Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2334
Título: Efeitos farmacológicos da Esculina em modelos animais de lesão gástrica e possíveis mecanismos envolvidos
Título em inglês: Pharmacologicals effects of the esculin in animal models of gastric injury and possible machanisms involved
Autor(es): Rios, Emiliano Ricardo Vasconcelos
Orientador(es): Fonteles , Marta Maria de França
Palavras-chave: Esculina
Indometacina
Etanol
Data do documento: 2009
Citação: RIOS, E. R. V. (2009)
Resumo: A úlcera péptica pode ser definida como sendo uma doença inflamatória crônica do estômago e duodeno, que se apresenta como uma lesão na mucosa do trato digestivo, que se estende através da musculatura da mucosa ou mais profundamente. A úlcera péptica geralmente ocorre devido a um desequilíbrio entre os fatores de defesa e agressores da mucosa. Este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade gastroprotetora da esculina, (6,7-diidroxicumarina-6-o-glicosídio), e identificar os mecanismos farmacológicos envolvidos. A esculina foi avaliada em modelos de lesões gástricas induzidas por etanol absoluto (0,2 mL/animal) em camundongos swiss, nas doses 12,5, 25 e 50 mg/kg, v.o., os resultados mostraram a redução das lesões gástricas induzidas por etanol em 69,96, 72,94 e 79,33 % respectivamente, não mostrando relação dose-resposta nas doses estudadas. Esta gastroproteção também foi avaliada microscopicamente mostrando que a ESC (25 mg/kg, v.o.) diminuiu a perda celular na mucosa, formação de edema na submucosa e hemorragia. A ESC (25 e 50 mg/kg, v.o.), também, foi avaliada no modelo de lesão gástrica induzida por indometacina (20 mg/Kg, v.o.), mostrando uma redução das lesões gástricas. O mecanismo gastroprotetor da ESC foi analisado na sua dose de 25 mg/Kg, em modelo de lesões gástricas induzidas por etanol em camundongos. Em animais pré-tratados com L-NAME (10 mg/Kg, s.c.), um inibidor da óxido nítrico sintase, ou com glibenclamida (5 mg/Kg, i.p.), droga bloqueadora de canais de potássio ATP-dependentes, ou indometacina (10 mg/Kg, v.o.), um inibidor não seletivo da ciclooxigenase, o efeito gastroprotetor da ESC foi inibido significativamente, sugerindo o envolvimento, pelo menos em parte, do óxido nítrico, ativação dos canais de potássio e prostaglandinas endógenas no efeito gastroprotetor da ESC. De outra forma, o efeito gastroprotetor da ESC (25 mg/Kg, v.o.) não foi revertido em camundongos pré-tratados com capsazepina (5 mg/Kg, i.p.), um antagonista dos receptores vanilóides TRPV-1, demonstrando assim que não há ativação destes receptores no mecanismo de ação da ESC. Neste trabalho também foi avaliado a ação antioxidante da ESC como mecanismo gastroprotetor contra as lesões induzidas por etanol. Sob nossas condições experimentais, o modelo de indução de lesão por etanol provocou alteração no sistema antioxidante da mucosa gástrica dos camundongos, como a diminuição nos níveis de grupamentos sulfidrila (GSH) e atividade da superóxido dismutase (SOD), também observamos aumento da atividade da catalase (CAT), da atividade da mieloperoxidase (MPO) e da concentração de espécies que reagem com o ácido tiobarbitúrico (TBARs), como índice de peroxidação lipídica (LPO). A ESC no modelo de etanol não interferiu com a concentração de GSH, mas aumentou a atividade da SOD, permitiu o restabelecimento da atividade normal da CAT e de patamares normais de LPO e de atividade da MPO. Os dados obtidos sugerem que a ESC promove gastroproteção contra as lesões gástricas induzidas por etanol ou indometacina em camundongos, por mecanismos que incluem o envolvimento de prostaglandinas endógenas, óxido nítrico, e ou, dos canais de KATP, além de uma ação antioxidante.
Abstract: Ulcer can be defined as a chronic inflammatory disease of the stomach and duodenum, which appears as a lesion in the digestive tract, which extends through the mucosa muscle or more deeply. The ulcer usually occurs because of an imbalance between protective and agrssive factors of the mucosa. Esculin (ESC) (6.7-Dihydroxycoumarin-6-O-Glucoside) was evaluated in models ethanol or indomethacin-induced gastric lesions in mice. Esculin (12.5, 25 and 50 mg/kg, p.o.) significantly reduced gastric lesions induced by absolute ethanol (0.2 mL/animal) at 69.96, 72.94 and 79.33% respectively, showing no relationship dose-response at the doses studied. This gastroprotection was also evaluated microscopically showing that the ESC (25 mg/kg, p.o.) decreased the cell loss in the mucosa, submucosal edema and hemorrhage. Esculin (25 and 50 mg/kg, p.o.) also reduced significantly the gastric lesions induced by indomethacin (20 mg/kg, p.o.). Gastroprotective mechanism of ESC was examined in the dose of 25 mg/kg, in the model of gastric lesions induced by ethanol in mice. In animals pretreated with L-NAME (10 mg/kg, sc), an inhibitor of nitric oxide synthase, or with glibenclamide (5 mg/kg, i.p.), a drug that blocks ATP-dependent potassium channels, or indomethacin (10 mg/kg, p.o.), a nonselective inhibitor of cyclooxygenase, the gastroprotective effect of ESC was inhibited significantly, suggesting the involvement, at least in part, of nitric oxide, activation of potassium channels and endogenous prostaglandins in gastroprotective effect of ESC. Otherwise, the gastroprotective effect of ESC (25 mg/kg, p.o.) was not reversed in animals pretreated with capsazepine (5 mg/kg, i.p.), an antagonist of vanilloid receptor TRPV-1, demonstrating that there is activation of these receptors in the mechanism of action of ESC. This work was also evaluated the antioxidant mechanism of ESC as gastroprotective agent, against ethanol-induced lesions. Under our experimental conditions, the model of induction of ethanol injury caused changes in the antioxidant system of the gastric mucosa of mice as the decrease in the levels of sulfhydryl groups (GSH) and activity of superoxide dismutase (SOD), also showed increased activity catalase (CAT), the activity of myeloperoxidase (MPO) and the concentration of species that react with thiobarbituric acid (TBARS) as index of lipid peroxidation (LPO). Esculin in the model of ethanol did not interfere with the concentration of GSH, but increased SOD activity, allowed the restoration of normal CAT activity, normal levels of LPO and MPO activity. The data suggest that the ESC promotes gastroprotection against gastric lesions induced by ethanol or indomethacin in mice whose mechanisms include the involvement of endogenous prostaglandins, nitric oxide, and or, of KATP channels, as well as an antioxidant activity.
Descrição: RIOS, Emiliano Ricardo Vasconcelos. Efeitos farmacológicos da esculina em modelos animais de lesão gástrica e possíveis mecanismos envolvidos. 2009. 103 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2334
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_ervrios.pdf4,67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.