Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23894
Title in Portuguese: Índice de qualidade ambiental de áreas utilizadas para a prática de atividades físicas e lazer na cidade de Fortaleza, CE.
Author: Rocha, Camille Arraes
Advisor(s): Zanella, Maria Elisa
Co-advisor(s): Cavalcante, Rivelino Martins
Keywords: Poluição ambiental
Qualidade ambiental - Indicadores
Áreas públicas
Issue Date: 2017
Citation: ROCHA, C. A. (2017)
Abstract in Portuguese: A expansão das cidades é sucedida de graves impactos ambientais, como redução dos espaços verdes, poluição sonora, poluição atmosférica e desconforto térmico. No entanto, uma boa qualidade ambiental urbana requer espaços públicos adequados para uso da população e áreas verdes bem distribuídas pela cidade. O acesso a esses espaços púbicos e verdes contribui para o aumento de práticas de atividades físicas, melhoria da saúde pública e socialização dos residentes urbanos. Deste modo, o objetivo deste trabalho é avaliar a qualidade ambiental de áreas utilizadas pela população fortalezense para a prática de atividades físicas e lazer, para, assim, criar um índice de qualidade ambiental desses locais. Este estudo foi realizado em sete áreas públicas bastante frequentadas por praticantes de atividades físicas na cidade de Fortaleza. As coletas foram feitas nos dois períodos sazonais (chuvoso e seco) de 2016, durante os meses de abril, maio, junho, outubro e novembro, nos períodos da manhã, entre 6:30 e 8 horas, e da tarde, entre 17:30 e 19 horas, para a coleta de material particulado suspenso (MP), compostos carbonílicos (CCs) e organismos microbiológicos (OMs) no ar, ruído, conforto térmico e dados socioeconômicos e de percepção ambiental dos usuários. Os resultados mostraram que a qualidade do ar quanto aos CCs não foi ruim na maioria dos pontos; quanto ao MP, foi boa para MP10 e ruim para MP2,5 na maioria dos pontos; e quanto aos OMs, foi moderada para bactérias na maioria dos pontos e boa para fungos em todos os pontos. A qualidade sonora foi ruim em todos os pontos estudados, e o conforto térmico foi bom na maioria dos pontos. Na estimativa do risco à saúde humana, todos os pontos ofereceram alta exposição ao MP2,5 e só alguns para MP10; quanto ao risco de câncer ao formaldeído, todos os pontos ofereceram risco a seus usuários e nenhum ponto ofereceu risco para o acetaldeído. Verificou-se também a grande influência da sazonalidade climática em todos os parâmetros estudados. Foi observado que a percepção dos usuários dos pontos é boa quanto aos danos ambientais em centros urbanos e que o perfil socioeconômico influencia na qualidade ambiental das áreas estudadas. Por fim, o Índice de Qualidade Ambiental (IQA) apontou que o melhor local do estudo para a prática de atividades físicas e lazer em Fortaleza foi a Praça das Flores e o pior local foi o Calçadão do Hospital da Mulher.
Abstract: The expansion of cities is a result of serious environmental impacts, such as reduction of green spaces, noise pollution, air pollution and thermal discomfort. However, good urban environmental quality requires adequate public spaces for the use of the population and green areas well distributed throughout the city. Access to these pubic and green spaces contributes to the increase of practices of physical activities, improvement of public health and socialization of urban residents. In this way, the objective of this work is to evaluate the environmental quality of areas used by the Fortaleza population to practice physical and leisure activities, in order to create an environmental quality index of these sites. This study was carried out in seven public areas quite frequented by physical activity practitioners in the city of Fortaleza. The collections were made in the two seasonal periods (wet and dry) of 2016, during the months of april, may, june, october and november, in the morning, between 6:30 and 8 a.m., and in the afternoon, between 5:30 and 7 p.m., for the collection of suspended particulate matter (PM), carbonyl compounds (CCs) and microbiological organisms (MOs) in the air, noise, thermal comfort and socioeconomic data and environmental perception of users. The results showed that the air quality for CCs was not bad at most points; as for PM, it was good for PM10 and bad for PM2,5 at most points; and as for the MOs, it was moderate for bacteria at most points and good for fungi at all points. Sound quality was bad at all points studied, and thermal comfort was good at most points. In the estimation of the risk to human health, all the points offered high exposure to PM2,5 and only some for MP10; as to the risk of cancer to formaldehyde, all points offered risk to its users and no point offered a risk for acetaldehyde. It was also verified the great influence of climatic seasonality in all parameters studied. It was observed that the users' perception of points is good regarding environmental damage in urban centers and that the socioeconomic profile influences the environmental quality of the studied areas. Finally, the Environmental Quality Index (EQI) pointed out that the best place to study physical activity and leisure in Fortaleza was “Praça das Flores” and the worst place was the “Calçadão do Hospital da Mulher”.
Description: ROCHA, Camille Arraes, Índice de qualidade ambiental de áreas utilizadas para a prática de atividades físicas e lazer na cidade de Fortaleza, CE. 2017. 185 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/23894
Appears in Collections:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_dis_carocha.pdf5,51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.