Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2450
Título: Estudo dos problemas farmacológicos em pacientes HIV+ sob terapia antirretroviral inicial em um Centro de Especialidades Médicas de Fortaleza-Ceará
Título em inglês: Pharmacological study of problems in HIV+ patients under antiretroviral therapy early in a Center of Medical Specialties in Fortaleza, Ceará
Autor(es): Magalhães, Karla do Nascimento
Orientador(es): Fonteles , Marta Maria de França
Palavras-chave: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Quimioterapia
Data do documento: 2011
Citação: MAGALHÃES, K. N. (2011)
Resumo: A síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS) é causada pela infecção pelo HIV e já não é sinônimo de letalidade. Desde que a doença foi descoberta, no início da década de 1980, muitos avanços foram dados em relação à maior compreensão da doença e desenvolvimento terapêutico. Atualmente, uma combinação de medicamentos conhecida como HAART (Highly Active Antiretroviral Therapy) é indiscutivelmente reconhecida por tornar mais lento o curso da doença e prolongar a vida. Este estudo objetivou detectar, em suas dimensões quantitativa e qualitativa, os problemas farmacológicos relacionados à terapia antiretroviral em pacientes HIV+ que estejam iniciando o tratamento com antiretrovirais, no SAE/CEMJA – Serviço de Atendimento Especializado em HIV/AIDS do Centro de Especialidades Médicas José de Alencar em Fortaleza, Ceará. Trata-se de um estudo descritivo, longitudinal e prospectivo, onde cada paciente funcionou como seu próprio controle. A pesquisa foi realizada no período de dezembro de 2008 a agosto de 2010. O acompanhamento farmacoterapêutico (AFT) teve duração de 09 meses e foi desenvolvido de acordo com uma adaptação ao Método Dáder e a classificação dos problemas farmacológicos deu-se por uma adaptação ao o II Consenso de Granada (2002). Na análise dos dados, programas EpiInfo e Sigma Plot foram utilizados. Foram realizadas 47 entrevistas, sendo que 45 pacientes concluíram o AFT. Em todos os estudos, considerou-se o valor de p<0,05 como nível de significância. Foram identificados 643 problemas farmacológicos relativos à TARV. O PF-5 (segurança qualitativa) foi o mais evidenciado seguido pelo PF-4 (relacionado à efetividade quantitativa-adesão irregular) e PF-1 (relativo à necessidade-não-adesão) Os medicamentos antirretrovirais mais prescritos foram os fármacos Zidovudina+lamivudina, Lopinavir+ritonavir e Efavirenz e também foram os mais envolvidos em problemas farmacológicos relacionados à segurança e efetividade. Durante o AFT, uma redução (99,8%) e aumento (104,52%) médio, estatisticamente significante, da carga viral e de linfócitos T CD4+, respectivamente, foram observados. Houve uma melhora na adesão ao tratamento por parte dos pacientes acompanhados e na determinação global do índice de adesão pelo registro de dispensa dos antirretrovirais na farmácia do CEMJA, foi encontrada um taxa de 64% de aderência de todos os pacientes avaliados. Nossos achados nos permitiram compreender melhor que os principais obstáculos e dificuldades vivenciados pelo paciente HIV+ relativos à TARV, concentram-se, sobretudo na toxicidade desses fármacos e que isso tem relação direta com a adesão ao tratamento, principalmente nos indivíduos assintomáticos e/ou com diagnóstico de soropositividade menor que um ano, representando importantes grupos-alvo para estudos da freqüência de RAM com antiretrovirais.
Descrição: MAGALHÃES, Karla do Nascimento. Estudo dos problemas farmacológicos em pacientes HIV+ sob terapia antirretroviral inicial em um Centro de Especialidades Médicas de Fortaleza-Ceará. 2011. 152 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2450
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_knmagalhaes.pdf1,03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.