por imunofluorescência e microscopia confocal a laser. 2016. 64 f. Dissertação (Mestrado em Cirurgia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22603
Aparece nas coleções:DCIR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_mebpeixoto.pdf2,33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.