Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2355
Título: Perfil epidemiológico da haseníase na infância no período de 1996 a 2006 na 21 célula regional de saúde do estado do Ceará
Título em inglês: Hansen’s disease epidemiological profile, between 1996 and 2006, in the 21 Regional Health Cell, state of Ceará
Autor(es): Neves, Fernanda Pereira de Brito
Orientador(es): Moraes Filho, Manoel Odorico de
Palavras-chave: Hanseníase
Prioridades em Saúde
Data do documento: 2008
Citação: NEVES, F. P. B. (2008)
Resumo: Hanseníase, no Ceará, tem uma tendência de expansão na faixa etária menor de quinze anos. O estado possui doze municípios considerados prioritários para o Ministério da Saúde pelo número de casos em crianças. O objetivo deste trabalho é avaliar o perfil da hanseníase em menores de quinze anos, através de indicadores epidemiológicos e operacionais, no período de 1996 a 2006 numa região considerada endêmica. A 21ª CERES engloba seis municípios: Juazeiro do Norte, Jardim, Missão Velha, Grangeiro, Barbalha e Caririaçu. O primeiro deles incluído como prioridade para o Ministério da Saúde. Material e Métodos: Trata-se de estudo transversal de natureza descritiva, realizado a partir das fichas de notificação (SINAN),no período de 10anos. Foi criado um roteiro e preenchido com informações relacionadas ao número de casos, sexo, idade, classificação clínica e operacional, avaliação de incapacidades na notificação e cura, tipos de alta, modo de diagnóstico, prevalência, detecção e município de origem. Os resultados foram transformados em percentuais. Resultados: Foram encontrados 3.135 pacientes, destes 198 (6,3%) eram menores de quinze anos. Predominou: o sexo masculino (56%); a faixa etária entre 10 e 14 anos (75%); a forma paucibacilar (75%); a classificação Indeterminada(39%); a avaliação de incapacidades com grau 0 na notificação e cura, embora tenha casos com grau I (13%) e II (3%); a alta por cura (88%); o modo de diagnóstico por demanda espontânea (59%); a detecção variou entre 2,71 a 0, 89 (hiperendêmica à endemicidade alta). A prevalência passou de 12,89 a 5,07 (muito alta a alta) e o município de Juazeiro do Norte teve maior número de casos (87%). A cidade de Granjeiro não teve registro de nenhum caso durante os dez anos avaliados na pesquisa. Conclusão: Conclui-se que as atividades realizadas no programa de hanseníase, incluindo a descentralização para Assistência Básica de Saúde (Programa de Saúde da Família), nesta CERES, ocorrida em novembro de 2000, ainda não estão sendo efetivas. A existência de menores de quinze anos multibacilares, a diminuição progressiva do número de casos, crianças com grau II de incapacidades, o maior número de diagnósticos realizados por demanda espontânea e município ainda silencioso, mesmo após capacitações na área médica e campanhas educativas comprovam este fato. Entretanto, a descentralização por si só não garante a mudança no padrão de atenção à saúde. São necessárias ações conjuntas do serviço público e profissionais, principalmente da área de saúde e educação, para o controle da doença tornar-se realidade.
Abstract: In Ceará, Hansen’s disease presents a growing tendency in the age group under fifteen years old. The disease is considered a priority in twelve municipalities in Ceará by the Health Ministry because of the great number of cases in children. The aim of this work is to evaluate the situation of Hansen’s children in the 21 ª Ceará State Regional Health Department (CERES) through epidemiologic and operational indicators, considering the period from 1996 to 2006. The 21ª CERES encompasses six municipalities: Juazeiro do Norte, Jardim, Missão Velha, Grangeiro, Barbalha and Caririaçu. Juazeiro do Norte was defined as a priority by the Health Ministry. Materials and Methods: This is a transversal descriptive study that made use of the SINAN notification cards, considering a ten years period. A roadmap was organizes containing information about case numbers, sex, age, clinical and operational classification, impairment evaluation in the notification and cure phases, kinds of discharge, diagnose mode, prevalence, detection and municipality of origin. The results were transformed in percentiles. Results: From 3.135 diagnosed patients, 198 (6.3%) belonged to the age group under 15 years old. In this research prevailed the male sex patients (56%), the group age between 10 and 14 years old (75%), the paucibacillus-infected form of the disease (75%), the undetermined classification (39%), the incapacity evaluation with zero level of notification and cure, although there were cases with level 1 (13%) and II (3%), the discharge by cure (88%), the diagnose mode of spontaneous demand (59%), the detection of the disease between 2,71 and 0,89 (very high to high endemic). The prevalence decreased from 12,89 to 5,07 (very high to high) and the municipality of Juazeiro do Norte had the greater case number (87%). The Grangeiro municipality had no identified cases during the ten years of the research period. Conclusion: The activities of the Hansen program, including the decentralization of the Basic Health Assistance (Family Health Program) that occurred in November 2000 in the studied CERES, are still not effective. The following facts support this affirmative: existence of multibacillus-infected patients of age under than 15 years old, progressive decrease of cases number, children with level II of incapacity, the higher number of diagnoses made from spontaneous demand and a municipality still silent even after training courses in Hansen diagnose being delivered. The decentralization alone does not guarantee change in the pattern of health attention. It is necessary joint measures of the public service and professionals from the educational and health area to the control of this the disease become a reality.
Descrição: NEVES, Fernanda Pereira de Brito. Perfil epidemiológico da haseníase na infância no período de 1996 a 2006 na 21 célula regional de saúde do estado do Ceará. 2008. 131 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2355
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_fpbneves.pdf5,78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.