Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23350
Title in Portuguese: Matrizes históricas dos movimentos sociais: entre a cidadania nos limites do capital e a busca pela emancipação humana
Title: Social moviments
Author: Siqueira, Sandra Maria Marinho
Advisor(s): Furtado, Eliane Dayse Pontes
Keywords: Educação - Filosofia
Liberdade
Cidadania
emancipation - citizen - social movements
Issue Date: 2006
Citation: Siqueira, S. M. M.; Furtado, E. D. P. (2006)
Abstract in Portuguese: Este trabalho trata de um problema atual: matrizes históricas dos movimentos sociais, entre a cidadania nos marcos do capital e a busca pela emancipação humana. A argumentação se assenta em autores como Marx (2001a, 2002a, 2002b), Lukács (1979a, 1979b), Mészáros (1981, 1989a, 1989b, 2002), Lessa (1997a, 1997b, 2002), contrapostos a autores como Touraine (1996, 1999), Mellucci (1992), Gorz (1980), Kurz (1992, 2002), Offe (1989) e Habermas (1990). Recuperando a historicidade desses movimentos e sua importância para a transformação da sociedade, em suas relações sócio-econômicas, o texto refaz a trajetória da luta dos trabalhadores por conquistas e melhorias de vida e trabalho e seu vínculo intrínseco com um projeto de uma sociedade para além do capital. Na análise desse processo de luta de classes, a pesquisa tenta traçar as linhas gerais dos chamados novos movimentos sociais (NMS), que congregam um importante número de indivíduos, unidos em torno de reivindicações específicas, em geral o acesso a direitos políticos e civis, negados ou obstruídos pelas relações sociais, entretanto, organizando-se e propondo métodos de luta pretensamente deslocados dos choques de classes. Almejam, portanto, a cidadania nos marcos da sociedade burguesa, embora esta, por suas contradições sociais e econômicas, gerem mazelas como miséria, fome e desemprego, acabem por restringir o acesso aos direitos previstos na ordem jurídica estatal burguesa. A cidadania tem, pois, laços com a sociedade burguesa e, pode-se afirmar, foi com ela que se forjou a sua concepção moderna de acesso aos direitos civis, políticos e sociais, sob garantia do Estado, desde que não questionados os pilares fundamentais da ordem do capital. O trabalho contrapõe a cidadania, inscrita na sociedade de classes, à emancipação humana, na linha de argumentação proposta por Marx (2001a), quando analisa, em Manuscritos Econômico-Filosóficos de 1844, a emancipação política burguesa e sua superação pela luta emancipatória de toda forma de dominação econômico-social. A emancipação humana representa, portanto, um horizonte superior, mais profundo, uma transformação pela raiz, e não apenas uma restrita reforma, da ordem vigente. Ela significa a associação, em toda a sua complexidade, da luta por melhorias de vida e trabalho, com a mudança radical (pela raiz) da sociedade burguesa em direção ao socialismo, à associação livre, em que os indivíduos tenham o controle da produção e dos produtos, mas o controlem em todas as suas etapas e de forma consciente e possam desenvolver suas potencialidades humanas. A pesquisa analisou como a idéia d cidadania tem seduzido o campo da educação, de modo que se tem defendido a consecução de uma “escola cidadã”, que forme uma consciência de direitos e deveres. Contraposta a essa idéia, a emancipação humana coloca tarefas mais complexas para a educação, na mediação entre indivíduos e sociedade e a contextualiza no processo da luta de classes e do socialismo.
Abstract: Abstract This work to present na actual problem: is foundation in history of social movements, between the stake of capital and the citizen in search of human emancipation. The argumentation hare his base in a writers like Marx (2001a, 2002a, 2002b), Lukács (1979a, 1979b), Mészáros (1981, 1989a, 1989b, 2002), Lessa (1997a, 1997b, 2002), to confront of autors like Touraine (1996, 1999), Mellucci (1992), Gorz (1980), Kurz (1992, 2002), Offe (1989) e Habermas (1990). Recuperate the history by those movements and their importance to the transformation of society, in yours relationship sharer economics, the text to remake the trajectory from the contest of workman through conquests and progress of life and work and his vinculum intrinsic with one project about an society in order to beyond of the money. In analysis of that process from contest of classes, the research try to draw the lines general about news moviments social (NMS), which convoke an important number of individuals, joined lathe by revindications specifics, in general the access to rights political and civils, denying or obstruct along relations socials, however, organize and propose methods of contest pretending displace from the collision of class. To long for therefore, the citizen stay in the stake of society commom, although this, about hers contradiction societies and economics, to develop wounds like misery, hunger and unemployment , ending for restricting the access in the rights prevision in juridical order pertaining to the state common. Acoording to the citizen have, then, laces with the society commom and, to be able to confirm, it to be whit her that have forge yours modern concept of access to the rights citizens, politician and societies, under state guarantee, since that not inquire the pillares essentials to the order of capital. This work comfront the citizen, inscribe in the society of class, in the emancipation of the human being, in line of argumentation propose by Marx (2001a), when he analyze in Manuscript Economic-philosophical in 1844, the emancipation politics common and her surmount for the contest emancipation about all kind of domination economic-society. The human emacipation represent, consequently, one higher horizon, more profound, one transformation by the root, and not only one restrict reform, of order in vigor. She means the association, in all your complescity, of contest for improvement of life and job, with the radical change (along basis) of society common upon to socialism, the association free, by the individuals have the control of production and the product, however the control in all of stage by the aware form and they can develop theirs human potencials. The research analysed how one idea of citizen have been seduce the field of education, in one mode that have been defended the obtainment about the “citizem scool”, that can take a concience by rights and obliged. The counter project of this idea, the emancipation of human being collocate jobs more complex to the education, to mediate between individuals and society and in the context in process ffrom the contest of class and the socialism.
Description: SIQUEIRA, Sandra Maria Marinho. Matrizes históricas dos movimentos sociais: entre a cidadania nos limites do capital e a busca pela emancipação humana. 2006. 206f. – Tese (Doutorado) Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23350
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_tese_smmsiqueira.pdf140,83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.