Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2335
Título: A Proporção de pobres do Ceará está subestimada? uma aplicação da teoria do valor extremo
Autor(es): Pinto, Carlos Wagner Rios
Arraes, Ronaldo de Albuquerque e
Palavras-chave: Educação
Saúde
Pobreza
Programas sociais
Data do documento: 2010
Editor: Encontro Economia do Ceará em Debate
Citação: PINTO, Carlos W.R.; ARRAES, Ronaldo de A. e (2009)
Série/Relatório no.: 5;
Resumo: As pesquisas de estimação de distribuição da pobreza no Brasil têm se concentrado com o uso de ferramentas de inferência estatística contestáveis ou com o uso ad hoc de determinadas distribuições, ou ainda através de estudos de convergência. Este trabalho contribuiu com uma discussão de diferentes metodologias de inferência estatística não paramétrica, com o intuito de se estimar a evolução da densidade dos pobres. Inicialmente, através de suavização por núcleo estocástico (Kernel Density), com base nos dados coletados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD (2001, 2003, 2005 e 2007), conclui-se que a renda média familiar per capita vem aumentando no período da análise. Tomando o Ceará como um estado representativo para aplicação empírica, contrastou-se duas metodologias na estimação da proporção de pobres nesse período, sendo elas: A metodologia tradicional (uso de formulação Discreta Uniforme) e uma aplicação com base na Teoria do Valor Extremo (TVE). Para prover maior sustentação ao que se propõe, é feito um cenário contrapondo as taxas de pobreza extraídas do Censo-2000 com as obtidas através do IPEADATA e as avaliadas pela metodologia aqui empregada, ambas com base nos dados da PNAD-2001. Do contraste dos resultados pode-se concluir que há forte indicação de haver subestimação das taxas de pobreza ao se utilizar metodologias tradicionais.
Abstract: The research of estimating the distribution of poverty in Brazil have been concentrated with the use of tools of statistical inference or the inefficient use of some ad hoc distributions, or through studies of convergence. This work contributes to a discussion of different methods of non-parametric statistical inference in order to estimate the evolution of the density of poor individuals by smoothing a stochastic Kernel density, based on data from the National Household Survey - PNAD (2001, 2003, 2005 and 2007), and it concluded that the average family income per capita has been increasing during the analysis. By taking the state of Ceará as representative for empirical analysis, it was contrasted two methodologies for estimating the proportion of poor in the period, which are: The traditional method (use of Discrete Uniform formulation) and an application based on the theory of extreme values (TVE). To provide more support to what is proposed, it made a scene contrasting the poverty rates from the Census-2000 with those obtained by IPEADATA and evaluated by the methodology employed here, the latter two based on PNAD-2001 dataset. By contrasting the results it is concluded that there is strong evidence of underestimation of the poverty rates as the traditional methodology is applied.
Descrição: PINTO, Carlos W.R.; ARRAES, Ronaldo de Albuquerque e. A Proporção de pobres do Ceará está subestimada? uma aplicação da teoria do valor extremo. ENCONTRO ECONOMIA DO CEARÁ EM DEBATE, 5., 2009, Fortaleza. Anais...Fortaleza: IPECE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2335
Aparece nas coleções:CAEN - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_art_cwrpinto.pdf231,08 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.