Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22606
Título: Associação de diosmina e hesperidina em modelo de hemiparkinsonismo induzido por 6-hidroxidopamina em ratos
Título em inglês: Association of diosmin and hesperidin in a model of 6-hydroxydopamine-induced hemiparkinsonism in rats
Autor(es): Cezario, Nayara Araújo
Orientador(es): Cristino Filho, Gerardo
Coorientador(es): Aguiar, Lissiana Magna Vasconcelos
Palavras-chave: 6-hidroxidopamina
Diosmin
Doença de Parkinson
Data do documento: 23-Fev-2017
Editor: Universidade Federal do Ceará
Citação: CEZARIO, N.A.
Resumo: A doença de Parkinson (DP) é uma das desordens neurodegenerativas mais comuns relacionadas com a idade, vem afetando milhões de pessoas no mundo todo. A doença é caracterizada pela morte seletiva dos neurônios dopaminérgicos localizados na substância nigra pars compacta no mesencéfalo, resultando em disfunção motora. A Levodopa (L-DOPA) ainda é a droga “padrão-ouro” para a reposição de dopamina na DP, aliviando os sintomas motores da doença, porém, além de não imperdir a progressão da doença, a L-DOPA provoca uma série de efeitos colaterais. O Diosmin (DM) é um medicamento já comercializado, composto por uma fração flavonóica purificada, sob forma micronizada de 90% diosmina e 10% hesperidina. É utilizado para o tratamento sintomático de sintomas relacionados à Insuficiência Venosa Crônica. Diversos estudos comprovam a atividade antioxidante, anti-inflamatória, anticancerígena e neuroprotetoras dos componentes desse fármaco. Dentro desse contexto, a descoberta de novas drogas que possam impedir a progressão da DP e que reduzam os efeitos adversos dos tratamentos tradicionais faz-se necessária, portanto objetivou-se estudar os efeitos do diosmin sozinho ou associado a L-DOPA no modelo experimental do DP induzido por 6-hidroxidopamina (6-OHDA). Para isso, ratos lesionados com 6-OHDA (21 µg/ animal) unilateralemente no corpo estriado direito foram tratados com DM (50, 100 e 200 mg/kg); L-DOPA (25 mg/kg) ou DM 100 mg/kg em associação com L-DOPA 12,5 mg/kg durante 14 dias, com início 7 dias pós-cirurgia. No 21° dia, os animais foram submetidos a ensaios comportamentais específicos (Teste do Campo aberto, Rotarod e Teste Rotacional induzido por apomorfina). Em seguida, os animais foram sacrificados e suas áreas cerebrais foram, dissecadas para análises neuroquímicas (glutationa reduzida, peroxidação lipídica e nitrito). DM (100 mg/kg v.o.) foi capaz de reverter os déficits motores induzidos pela 6-OHDA, além de elevar o níveis de glutationa reduzida (GSH) e reduzir substancialmente os níveis de nitrito/nitrato. Além disso, a associação do Diosmin com a sub-dose de Levodopa mostrou alguns efeitos melhores do que a L-DOPA sozinha em dose maior. Contudo, DM não mostrou modulação nos níveis de malondialdeído nas áreas cerebrais de animais hemiparkinsonianos. Assim, DM revelou uma atividade neuroprotetora contra distúrbios motores e neuroquímicos em ratos hemiparkinsonianos lesionados com 6-OHDA. Adicionalmente, nossos dados sugerem uma possível eficiência na associação entre DM com L-DOPA para o tratamento de défict motor induzido por 6-OHDA em ratos.
Abstract: Parkinson's disease (PD) is one of the most common age-related neurodegenerative disorders, affecting millions of people worldwide. The disease is characterized by selective death of the dopaminergic neurons located in the substantia nigra pars compacta in the midbrain, resulting in motor dysfunction. Levodopa (L-DOPA) is still the "gold standard" drug for the dopamine replacement in PD, alleviating the motor symptoms of the disease. However, L-DOPA causes a series of collateral effects. Diosmin (DM) is an already marketed drug, composed of a purified flavonoic fraction, in micronized form of 90% diosmin and 10% hesperidin. It is used for the symptomatic treatment of symptoms related to Chronic Venous Insufficiency. Several studies confirm the antioxidant, anti-inflammatory, anticancer and neuroprotective activity of the components of this drug. In this context, the discovery of new drugs that may prevent the progression of PD and reduce the adverse effects of traditional treatments is necessary, so it was aimed to study the effects of diosmin alone or associated with L-DOPA in the experimental model of DP induced by 6-hydroxydopamine (6-OHDA). For this, unilateral 6-OHDA (21 μg/ animal) lesions in the right striatum were treated with DM (50, 100 and 200 mg/kg); L-DOPA (25 mg/kg) or DM 100 mg/kg in combination with L-DOPA 12.5 mg/kg for 14 days, starting 7 days post-surgery. On the 21st day, the animals were submitted to specific behavioral tests (Open field test, Rotarod and Rotational Test). After, the animals were sacrificed, and its brain areas were dissected for neurochemical analyzes (reduced glutathione, lipid peroxidation and nitrite). DM (100 mg/kg v.o.) was able to reverse motor deficits induced by 6-OHDA, as well as increased the levels of reduced glutathione (GSH) and substantially reduced nitrite / nitrate levels. In addition, the association of Diosmin with sub-dose of Levodopa showed some effects better than L-DOPA alone at a higher dose. Nevertheless, DM did not show modulation in the malondialdehyde levels in the brains areas from hemiparkinsonian’s animals. Thus, DM revealed a neuroprotective activity against motor and neurochemical disturbs in 6-OHDA-injured hemiparkinsonian rats. Additionally, our data suggest a possible efficiency in the association between DM with L-DOPA for treatment of motor deficit induced by 6-OHDA in rats.
Descrição: CEZARIO, N.A. Associação de diosmina e hesperidina em modelo de hemiparkinsonismo induzido por 6-hidroxidopamina em ratos. 2017. 92f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) – Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará. Sobral, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22606
Aparece nas coleções:PPGB - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_dis_nacezario.pdfCEZARIO, N.A. Associação de diosmina e hesperidina em modelo de hemiparkinsonismo induzido por 6-hidroxidopamina em ratos. 2017. 92f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) – Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará. Sobral, 2017.2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.