Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23067
Title in Portuguese: Estratégia educativa sobre manejo de resíduos sólidos de saúde na unidade de terapia intensiva
Other Titles: Estrategia educativa para el manejo de residuos sólidos sanitarios de la Unidad de Cuidados Intensivos
Title: Educational intervention on medical waste in the Intensive Care Unit
Author: Bilo, Bruna Bianchi
Barros, Lívia Moreira
Silva, Leonardo Alexandrino da
Beserra, Francisca de Melo
Caetano, Joselany Áfio
Keywords: Resíduos de Serviços de Saúde
Capacitação em Serviço
Unidades de Terapia Intensiva
Issue Date: Apr-2016
Publisher: Revista Brasileira em Promoção da Saúde
Citation: BILO, B. B. et al. Estratégia educativa sobre manejo de resíduos sólidos de saúde na unidade de terapia intensiva. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 29, p. 163-171, abr./jun. 2016.
Abstract in Portuguese: Objetivo: Avaliar a ação de estratégia educativa sobre o conhecimento de profissionais que atuam em Unidade de Terapia Intensiva quanto à segregação de resíduos sólidos de saúde. Métodos: Estudo experimental desenvolvido em 2015, em um hospital público de Fortaleza, Ceará, Brasil, com 41 profissionais de saúde submetidos à estratégia educativa, com álbum seriado sobre resíduos sólidos de saúde, comparando-se seu conhecimento com a realização de pré e pós-teste em formulário adaptado da literatura. Para a análise estatística, utilizou-se teste t, binomial e p<0,05. Resultados: Com a realização da estratégia educativa, observouse diferença estatisticamente significante na média de acertos entre o pré-teste (19,6 ± 3,2) e pós-teste (24,1 ± 2,8), p=0,001. A categoria sobre os resíduos comuns foi a que teve um maior número de erros entre os profissionais de saúde. Conclusão: A estratégia educativa proporcionou o aumento do conhecimento dos profissionais sobre a segregação dos resíduos, o que poderá favorecer a redução de acidentes ocupacionais de saúde e a redução dos gastos com materiais.
Abstract: Objective: To assess the effect of an educational intervention on the knowledge of Intensive Care Unit professionals regarding medical waste. Methods: Experimental study conducted in 2015 at a public hospital of Fortaleza, Ceará, Brazil, with 41 healthcare professionals who were submitted to an educational strategy that used a flipchart on solid waste, comparing their knowledge before and after a test using a formulary adapted from the literature. The t test and binominal test were used for statistical analysis with p<0.05. Results: After the educational intervention, there was a statistically significant difference in the mean score between pre-test (19.6 ± 3.2) and post-test (24.1 ± 2.8), p=0,001.The category on common waste was the one with the highest number of errors among healthcare professionals. Conclusion: The educational strategy enhanced healthcare professionals’ knowledge on the medical waste, which may favor the reduction of occupational accidents in health care and material expenses.
URI: http://ojs.unifor.br/index.php/RBPS/index http://diadorim.ibict.br/handle/1/389
http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23067
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 1806-1222 (I)
1806-1230 (e)
Appears in Collections:DENF - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_art_bbbilo.pdf759,75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.