Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2529
Título: Adolescências e juventudes na publicidade televisiva: cartografias de um terrítório existencial
Título em inglês: Adolescence and younth on television advertisement: cartografies of an existencial territory
Autor(es): ROCHA, Reno Moura
Orientador(es): MIRANDA, Luciana Lobo
Palavras-chave: Cartografia
Adolescencia
Publicidade
Televisão
Advertisement
Adolescence
Television
Anúncios e jovens - Aspectos psicológicos
Psicologia do adolescente
Anúncios em televisão - Aspectos psicológicos
Data do documento: 2009
Editor: http://www.teses.ufc.br/
Citação: ROCHA, R. M. ; MIRANDA, L. L. (2009)
Resumo: A julgar por sua presença constante na televisão e na publicidade contemporâneas, o sujeito adolescente tem assumido um papel central na subjetividade hodierna. No entanto, apesar desse fato notório e de todos os estudos que reforçam sua relevância, a publicidade televisiva resta pouco discutida pela psicologia em sua relação com a adolescência. Por outro lado, diversos modelos de adolescência têm sido traçados pelos saberes psi, priorizando-se um ou outro aspecto como a questão essencial para a constituição da identidade do adolescente, seja a educação, o trabalho, a família e a sexualidade ou outro qualquer. Pautando-se na teoria da subjetividade de Guattari, este estudo busca traçar uma cartografia da publicidade televisiva brasileira enquanto território existencial da adolescência, a partir do confronto entre esses agenciamentos concretos, os modelos cientificistas de adolescência produzidos pela psicologia e as instituições históricas e midiáticas que marcaram a origem e a transfiguração da adolescência ao longo da modernidade. Realizamos o registro e a análise de 48 publicidades veiculadas em quatro canais da televisão aberta, durante o mês de março do ano de 2009. A partir dessas análises, procuramos engendrar uma discussão acerca de 17 temas que evocavam pontos problemáticos nessas publicidades: família, educação, tecnologia, política, alegria, experimento, insegurança, autonomia, beleza, saúde, sexualidade, grupo, trabalho, fama, felicidade, consumo e natureza. Não procuramos, no entanto, instituir um novo modelo de adolescência que venha a superar os demais, mas sim compreender a adolescência enquanto fruto de uma multiplicidade fundadora que a torna um conjunto de territórios existenciais variados e que não se reduzem uns aos outros. Com base nessa cartografia do território existencial da adolescência na publicidade televisiva, somos levados a supor que todos os modelos teóricos e todas as configurações históricas da adolescência apenas podem ser considerados enquanto produções parciais e inseparáveis dos dispositivos e das instituições que os agenciam.
Abstract: By its constant presence on contemporary television and advertisings, the adolescent subject has assumed a central role on nowadays subjectivity. However, besides that notorious fact and all the studies to reinforce its relevance, television advertising is very little discussed by psychology in its relationship with adolescence. On the other hand, various adolescence models have been defined by the psi knowledge, prioritizing one or another aspect like the essential question for the constitution of the adolescent identity, be it education, work, family and sexuality or any other. Based on Guattari’s subjectivity theory, this study tries to trace a cartography of the Brazilian television advertisement as an existential territory of adolescence, starting in the confrontation between those concrete agencies, the scientific models of adolescence produced by psychology and the history and media institutions that marked the origin and the transfiguration of adolescence along modernity. We did the registry and the analysis of 48 advertisements aired in four channels of open television, during March of 2009. Starting with those analyses, we tried to produce a discussion about 17 themes that evocate problematic points in those advertisements: family, education, technology, politics, joy, experimentation, insecurity, autonomy, beauty, health, sexuality, group, work, fame, happiness, consume and nature. We didn’t try, however, to institute a new model of adolescence to surpass the others, but to comprehend the adolescence as the seed of a founding multiplicity that turns a group of varied existential territories and that are not reduced to each other. Based on this cartography of the existential territory of the adolescence on television advertising, we suppose that all theoretical models and all historical configurations of adolescence can just be considered partial and undistinguished productions of the devices and institutions that agency them.
Descrição: ROCHA , Reno Moura. Adolescências e juventudes na publicidade televisiva: cartografias de um terrítório existencial. 2009. 252f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2529
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_RMRocha.pdf1,62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.