Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24470
Title in Portuguese: Experiência e produção de sentidos de familiares cuidadores de crianças e adolescentes diagnosticados com transtorno mental
Title: Experience and production of sense of family caregivers of children and adolescents diagnosed with mental disorders
Author: Farias, Julia Mota
Advisor(s): Freire, José Célio
Keywords: Comportamento do Adolescente
Vínculos Emocionais - adolescentes
Comportamento Afetivo
Care
Family
Issue Date: 2016
Citation: Farias, J. M.; Freire, J. C. (2016)
Abstract in Portuguese: Decorrente das transformações promovidas pelo movimento da Reforma Psiquiátrica no Brasil, do processo de desconstrução das representações e saberes sobre a loucura e de um novo modelo de atenção às pessoas com transtornos mentais, as relações familiares assumem destaque enquanto recurso significativo para a reinserção e reabilitação psicossocial desses indivíduos. Nesse contexto, ao se reconhecer a importância da convivência familiar para o reestabelecimento da saúde mental, atribui-se aos familiares a tarefa de se corresponsabilizarem pelos cuidados com o sujeito com transtorno mental. Por não ser uma escolha desses sujeitos, que podem não se identificar com tal tarefa, enfrentar dificuldades ou não possuírem condições para desempenhá-la dentro das condições almejadas na formulação da política de saúde mental, torna-se importante conhecer como esses familiares têm vivenciado essa experiência em suas vidas. Deste modo, essa pesquisa tem por objetivo geral compreender a produção de sentidos de familiares cuidadores de crianças e adolescentes diagnosticados com transtornos mentais sobre a sua experiência de convivência e cuidado em relação a esses sujeitos. Para atingir esse objetivo buscou-se descrever os processos de produção de cuidado dos familiares cuidadores, desde o momento em que esses reconhecem a demanda de cuidado decorrente do diagnóstico de adoecimento mental; categorizar os sentidos construídos sobre a experiência de ser cuidador por esses familiares e identificar as repercussões da participação do familiar no Centro de Atenção Psicossocial Infantil, para a sua experiência de cuidador e no desempenho da atividade de cuidado. A pesquisa, de natureza qualitativa, realizou-se em um dos Centros de Atenção Psicossocial Infantil - CAPSi de Fortaleza, no qual catorze familiares que se identificaram como cuidadores foram entrevistados como participantes. O recurso utilizado para acessar os sentidos construídos pelos participantes consistiu na entrevista semiestruturada, sendo a fundamentação teórica para a produção e análise das narrativas, geradas pelas entrevistas, a hermenêutica filosófica de Hans-Georg Gadamer. As narrativas analisadas foram sistematizadas seguindo a proposta de rede interpretativa. Deste modo, a análise das falas apresentadas revelou três eixos temáticos: o cuidar para os familiares cuidadores; a experiência de ser familiar cuidador e; a participação do familiar cuidador no CAPS Infantil. Questões como a intensa relação estabelecida entre o papel familiar e o de cuidador, a naturalização dos vínculos estabelecidos entre os sujeitos cuidador e cuidado e o predomínio de indivíduos do sexo feminino na responsabilização dos cuidados com os demais parentes, representam alguns dos sentidos evidenciados sobre a experiência dos sujeitos pesquisados em serem cuidadores de crianças ou adolescentes diagnósticos com transtorno mental. Em relação à sua participação no CAPSi, os entrevistados apontaram dificuldades estruturais relativas à distância física do serviço, à rotatividade de profissionais e ausência de medicamentos, que acarretam em prejuízos na atenção dispensada pelos cuidadores às crianças, ou adolescentes, pelos quais se responsabilizam. Deste modo, os cuidadores entrevistados expressaram a necessidade de que sejam construídas ações estratégicas que incorporem a atenção às suas demandas subjetivas e às relações estabelecidas por esses sujeitos com os demais familiares e a sociedade em geral, em busca de que a atividade de cuidados realizada no âmbito da família possa obter algum reconhecimento social e subsídios que garantam aos cuidadores melhor qualidade de vida.
Description: FARIAS, Júlia Mota. Experiência e produção de sentidos de familiares cuidadores de crianças e adolescentes diagnosticados com transtorno mental. 2016. 138f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24470
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_dis_jmfarias.pdf1,55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.