Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2445
Título: Estudo sobre Campylobacter jejuni e Campylobacter coli em crianças da área urbana de Fortaleza, Ceará/Brasil : Identificação genética, inflamação intestinal e impacto no estado nutricional
Título em inglês: A study of Campylobacter jejuni and Campylobacter coli in children from urban Fortaleza, Ceará, Brazil : Genetic identification, intestinal inflammation and impact on nutritional status
Autor(es): Quetz, Josiane da Silva
Orientador(es): Lima, Aldo Ângelo Moreira
Palavras-chave: Diarréia Infantil
Campylobacter jejuni
Campylobacter coli
Desnutrição
Data do documento: 2009
Citação: QUETZ, J. S. (2009)
Resumo: Campylobacter jejuni e Campylobacter coli são importantes agentes etiológicos de doença diarréica na população mundial. A infecção por Campylobacter sp. é usualmente identificada por cultivo microbiológico que leva aproximadamente 72 horas para identificação do gênero. Nosso objetivo principal foi pesquisar a prevalência de C. jejuni e C. coli em população infantil, com idade entre 2-36 meses, da área urbana de Fortaleza/CE, Brasil, em estudo do tipo epidemiológico observacional caso-controle, utilizando, como ferramenta de detecção, a reação em cadeia da polimerase (PCR). Outros objetivos consistiram em: investigar o impacto nutricional da infecção (casos) ou da colonização (controles) por Campylobacter sp.; determinar a presença de três genes de virulência para a toxina citoletal distensora (CDT) de C. jejuni e avaliar a ocorrência de inflamação intestinal nas infecções causadas por Campylobacter sp. A população estudada consistiu de 83 casos e 83 controles, sendo os casos, crianças com histórico de diarréia nos 14 dias pregressos à seleção para o estudo. Foram avaliados parâmetros sócio-econômicos através de questionário epidemiológico. Medidas antropométricas foram coletadas para determinação de escores-z no intuito de avaliar o perfil nutricional das crianças. A detecção de Campylobacter nas amostras congeladas foi realizada por ensaio imuno-enzimático (ELISA) e PCR. Pela PCR também investigamos a presença dos genes cdtA, cdtB e cdtC da CDT de C. jejuni. A avaliação da inflamação intestinal foi realizada pela pesquisa de lactoferrina fecal (LFF), através de ELISA semiquantitativa. Foi detectado, por PCR, C. jejuni em 9,6% dos casos (8/83) e 7,2% dos controles (6/83). C. coli foi detectado em 6,0% dos casos (5/83) e 1,2% dos controles (1/83). Os genes cdtA, cdtB e cdtC foram encontrados em 50% das amostras hipO+ (7/14). Houve diferença significativa (p<0,05) dos escores WAZ e WHZ entre casos e controles portadores de C. jejuni, sendo que casos portadores apresentaram média inferior de WAZ e WHZ, quando comparados com os controles portadores. No grupo Casos, os portadores de C. jejuni apresentavam valor médio de WHZ inferior ao valor médio apresentado pelos casos não-portadores. Mais de 80,0% das crianças estudadas apresentaram inflamação intestinal caracterizada por elevados níveis de LFF, independente da presença de diarréia e Campylobacter sp. Em conclusão, nossos achados corroboram dados da literatura científica relacionados à prevalência de C. jejuni e C. coli na população infantil, existência de portadores assintomáticos e associação entre a detecção do microorganismo e desnutrição. Além disso, nossos dados apontam para ocorrência de variabilidade genética dentre as cepas de C. jejuni detectadas na população estudada em relação à presença ou ausência dos genes de CDT.
Abstract: Campylobacter jejuni and Campylobacter coli are important etiologic agents of worldwide diarrheal disease. Campylobacter sp. infection is usually identified by a 72 hour microbiological culture that identifies the genus of the responsible organism. Our main goal was to investigate the prevalence of C. jejuni and C. coli in children, aged 2-36 months, from urban Fortaleza, CE, Brazil, in an observational epidemiological case-control study using, as a tool of detection, the polymerase chain reaction (PCR). Our other goals were to investigate the nutritional impact of infection (cases) or colonization (controls) for Campylobacter sp., to determine the presence of three virulence genes of C. jejuni cytolethal distending toxin (CDT), and to evaluate the occurrence of inflammation in intestinal infections caused by Campylobacter sp. The study population consisted of 83 cases and 83 controls, where the cases consisted of children with a history of diarrhea in the 14 days prior to selection for the study. We assessed socioeconomic parameters through an epidemiological questionnaire. Anthropometric measurements were collected to determine z-score parameters for assessing the nutritional status of the children. Detection of Campylobacter from frozen samples was performed by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) and PCR. Also, using PCR technology, we investigated the presence of C. jejuni genes cdtA, cdtB and cdtC. Intestinal inflammation was assessed by semi-quantitative ELISA detection of fecal lactoferrin (LFF). PCR technology detected C. jejuni in 9.6% of the cases (8/83) and 7.2% of the controls (6/83), while C. coli was detected in 6.0% of the cases (5/83) and 1.2% of the controls (1/83). CDT genes were found in 50% of hipO+ samples (7/14). There was a significant difference (p <0.05) in the weight for age z-scores (WAZ) and the weight for height z-scores (WHZ) between case and control carriers of C. jejuni, where case carriers showed lower average WAZ and WHZ than control carriers. Moreover, in the case group, carriers of C. jejuni showed a lower WHZ average than that of non-carrier cases of C. jejuni. More than 80.0% of the children studied had intestinal inflammation characterized by high levels of LFF regardless of the presence of diarrhea and Campylobacter sp. In conclusion, our findings corroborate data in the scientific literature related to the prevalence of C. jejuni and C. coli in pediatric populations, the existence of asymptomatic carriers and an association between the detection of the microorganism and malnutrition. In addition, our data suggest a genetic variability among the strains of C. jejuni detected in the study population, related to presence o absence of CDT genes.
Descrição: QUETZ, Josiane da Silva. Estudo sobre Campylobacter jejuni e Campylobacter coli em crianças da área urbana de Fortaleza, Ceará/Brasil : identificação genética, inflamação intestinal e impacto no estado nutricional. 2009. 142 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2445
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_jsquetz.pdf1,63 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.